terça-feira, 25 de abril de 2017

Após 20 dias, JBS de Senador Canedo anuncia fim de férias coletivas

Medida havia sido tomada para ajustar produção e manter empregos. Quatro unidades seguem com funcionários parados até 2 de maio

A JBS informou, nesta segunda-feira (24/4), que os funcionários da sua unidade de Senador Canedo já retornaram das férias coletivas. No total, dez unidades do grupo adotaram a medida no último dia 3 de abril, após a deflagração da Operação Carne Fraca, que atingiu diretamente a empresa.
Na época, a JBS alegou que o objetivo da medida, já prevista para durar 20 dias, era ajustar os volumes de produção, visto que houve queda nas exportações, e manter o emprego de seus 125 mil colaboradores. Apesar das férias terem sido adotadas em Senador Canedo, as unidades de Goiânia e Mozarlândia seguiram em funcionamento.
Além da unidade de Senador Canedo, outras cinco também retomaram as atividades na segunda-feira: as de Alta Floresta (MT), Nova Andradina (MS), Juína (MT), Pedra Preta (MT) e Tucumã (PA). As demais – de Anastácio (MS), Naviraí (MS), Diamantino (MT) e Lins (SP) – retornarão a partir de 2 de maio, após reformas, ajustes operacionais e modernização de equipamentos.
Operação Carne Fraca
Deflagrada no último dia 17 de março, a Operação Carne Fraca pela Polícia investiga empresas supostamente envolvidas em esquema de pagamento de propina a fiscais agropecuários, incluindo as gigantes BRF – cujas vendas estão interditadas – e JBS. A investigação apontou que as fraudes permitiam a liberação de mercadorias adulteradas e estragadas.

Nenhum comentário: