quinta-feira, 30 de junho de 2011

PEC 23/2007 - Alerta sobre o PL 122 do Rio de Janeiro

João Cruzué.

Estive conversando hoje com o irmão Paulo Teixeira, do blog Holofote e ele me deu uma inforação importante. Está em tramitação na A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro um Projeto de Emenda Constitucional - a PEC 23/2007, que em tese, se trata de um "PL 122" do Estado do Rio de Janeiro. Com base nas informação do Pastor Paulo eu fui à luta e depois de alguma dificuldade consegui localizar toda tramitação desta matéria para repassar a quem tiver interesse em acompanhar e cobrar mais atenção dos Deputados Evangélicos do Estado do Rio de Janeiro.

A prova da aprovação do texto na Comissão Permante está no rodapé da figura abaixo. Foram 45 votos a favor e 02 contra. Não houve abstenção. Sendo a publicação da matéria do Holofote, os dois fotos contrário foram dos Deputados: Flávio Bolsanaro (Igreja Batista) e Albertasse (Igreja Assembleia de Deus). Dentre os 45 que votaram a favor da PEC 23/2007 (PL 122 do Rio de Janeiro). A Assembleia Legislativa do Estado do Rio tem 70 deputados. Entre eles, no mínimo 11 evangélicos.


PEC.23.RJ



REPRODUÇÃO DO TEXTO E PARECER DA PROPOSTA DE EMENDA



PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 23/2007

EMENTA:
MODIFICA A REDAÇÃO DO ART. 9º, §1º DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL.


Autor: Deputado GILBERTO PALMARES

A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

RESOLVE:

Art. 1º - O Art. 9º, § 1º da Constituição Estadual passa a ter a seguinte redação:

Art. 9º - (...)

§ 1º - Ninguém será discriminado, prejudicado ou privilegiado em razão de nascimento, idade, etnia, raça, cor, sexo, orientação sexual, estado civil, trabalho rural ou urbano, religião, convicções políticas ou filosóficas, deficiência física ou mental, por ter cumprido pena nem por qualquer particularidade ou condição.

Art. 2º - Esta Emenda Constitucional entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Plenário Barbosa Lima Sobrinho, de novembro de 2007.

GILBERTO PALMARES
Deputado Estadual


JUSTIFICATIVA

Trata-se de Proposta de Emenda à Constituição que "MODIFICA A REDAÇÃO DO ART. 9º, §1º DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL.", cujo objetivo é a inclusão da orientação sexual como direito individual e coletivo dos cidadãos fluminenses.

O Artigo 5º da CRFB preconiza que: "todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade (...)"

Neste artigo encontra-se esculpido o princípio da igualdade, os quais materializam poderes de titularidade coletiva atribuídos genericamente a todas as formações sociais, consagram a solidariedade principiológica e constituem um momento importante no processo de desenvolvimento, expansão e reconhecimento dos direitos humanos, que são reivindicações morais, e nascem quando podem, quando devem nascer, ou seja, depende do momento político vivido em cada sociedade, sendo estes valores fundamentais indisponíveis. Portanto, a discriminação que se baseia em atributo ou qualidade do indivíduo, como a raça, o sexo, a orientação sexual, etc., é inconstitucional.

A homosexualidade é a atração afetiva e sexual por uma pessoa do mesmo sexo; já orientação sexual é a atração afetiva ou sexual que uma pessoa sente por outra. É importante dizer que embora as pessoas tenham a possibilidade de escolher se vamos ou não demonstrar nossos sentimentos, os psicólogos não consideram que a opção sexual possa ser modificada por ato da vontade humana. Logo, é preciso que nossa sociedade exclua toda e qualquer forma de discriminação, para enfim tornarmo-nos um país mais justo e igualitário, ou seja, um país de todos, um Rio de Janeiro de todos os seus filhos.

De acordo com estudos realizados por diferentes entidades e, sobretudo, pela Secretaria dos Direitos Humanos da ONU, o Brasil é um dos países que mais apresenta atitudes homofóbicas, através de pressões psicológicas, ameaças e agressões físicas. Indubitavelmente este quadro constitui uma nódoa para a sociedade brasileira, que precisa o quanto antes fortalecer a democracia nas mais diversas dimensões de sua sociedade.

O dia 28 de junho marca o início do movimento organizado contra a discriminação por orientação sexual. Neste dia, no ano de 1969, na cidade de Nova York, os homossexuais, pela primeira vez, reagiram publicamente à discriminação que vinham sofrendo. Este dia passou a ser então internacionalmente reconhecido como o dia do combate à homofobia.

Vale mencionar que outros Estados-membros já efetuaram a inclusão da orientação sexual como direito individual e coletivo, dentre os quais podemos citar Mato Grosso, Pará e Sergipe.[1]

Pelo exposto, e por se tratar de matéria de extrema relevância para a sociedade Fluminense, por se referir a promoção da igualdade entre os cidadãos, conclamamos todos os parlamentares desta Casa de Leis a aprovarem a presente proposição.

Processo: 20070100023

Entrada: 
27/11/2007

Protocolo:10531

Publicação no DO: 28/11/2007

terça-feira, 28 de junho de 2011

1º Casamento Civil Gay no Brasil

Cabeleireiro e comerciante gays casam-se no civil em Jacareí (SP)
 
As cores do arco-íris tomaram conta da Praça dos Três Poderes, em Jacareí (a 83 km de São Paulo), na manhã desta terça-feira (28) com o casamento civil do cabeleireiro José Sérgio Sousa Moresi Sousa e o comerciante Luiz André Rezende Sousa Moresi, primeiro casal homossexual a conquistar a certidão de casamento após conversão da união estável autorizada pela primeira vez no país pela Justiça brasileira.

Cerca de150 pessoas, entre amigos, familiares e militantes ligados à ONG Revida, acompanharam ao lado de fora do 1º Cartório de Registro Civil da cidade com bandeiras com as cores do arco íris. Curiosos e a imprensa vinda de diversas cidades ficaram em torno da praça, que reúne a Câmara, a prefeitura e o Fórum, e aplaudiram quando o casal saiu com o documento oficial nas mãos.

Luiz André e Sérgio Kauffman chegaram ao cartório acompanhados por amigos. Eles entraram de mãos dadas e se emocionaram durante a cerimônia, que durou cerca de 20 minutos. "Acompanhei e vi o quanto eles estavam felizes. Após assinarem o livro de registro de patrimônio, André e Sérgio se beijaram e saíram de mãos dadas após brindarem com champanhe", disse o afilhado do casal, Aparício Morais Martins, 32 anos.

Segundo ele, a cerimônia foi acompanhada pelo juiz Fernando Henrique Pinto, da 2ª Vara da Família e das Sucessões de Jacareí, responsável pela autorização do casamento civil. "As pessoas ficaram em frente ao cartório torcendo para que tudo corresse bem. É uma vitória com muito sacrifício e importante para a militância", disse.

O casal não programou nenhuma recepção, mas pretende celebrar daqui a dois anos quando completar 10 anos de união. O primeiro casamento gay do Brasil ocorre depois de quase dois meses do STF (Superior Tribunal Federal) ter reconhecido a união estável entre casais do mesmo sexo e na data em que é comemorado o Dia Mundial do Orgulho LGBT.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo e a ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Travestis e Transexuais), o casamento civil de Luiz André e Sérgio é o primeiro caso homoafetivo no país. Na certidão, os dois passam a usar o mesmo sobrenome 'Souza Moresi'.

"Não sei dizer o nível de felicidade que estou sentindo neste exato momento. O nosso casamento vai ficar para a história e servirá como exemplo para muitas pessoas que enfrentam essa situação. Dedico a todos os militantes esse marco na história homoafetiva", disse o comerciante Luiz André.

Autorização

A conversão para casamento civil foi autorizada pelo juiz da 2ª Vara da Família de Jacareí, Fernando Henrique Pinto, baseada no artigo 226 da Constituição Federal, que autoriza a mudança de união estável em casamento, medida que agora também pode ser aplicada após o STF ter equiparado a união estável homossexual a uma entidade familiar, passando a ter os mesmos direitos que um casal heterossexual. O Ministério Público também deu o parecer favorável.

O casal registrou a união estável no dia 17 de maio, um dia depois do STF ter reconhecido os mesmos direitos dos casais heterossexuais e 14 dias após darem entrada no pedido de conversão no cartório de registro civil. "Tenho receio de vir a anulação como no caso de Goiânia (primeiro contrato de união estável entre homossexuais), mas recorreremos."

Juntos em uma relação que já tem oito anos, Luiz André conheceu José Sergio em uma festa na casa de um amigo em Jacareí. Na ocasião, a paixão foi à primeira vista, segundo o comerciante, que lembra que o sentimento foi recíproco e se perpetuou naquele instante.

"Gostamos um do outro de imediato e começamos a namorar. Em um mês de relação ele (Sergio) veio morar comigo. Formamos um casal tranquilo e buscamos nossa felicidade como qualquer outro ser humano. Atualmente o pai dele, que está adoecido, e uma irmã moram conosco. Eles fazem parte da nossa família. Agora somos a família 'Sousa Moresi'."

Planos

Está nos planos do casal o sonho de comprar uma casa própria. Luiz André conta que já pensa juntar a sua fonte de renda com a fonte do seu marido para comprar uma casa e compartilhar o plano de saúde.

"Temos os mesmos direitos. Agora vamos juntar nossas rendas para comprar uma casa. O reconhecimento do nosso casamento foi nossa primeira conquista, virão outras. Mas o mais importante é que servimos de exemplos para outros casais vivendo a mesma situação. Nossa vitória é dedicada a todos os militantes da causa gay."

 

Comentario, Esta se cumprindo as profecias da Biblia Sagrada, Deus destruiu duas Cidades por causa do homemsexualismo e lebianismo Sodoma e Gomorra, o pecado tem um preço

e Brasil no fundo vai ter que pagar, Acertar com Deus. o que planta colhe.

Pr. Luis Washington.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Juiz que invalidou primeira união estável gay do país nega homofobia

O juiz Jeronymo Vilas Boas, que anulou a primeira união estável de um casal homossexual em Goiânia, negou que seja homofóbico: "de modo algum", respondeu o juiz que é vice-presidente da Associação do Magistrados do Brasil.

Ele afirmou ainda que o casal não pode ser considerado como uma família. "Declara o artigo 16, que constitui família o núcleo formado por homem e mulher", disse ele ao argumentar os motivos de sua decisão. As informações são do Fantástico.

Após a anulação do juiz, o casal viajou até o Rio de Janeiro para realizar uma nova união, já que a primeira havia sido anulada.

No entanto, a corregedoria de Justiça de Goiás revogou a decisão do juiz, e validou a primeira união.

Ao falar sobre a possibilidade de uma punição, Vilas Boas disse que "medo" não faz parte de seu vocabulário.

O magistrado é pastor da igreja Assembleia de Deus e diz que já contrariou suas convicções religiosas em decisões sobre pedidos de isenções de impostos, e se disse seguidor de Karl Heinrich Marx, idealista do pensamento comunista, e de Martin Luther King, pastor protestante e ativista americano.

domingo, 26 de junho de 2011

A Igreja Assembleia de Deus depois do Centenário


100
Retrato dos Missionários Berg e Vingren e a logomarca do Centenário

João Cruzué

Vi pela TV uma parte das comemorações do Centenário da Igreja Evangélica Assembleia de Deus brasileira, celebrada em Belém - Capital do Pará. Foi ali, em 18 de junho de 1911, que os Missionários suecos, Daniel Berg e Gunnar Vingren, juntamente com outras 19 pessoas se reuniram pela primeira vez em uma congregação própria, depois de terem sido expulsos da Igreja Batista local, que repudiou e se escandalizou com o ensino do Batismo com o Espírito Santo. Inconscientemente, a atitude daquele Pastor Batista foi o "pontapé" inicial para a construção da maior Igreja Evangélica por estas terras brasileiras. Metade (20 milhões) dos evangélicos brasileiros pode ser assembleiana.

O Pastor Samuel Câmara, não é nenhuma unanimidade dentro de nossa Igreja, mas uma coisa justa deve ser dita: Ele se empenhou e assumiu uma responsabilidade financeira enorme para receber o povo assembleiano nas comemorações do Centenário. Mostrou que tem uma liderança natural. Nos mapas estatísticos de contribuição por Estados, pode ser notado que 90%, ou mais, das contribuições para a construção do Memorial do Centenário tinha a seguinte origem: O estado do Pará. Não estaria faltando com a verdade se dissesse que o Pará arcou praticamente sozinho com os custos financeiros do grande evento.

Foi magnífica a presença da esquadrilha da fumaça da FAB que desenhou um coração nos céus de Belém. Foi surpreendente ver o Pastor Samuel Câmara sendo entrevistado e mostrado no Jornal Nacional, falando sobre as festividades assembleianas. Fiquei admirado de ver os nomes dos logradouros públicos de Belém homenageando os dois grandes heróis missionários do passado: Parque Ecológico Gunnar Vingren...Avenida do Centenário...Minha esposa comentou com grande precisão, que isto denotava o empenho dos políticos evangélicos do Pará.

A grande ausência que não pode ser disfarçada pelo tamanho da "pisada na bola" foi patrocinada, infelizmente, pelas lideranças da CGADB. O que eles fizeram? Nada! Com o que eles contribuíram? Nada.

E porque não contribuíram nem participaram? imagino que a grande omissão seja pelo fato de acharem que as comemorações patrocinadas pela Igreja-mãe fossem um grande fiasco.
Não foram!

Não "houve" celebração da CGADB de um outro Centenário paralelo. Agora só daqui a outros 100 anos. Quem foi omisso nesta, não estará vivo para corrigir a falta na próxima - em 2111.

Só aconteceu um Centenário - o realizado pela Igreja Mãe, feito pelos crentes assembleianos do Estado do Pará sob a liderança do Pastor Samuel Câmara.

Parabéns crentes e pastores da Igreja Mãe em Belém do Pará.

Com certeza ainda deve ter dívidas a pagar, pelas responsabilidades assumidas para o acontecimento deste grande evento. Já separei a minha oferta. E incentivo aos que lerem este texto a fazê-lo também. A obra foi feita com alegria e beleza. Surpreendeu até o Brasil que não é crente.

Eu tinha perdido o prazer de ser Assembleiano, mas o achei de novo.

sábado, 25 de junho de 2011

Mobilização para sexo depois do casamento chama atenção na internet

A Mobilizando o Brasil, uma ONG sem vínculos denominacionais promove uma mobilização bastante relevante para os dias atuais, trata-se do movimento Eu Escolhi Esperar que encoraja jovens solteiros a ter relações sexuais somente depois do casamento.

A MOB trabalha com este tema há mais de 20 anos, promovendo acampamentos, cultos e seminários sobre esse e outros temas relevantes para adolescentes e jovens.

Esses encontros geralmente são ministrados pelo pastor Nelson Júnior, que também é teólogo e um dos coordenadores da Mobilização Eu Escolhi Esperar, além desse tema o pastor também trabalha outros projetos como "Amigos do Noivo", "Pureza e Santidade", "Adoração e Intercessão" entre outros.

Na última segunda-feira, 20, a MOB realizou uma Twitcam (transmissão de vídeo ao vivo pelo Twitter) do quadro chamado #PapoAberto, um programa web que fala exclusivamente sobre amor, relacionamentos, sexo, namoro, corte, noivado e etc. A transmissão começou por volta das 21h e logo a hashtag #EuEscolhiEsperar chegou ao topo dos assuntos mais comentados no microblog.

O programa teve a participação especial do cantor e compositor Marcos Almeida, da banda Palavrantiga que possuí uma música chamada "Esperar é caminhar".

Entre mensagens de gozação e chacotas, muitos internautas se manifestavam dizendo que optaram em participar dessa escolha de esperar até o casamento para ter relações sexuais.

Aliás, o maior objetivo da MOB é ajudar os jovens que já decidiram esperar. "Muitas pessoas já tomaram a decisão de 'esperar no Senhor', porém não é uma decisão fácil. E manter o compromisso para muitos se torna um fardo pesado," disse Nelson Júnior.

Para saber mais sobre essa mobilização acesse: www.euescolhiesperar.com.

Fonte: Gospel Prime

Marcha para Jesus vira palco para críticas ao ST

Líderes evangélicos atacam reconhecimento de uniões homossexuais e liberação de manifestações pró-maconha. Número de fiéis foi de cerca de 5 milhões, de acordo com estimativas.

Líderes evangélicos transformaram ontem a Marcha para Jesus, em São Paulo, em palco para críticas ao Supremo Tribunal Federal e uma exibição de força política.

Os alvos principais foram as recentes decisões em que o STF reconheceu a união estável de casais homossexuais e liberou manifestações pela liberação da maconha.

O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, chegou a recomendar aos fiéis que não votem em políticos que sejam favoráveis à união gay.

"O povo evangélico não vai ser curral eleitoral", disse. "Se governador, prefeito ou presidente for contra a família, não terá nosso voto."

Para Malafaia, o Supremo "rasgou a Constituição" ao permitir a união civil entre homossexuais. O pastor negou que seja homofóbico.

No Congresso, 71 deputados e três senadores são ligados a igrejas evangélicas.

O apóstolo Estevam Hernandes, líder da Renascer em Cristo e principal organizador da Marcha, disse que a manifestação não tem caráter político, mas reconheceu a influência dos líderes.

Ele também se pronunciou contra as decisões do STF. "Enquanto a maconha não é liberada, é incoerente marchar por aquilo que não é legal", disse Hernandes.

Pastor da Igreja Universal, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) criticou o "ativismo judicial" e disse que "não é possível que seis iluminados se julguem capazes de decidir por 200 milhões". O STF é composto por 11 ministros.

O senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que os evangélicos esperam respeito dos homossexuais. "O verdadeiro Supremo é Deus", disse.

A marcha atraiu uma multidão de fiéis que seguiu sete trios elétricos e percorreu 4 quilômetros do centro de São Paulo até a zona norte. A manifestação é realizada todo ano na cidade desde 1993.

"Meu Deus é dono do ouro e da prata. Enquanto meu Deus age, ninguém pode impedir", disse a bispa da Renascer Sônia Hernandes, no alto de um trio elétrico. Ela afirmou que continua amiga do jogador de futebol Kaká, que era o principal garoto-propaganda da igreja até romper com ela em 2010.

Fonte: Folha de São Paulo

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Sociedade Bíblica do Brasil homenagea Igreja Mãe das Assembleias de Deus na celebração do Centenário

CENTENÁRIO DA ASSEMBLEIA DE DEUS DO BRASIL

MARCA A HISTÓRIA DO PROTESTANTISMO NA NAÇÃO BRASILEIRA

Pastores: Samuel Câmara e Mauricio Price

Pastor Mauricio Price

Cerca de 100 mil pessoas lotaram o Estádio Olímpico do Mangueirão na noite do dia 18 no culto de encerramento do Centenário da Assembleia de Deus no Brasil, que iniciou dia 16 de junho em Belém do Pará. Ao longo dos dias de comemoração, uma multidão acompanhou pregações e louvores de conferencistas e cantores nacionais e internacionais, tendo na noite de encerramento, o Evangelista Reinhard Bonnke – um dos maiores evangelistas pentecostais da atualidade no mundo – como preletor oficial.

O ápice do evento foi a apresentação do grupo paraense Celebrai, que interpretou um dos hinos do Centenário, "Avante Vai!", levantando a multidão. Nesse momento, houve queima de fogos e apresentação de uma coreografia que simulou a chegada dos pioneiros, Daniel Berg e Gunnar Vingren, em Belém, no ano de 1911.

Os familiares de Gunnar Vingren e Daniel Berg e caravanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Maranhão, interior do Pará e de várias partes do Brasil marcaram presença no local, além de várias autoridades públicas municipais e estaduais que prestigiaram o megaevento.

O presidente da Assembleia de Deus em Belém, pastor Samuel Câmara, disse que o momento reflete a força do povo e a gratidão a Deus por um século de vida da Igreja, que começou com dois homens em Belém e se expandiu por mais 176 países, alcançando milhões de pessoas em todo o mundo. "A Assembleia de Deus é feita pelos seus fiéis, que são maiores que seus líderes, e têm joelhos que oram, mãos que trabalham e corações que vibram. Eu me alimento dessa vibração. Essa é a minha verdadeira inspiração", concluiu.

O pastor Mauricio Price, presidente do Diretório Estadual no RJ e conselheiro nacional da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) esteve presente no evento, entregando uma placa de homenagem da SBB para a Igreja Mãe.

'' Estou emocionado em presenciar essa festividade profundamente espiritual aqui em Belém do Pará, terra do Pentecostes no Brasil. Parabenizo meu amigo, Pr. Samuel Câmara e toda a liderança da Igreja-mãe em Belém do Pará pela grande festa e mobilização na cidade nesses dias. Estou convicto ainda que a Assembleia de Deus no Brasil vive uma nova fase em sua história. Antevejo um grande despertamento espiritual, comunhão e unidade da Igreja. Somos a geração do Centenário! ''

segunda-feira, 20 de junho de 2011

100 anos da assembleia de Deus no Brasil, harpacrista, harpa crista, ass...

Centenário da Assembleia de Deus no Brasil

Pesquisa na Revista do Mackenzie


Reverendo Alderi Souza de Matos*

O PENTECOSTALISMO NO BRASIL

A partir de Los Angeles, e especialmente de Chicago, o pentecostalismo rapidamente se irradiou para vários outros países. O movimento entrou cedo (1910). No início o crescimento nesses e em outros países foi lento, mas se intensificou a partir da década de 50. Desde os anos 70, o pentecostalismo também se expandiu na América Central, especialmente na Guatemala e El Salvador, onde representa respectivamente 30% e 20% da população. No Chile, cerca de 80% dos protestantes são pentecostais. Nesse país, o pentecostalismo marcou a nacionalização do protestantismo. São muitas as razões da expansão pentecostal na América Latina: as vicissitudes históricas da obra evangelística e pastoral católica, o limitado trabalho das denominações protestantes, o misticismo das culturas ibero-americanas, os graves problemas econômicos, políticos e sociais.

A primeira manifestação de entusiasmo religioso no protestantismo brasileiro é atribuída por Émile Léonard ao movimento liderado por Miguel Vieira Ferreira (1837-1895). Esse engenheiro, presbítero e pregador leigo da Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro, membro de uma família aristocrática de São Luís do Maranhão, acreditava que Deus ainda se revelava diretamente às pessoas, como nos tempos bíblicos. Dotado de um temperamento místico, certa vez teve uma espécie de transe, ficando totalmente imóvel por longo período de tempo. Disciplinado pela igreja por insistir nas suas idéias, o Dr. Miguel retirou-se com um grupo de crentes, a maior parte parentes seus, e criou a Igreja Evangélica Brasileira (1879), que subsiste até hoje. Todavia, esse grupo é diferente em vários aspectos do movimento pentecostal surgido algumas décadas mais tarde.

O sociólogo Paul Freston fala sobre "três ondas" ou fases de implantação do pentecostalismo no Brasil.24 A primeira onda, ainda nos primeiros anos do movimento pentecostal norte-americano, trouxe para o país duas igrejas: a Congregação Cristã no Brasil (1910) e as Assembléias de Deus (1911). Essas igrejas dominaram amplamente o campo pentecostal durante quarenta anos. A Assembléia de Deus foi a que mais se expandiu, tanto numérica quanto geograficamente.

A Congregação Cristã, após um período em que ficou limitada à comunidade italiana, sentiu a necessidade de assegurar sua sobrevivência por meio do trabalho entre os brasileiros. É interessante o fato de que, quando chegaram os primeiros pentecostais, todas as denominações históricas já haviam se implantado no país: anglicanos, luteranos, congregacionais, presbiterianos, metodistas, batistas e episcopais. Todavia, o seu crescimento havia sido modesto. Em 1931, fazendo um levantamento sobre o protestantismo nacional, Erasmo Braga ironicamente dedicou apenas umas poucas linhas à Assembléia de Deus e nem se referiu à Congregação Cristã no Brasil.

A segunda onda pentecostal ocorreu na década de 50 e início dos anos 60, quando houve uma fragmentação do campo pentecostal e surgiram, entre muitos outros, três grandes grupos ainda ligados ao pentecostalismo clássico: Igreja do Evangelho Quadrangular (1951), Igreja Evangélica Pentecostal O Brasil para Cristo (1955) e Igreja Pentecostal Deus é Amor (1962), todas voltadas de modo especial para a cura divina.

Essa segunda onda coincidiu com o aumento do processo de urbanização do país e o crescimento acelerado das grandes cidades. Freston argumenta que o estopim dessa nova fase foi a chegada da Igreja Quadrangular com os seus métodos arrojados, forjados no berço dos modernos meios de comunicação de massa, a Califórnia.26 Esse período revela uma tendência digna de nota – a crescente nacionalização do pentecostalismo brasileiro. Enquanto que a Igreja Quadrangular ainda veio dos Estados Unidos, as outras duas surgidas na mesma época tiveram raízes integralmente brasileiras.

A terceira onda histórica do pentecostalismo brasileiro começou no final dos anos 70 e ganhou força na década de 80, com o surgimento das igrejas denominadas "neopentecostais", com sua forte ênfase na teologia da prosperidade. Sua representante máxima é a Igreja Universal do Reino de Deus (1977), mas existem outros grupos significativos como a Igreja Internacional da Graça de Deus (1980), Igreja Renascer em Cristo, Comunidade Sara Nossa Terra, Igreja Paz e Vida, Comunidades Evangélicas e muitas outras. Assim como a ênfase da primeira onda foi o batismo com o Espírito Santo e o conseqüente falar em línguas, a da segunda onda foi a cura e a da terceira, o exorcismo e a mensagem da prosperidade. Uma importante precursora dos grupos neopentecostais foi a Igreja de Nova Vida, fundada pelo canadense "bispo" Robert McAllister, que rompeu com a Assembléia de Deus em 1960. Essa igreja foi pioneira de um pentecostalismo de classe média, menos legalista, e investiu muito na mídia. Foi também a primeira igreja pentecostal a adotar o episcopado no Brasil. Sua maior contribuição foi o treinamento de futuros líderes como Edir Macedo e seu cunhado Romildo R. Soares.

Outros grupos pentecostais e neopentecostais brasileiros resultaram da chamada "renovação carismática". Esse movimento surgiu nos Estados Unidos no início dos anos 60, com a ocorrência de fenômenos pentecostais nas igrejas protestantes históricas e também na Igreja Católica Romana.28 No Brasil, a "renovação" produziu divisões em quase todas as denominações mais antigas, com o surgimento de grupos como a Igreja Batista Nacional, a Igreja Metodista Wesleyana e a Igreja Presbiteriana Renovada. Essa adoção de crenças e práticas carismáticas, principalmente na área do culto, continua afetando em maior ou menor grau as denominações tradicionais até hoje. A esta altura, é oportuno considerar alguns representantes significativos do pentecostalismo brasileiro.

Assembléia de Deus

Essa igreja, que veio a se tornar a maior denominação pentecostal e evangélica do Brasil, bem como uma das maiores do mundo, também teve as suas raízes em Chicago, a cidade norte-americana onde o pentecostalismo mais cresceu nos primeiros tempos e na qual 75% da população era constituída de imigrantes ou filhos de imigrantes. Entre estes estavam dois suecos de origem batista: Gunnar Vingren (1879-1933) e Daniel Berg (1885-1963). Vingren, filho de um jardineiro, foi para os Estados Unidos em 1903 e estudou no seminário da igreja batista sueca em Chicago. Em seguida, pastoreou algumas igrejas e abraçou o pentecostalismo, época em que conheceu o colega Daniel Berg. Este era filho de um líder batista e também havia emigrado para os Estados Unidos. Retornando ao seu país em 1908, descobriu que um amigo de infância, Levi Pethrus, havia se tornado pentecostal. Ele seria posteriormente o líder do pentecostalismo sueco. Influenciado por Pethrus, Berg abraçou a fé pentecostal quanto retornava para os Estados Unidos em 1909. Conhecendo Vingren, os dois se uniram pelo ideal missionário. Enquanto oravam com um patrício, este profetizou que deveriam ir para um lugar chamado Pará.

Os dois obreiros fixaram-se em 1911 em Belém do Pará, onde passaram a freqüentar a igreja batista, cujo pastor, Erik Nilsson ou Eurico Nelson, também era sueco. Alguns meses depois, a mensagem pentecostal de Vingren e Berg produziu uma divisão na igreja, surgindo assim o primeiro grupo da nova denominação, que inicialmente foi chamado "Missão de Fé Apostólica", um dos nomes dos primeiros grupos pentecostais dos Estados Unidos. Só alguns anos mais tarde foi adotado o nome Assembléia de Deus.

A partir de 1914, outros missionários suecos começaram a chegar para auxiliar os pioneiros. O auge da presença sueca na Assembléia de Deus ocorreu nos anos 30 e praticamente cessou após 1950. O ano de 1930 foi muito significativo, porque marcou a nacionalização do trabalho. Na primeira Convenção Geral, realizada em Natal, com a presença de 11 suecos e 23 líderes brasileiros, a igreja adquiriu autonomia em relação à missão sueca, que lhe transferiu todas as propriedades. Houve também a virtual transferência da sede nacional de Belém para o Rio de Janeiro.

Mais tarde surgiu uma ligação mais estreita com os Estados Unidos, cujos missionários têm exercido influência na área da educação teológica. Analisando essa trajetória, Paul Freston observa que os missionários suecos, que tanta influência tiveram nos primeiros quarenta anos da Assembléia de Deus no Brasil, vieram de um país religiosa, social e culturalmente homogêneo, no qual eram marginalizados.

Como membros de uma minoria desprivilegiada, eles tinham poucos recursos financeiros e rejeitavam a ênfase no aprendizado formal, fatores esses que influenciaram a igreja brasileira. Assim, as Assembléias de Deus, bem como outros grupos pentecostais pioneiros, não estabeleceram as relações de dependência que caracterizaram as missões históricas.

Nos primeiros quinze anos, a expansão da igreja limitou-se ao norte e nordeste. Todavia, na época da nacionalização, em 1930, já estava presente em vinte estados, contando com cerca de 40.000 congregados. Quanto às peculiaridades da igreja, Freston aponta para o seu sistema de governo "oligárquico e caudilhesco", que seria fruto da influência cultural nordestina.

Exemplo disso são os diferentes "ministérios", nem sempre amistosos entre si, e a grande autoridade exercida pelo "pastor presidente", verdadeiro bispo de uma cidade ou região, sendo essa posição geralmente atingida após uma lenta ascensão. Nas últimas décadas têm ocorrido crises resultantes desse modelo de liderança, do fenômeno da ascensão social dos adeptos e da concorrência com novos grupos pentecostais. A maior crise enfrentada pela igreja foi o cisma que deu origem à Convenção Nacional das Assembléias de Deus de Madureira. Esse ministério havia sido fundado pelo gaúcho Paulo Macalão, filho de um general, que entrou em conflito com os missionários suecos, críticos do seu rigor legalista.

Consagrado pastor por Levi Pethrus em 1930, ele se tornou independente e passou a abrir trabalhos em vários estados. As tensões crescentes após sua morte (1982) levaram à exclusão de Madureira pela Convenção Geral (1989), que assim deixou de representar cerca de um terço da Assembléia de Deus no Brasil.

Ao contrário da Congregação Cristã, que não tem literatura própria, a Assembléia de Deus publica desde 1930 um periódico oficial, Mensageiro da Paz, e possui uma editora de grande expressão. A igreja enfrenta forte tensão entre manter a tradição conservadora e populista e aceitar novos valores como a ênfase no aprimoramento intelectual. Freston destaca que a formação cultural ultrapassada faz com que os líderes "percam terreno para grupos pentecostais mais novos, com menos tradições arraigadas para dificultar sua adaptação à moderna cultura urbana brasileira". Ainda assim, a Assembléia de Deus é um fenômeno impressionante, com os seus mais de 8 milhões de afiliados (quase metade de todos os pentecostais brasileiros), muito mais numerosos que os da congênere americana, com 2 milhões.

Com o passar do tempo, essa igreja vem se tornando mais parecida com as outras denominações evangélicas, revelando maior sobriedade no seu culto e uma preocupação crescente com a preparação intelectual e teológica dos seus obreiros.


*O autor é ministro presbiteriano, professor de história da igreja no Centro Presbiteriano de Pós- Graduação Andrew Jumper, em São Paulo, e historiador da Igreja Presbiteriana do Brasil.


Fonte: Revista do Mackenzie

Celebrando o Centenário da IEAD com consciência

Victor Leonardo Barbosa

Blog Geração que lamba

Texto: Hebreus 11: 32-40.

Introdução:

Não há como fugir do fato de sermos assembleianos, e logicamente com isso estarmos vivenciando um acontecimento distinto em nossa vida cristã e na história de nossa denominação, que nesta semana completa 100 anos de história. Tal celebração de 100 anos provocou grande alvoroço, polêmica e partidarismo em nosso meio, o que certamente pode nos levar a não ter o ânimo suficiente para participar dessa importante festa, todavia vários fatores devem ser levados em consideração para não somente comemorarmos, mas comemorarmos de forma consciente e sadiamente bíblica. Listei algumas dessas razões:

Razões:

-Devemos celebrar em memória dos pioneiros.

Assim como os heróis da fé, no texto de Hebreus, que ficaram marcados nas páginas sagradas como exemplos e testemunho de uma genuína vida espiritual, tendo seu nomes registrados na galeria da fé, temos na história de nossa denominação vários homens como Daniel Berg, Gunnar Vingreen, Samuel Nystrom, Bruno Skoliwoski, Nels Nelson e tantos outros que nos deixaram uma marca profunda de amor sofrimento e caráter cristão. Temos também o exemplo pastoral de Francisco Pereira do Nascimento, o qual possuía grande intimidade com minha família, sendo por várias vezes lembrado com carinho por parte de minha a avó. Não podemos ter dúvida que somos o fruto do esforço desses homens que tanto se dedicaram a obra de Deus.

A memória desses homens nos incentiva a celebrar o centenário, mas deve andar em conjunta com mais uma razão.

- Devemos celebrar em memória dos que já se foram.

Quantos piedosos irmãos gostariam de celebrar o centenário da denominação que eles formavam em louvor a Deus? Tantos e tantos irmãos, genuínos crentes, que amavam tal denominação e tanto testemunharam de sua qualidade? Tenho como motivação pessoal a figura de minha avó, falecida há alguns meses atrás, que esperava ansiosa por tal data. Nós, como crentes demos origem a essa instituição, não devemos a menosprezar devido aos problemas do atual sistema que a tanto prejudica. Levando isso em conta, passemos a outra razão:

- Em benefício da comunhão.

Muitos irmãos e pastores genuínos fazem parte desta denominação, sendo que o centenário, se celebrado de forma positiva pode nos trazer grande benefício espiritual e recreação santa. Temos a oportunidade de conhecer irmãos e obreiros de outras partes do país que estarão nesta festa, assim também como reencontrar obreiros que moram fora do Pará.

Alguns preferiram não participar do evento, como o amado pastor Geremias do Couto, sendo este um homem que traria grande alegria se viesse a Belém, porém apesar de suas razões diferiram quanto as minhas apresentadas aqui, as considero boas e legítimas e tratarei um pouco mais sobre isso adiante. É importante que se diga que para que tal comunhão e alegria no momento da festa permaneçam e não haja frustrações desnecessárias, é importante que tenhamos consciência de como não celebrar tal festa. Como por exemplo:

a) Não celebrando de forma partidária: É por demais óbvio que a igreja Assembléia de Deus começou em Belém, ninguém pode tirar de Belém essa glória, todavia as atuais intrigas envolvendo a liderança da CGADB e a Igreja-Mãe acaloraram o debate e deram bastante combustível para a propaganda ideológica e política, tal embate só trouxe cansaço e problemas e revela-se sendo inútil as portas da celebração. Chega de partidarismo e busquemos comunhão com genuínos crentes.

b) Não ignorando os problemas que nos cercam: Nossa denominação possui graves problemas estruturais, administrativos e pastorais. Não há dúvida que veremos um pouco desses problemas durante as celebrações. Um exemplo disso é a presença de pessoas que não trazem nenhum bem a esta denominação, talvez alguns irmãos se ofendam com minhas afirmações mas creio eu que é necessário dizer. Não vejo bem algum em ter Marco Feliciano em nossa festa, alguém afastado da doutrina bíblica, fora os mais recentes escândalos na rede social Twitter. Assim também como não posso ignorar ter em nosso meio a figura de Guliherme Alex², o qual, dentre tantas heresias já relatadas por diversas testemunhas, prega um evangelho falso, que leva muitos a perdição. Nós somos salvos pela fé somente em Cristo Jesus! Isso que nos torna crentes genuínos. Colocar outra coisa no lugar dessa verdade é incorrer em heresia e condenação, ter tal pessoa em nosso meio nada traz em benefício da igreja e deste centenário.

Não podemos, como muitos, colocar um óculos com lentes cor-de-rosa e dizer que tudo vai bem às nossas igrejas, mas termos consciência de que tais problemas existem, mas tais problemas não devem ofuscar as razões de celebrar o centenário, ainda que não esqueçamos, mesmo por um momento, tais problemas. Segue-se agora a última razão para celebrarmos este centenário.

- Para a glória de Deus.

Todos os itens anteriores são reduzidos a nada se não buscarmos ter como finalidade a glória de Deus (1 Co 10:31). Essa deve ser a nossa motivação em celebrarmos o centenário, lembrando que aprouve a Deus salvar a muitos por meio de homens que constituem essa instituição eclesiástica. Caso você, como outros homens piedosos, não queira comemorar o centenário, não comemore. Não há problema nenhum em seguir sua consciência nesta questão e você não estará pecando em ter tal atitude. Porém com essas razões aqui alistadas, creio que nós, como crentes, devemos nos alegrar e participar de tal celebração, lembrando que Nosso Senhor em todas as coisas tenha glorificado o seu Santo Nome.

Conclusão:

Façamos festa, sem ignorar os problemas e perigos que nos cercam, tendo em mente a glória de Deus e a alegria da comunhão com os irmãos (Sl 133).



Sermão dominical pregado neste domingo último 12/06/2011¹.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Igreja Universal paga R$ 480 milhões para ocupar o horário das madrugadas da Record

A Igreja Universal do Reino de Deus repassou em 2010 à TV Record R$ 480 milhões para ocupar o horário das madrugadasda emissora. A informação é de um estudo sigiloso ao qual teve acesso o colunista do UOL, jornalista Ricardo Feltrin.

A emissora recebeu, portanto, a média de R$ 40 milhões por mês – valor bem acima do que vale esse horário de baixa audiência. O dinheiro da Universal foi insuficiente para livrar a Record do prejuízo.

O balanço anual do ano passado da emissora publicado no Diário Oficial Empresarial registrou prejuízo de R$ 1,7 milhão.

Considerando o volume da movimentação financeira da emissora do bispo Edir Macedo, tal prejuízo é pouco, mas ele se refere somente à matriz, ficando de fora as emissoras afiliadas da Record.

A direção da emissora não quis se manifestar sobre esses números.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Conheça a Mãe do filho do Neymar

Neymar, 19 anos, já vai ser papai. O atacante engravidou uma garota de 17 anos que também mora em Santos. O nome dela é Fernanda Barroso. O jogador foi avisado da gravidez na semana passada. Ele fez questão de entrar em acordo com a família da jovem e avisou que arcará com os custos da gravidez, que já estaria no terceiro mês.
Confira as fotos:
fonte: site eu vi ali.com

História dos Blogs - O primeiro Blog da Internet

HISTÓRIA DOS BLOGS

João Cruzué

Curso de Blogs

O primeiro Weblog da história da Web,http://info.cern.ch/, foi criado por Tim Berners Lee no Laboratório do CERN em 1992." Sua páginafoi afortunadamente conservada pelo consórcio administrador da Rede Mundial de Computadores.O termo "Blog" que conhecemos hoje é uma contração de "Weblog", a termilogia usada pelos criadores da Internet (Web3). Entre 1993 e 1996 o grande Blog acessado pela comunidade mundial de desenvolvedores chamava-se What's New. Publicado pela Netscape, o famoso browser dos pioneiros que depois foi desbancado pelo Internet Explorer de Bill Gates.


A partir de fevereiro de 1996 surgiram os primeiros blogueiros plugados nas novidades que estavam por vir, Nas 24 horas que a Internet se abriu para o mundo. A partir dai ela explodiu e os Blogs seguiram em seu rastro. Ainda não se sabe quando o primeiro blog evangélico foi publicado.

Em 1º de abril de 2004, o Google disponibilizou o Gmail sua plataforma de Webmail. Quem tinha feio o cadastro para a lista de espera, como eu, foi surpreendido com uma comunicação da disponibilidade do serviço. Em 14 de abril de 2005 o Gmail ganhou uma versão em português. Em seguida, quem já possuia um blog no Blogger pode reunir todos os blogs que possuisse no mesmo endereço do Gmail.

João Cruzué, o criador do Olhar Cristão, começou em 2004 com o Bderek, depois com o Olhar Cristão no endereço "http://cruzue.blogspot.com", trocado mais pelo http://olharcristao.blogspot.com. Pela mesma época também iniciavam Walmir Milomen com o E, Agora Como Viveremos?, o Pastor AltairGermano e Eliseu Antonio Gomes.

A primeira comunidade agregadora de blogs que conhecemos foi a Blogosfera Cristã de Poliane Latta, da qual fazemos parte. Mas a explosão de blogs evangélicos se deu pela visão da União de Blogueiros Evangélicos que procurou fomentar a criação de blogs entre as lideranças evangélicas a partir de 2007. De 1300 blogs afiliados em 2008 a UBE saltou para mais de 3.500 em maio de 2009. Em 2011 já ultrpassou a casa dos 12.000 blogs. Cada liderança evangélica, um blog. Depois veio a Comunidade dos Blogueiros Cristãos CNBC do designer Lucas Junior apostando em tecnologia e o trabalho (com tutoriais - Como Blogar e Curso de Blogs) da Associação de Blogueiros Cristãos de João Cruzué.


O QUE SÃO BLOGS

Tradução de João Cruzué

O termo "Blog" vem de uma contração da palavra Weblog. Um tipo de Web site mantido geralmente por uma pessoa com postagens regulares de comentários, descrição de eventos ou outros materiais tais como gráficos ou vídeos. As postagens são comumente publicadas em ordem cronológica inversa. De Blog veio um neologismo: o verbo blogar, que tem o significado de manter um blog ou adicionar conteúdo nele.

Muitos blogs provêm comentários ou notícias sobre um assunto em particular. Uma de suas primeiras funções foi como Diário pessoal online. Um blog típico combina texto, imagens, links para outros blogs, sites, e outras mídias relacionadas com a postagem. A facilidade com que os leitores podem deixar comentários em uma forma interativa é um dos detalhes mais importante de muitos blogs.

A grande maioria dos Blogs são, principalmente, textuais embora alguns foquem em Artes, fotografias, sketches, vídeos, música e áudio. Mais recentemente temos o micro-blog com postagens curtas. O Twitter é portal de microblog do momento.

Em dezembro de 2007, a Technorati, um buscador de blogs na WEB, rastreava mais de 112 milhões de blogs.

Tipos de Blogs
Há diferentes tipos de blogs. São diferenças não apenas de conteúdo, mas também na maneira que este conteúdo é publicado ou escrito.

Blogs Pessoais
O blog pessoal, um diário continuado ou comentário de um indivíduo, é blog tradicional ou o mais comum. Os publicadores de blogs pessoais têm muito orgulho de suas postagens, mesmo que seus blogs nunca tenham tenha sido lidos por ninguém, além deles mesmos.

Blogs, frequentemente, se tornam mais do que simples uma maneira de se comunicar. Eles se tornam em um modo para refletir sobre a vida, tarefas ou arte. Blogar pode trazer uma qualidade sentimental. Poucos blogs pessoais alcançam a fama ou nata dos blogs, mas alguns blogs pessoais ajuntam rapidamente um número expressivo de seguidores.

Twitter
A onda do momento é o micro blog Twitter, que permite aos blogueiros compartilhar pensamentos, frases, sentimentos instantâneos com os amigos, família, muito mais rápido que escrever ou mandar um email.

Outro uso objetivo do Twitter é usá-lo como divulgador de postagens, deixando o título e um link para a postagem no blog tradicional. O micro blog caiu nas graças da nova geração que anda muito ocupada e não tem tempo para manter contato.

Blogs Corporativos
Um blog pode ter uso pessoal, como em muitos casos, mas também pode ter ser usado para assuntos de negócios. Blogs também podem ser usados internamente para incrementar a comunicação dentro de uma corporação ou externamente para marketing ou relações públicas são chamados: blogs corporativos.

Gêneros
Alguns blogs focam um assunto específico, tais como: blogs políticos, blogs de viagem, blogs domésticos, blogs de moda, projetos, blogs de educação, comunidades, blogs clássicos de música, blogs de perguntas e respostas, blogs sobre leis. Os dois tipos mais comuns de gêneros de blogs são o blogs de artes e o blog de música. Um blog criado para especialmente sobre o lar e a família é chamado de Blog da mamãe.

Fonte: Wikipedia

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Alemanha suspende alerta pelo

Autoridades pedem que população evite consumir brotos com medo da bactéria assassina
 

As autoridades sanitárias alemãs suspenderão nesta sexta-feira (10) o alerta contra o consumo de pepinos, alfaces e tomates crus pela infecção com um tipo agressivo da bactéria E. col", informa a edição digital do jornal Bild.

As autoridades vão manter, no entanto, o conselho de não consumir sementes germinadas, como brotos de soja, feijão ou de legumes, para evitar possíveis contágios da doença, que causou 29 mortes na Alemanha e uma na Suécia.

Nos últimos 15 dias, a Alemanha chegou a suspender a importação de legumes vindos da Espanha, suspeitando que os pepinos produzidos no país fossem o foco da epidemia. Após testes, que deram resultado negativo, a União Européia determinou que os fazendeiros prejudicados da Espanha fossem indenizados.

O diário ressalta, com base em fontes governamentais, que as autoridades alemãs consideram que são cada vez mais fortes os indícios que relacionam o surto da versão agressiva de E. coli com um produtor de sementes germinadas do estado da Baixa Saxônia.

As suspeitas recaem sobre uma fazenda de cultivo biológico na localidade de Bienenbüttel, no distrito de Uelzen, na qual vários de seus funcionários contraíram a doença há várias semanas. No entanto, as análises realizadas nessa empresa tiveram resultados negativos, embora não se descarte que o foco infeccioso tenha desaparecido após seu surto inicial sem deixar rastro.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Prefeitura de Senador Canedo Investimentos em saúde

Na última quarta-feira (25), a secretária Gercilene Ferreira, a Branca, esteve em Brasília, acompanhada por autoridades goianas, para uma reunião com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Durante o encontro a representante canedense discutiu uma série de projetos de interesse regional, além de acertar os detalhes da visita que o ministro fará à cidade na segunda quinzena de junho.

Entre os principais projetos pleiteados pela gestora está a implantação da unidade de terapia intensiva (UTI) neonatal na Maternidade Aristina Cândida; a construção de um Centro de Apoio Psicossocial especializado no tratamento de dependentes químicos (CAPS AD) e a implantação do serviço especial de mastologia. Na ocasião também foi avaliada a possibilidade de implantação da Rede Cegonha na cidade. Lançado recentemente pela presidente Dilma Rousseff, o projeto engloba um conjunto de medidas que visa proporcionar atendimento adequado, seguro e humanizado às gestantes e recém nascidos.

Em Senador Canedo a Prefeitura já realiza ação semelhante, por meio do Projeto Amar, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Atenção à Mulher (Semasam). Se efetivado o Rede Cegonha passaria a ser coordenado pela Saúde, com uma configuração diferenciada e estrutura capaz de atender toda a região do entorno.

A secretária explica que a cidade dispõe atualmente de praticamente todos os pré-requisitos necessários para trazer a Rede Cegonha, entre eles uma maternidade moderna e equipada, e 100% de cobertura do Programa Saúde da Família. Branca afirma que está otimista e acredita que o projeto possa começar a funcionar em aproximadamente três meses.

A gestora destaca ainda a importância do serviço especial de mastologia. Ela lembra que a rede municipal já conta com um aparelho de mamografia, contudo é necessária a criação de um mecanismo que ofereça maior assistência às mulheres com diagnósticos de câncer de mama. Com o novo programa a Saúde passaria a ter a capacidade de detectar, avaliar e realizar procedimentos de média complexidade.

PioneiroNo encontro com a secretária o ministro Alexandre Padilha reconheceu o pioneirismo de Senador Canedo, em um programa que poderá ser lançado nacionalmente pelo governo federal, que é o tratamento de ortodontia pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com Branca a expectativa da administração municipal é de que durante a passagem pela cidade o ministro sinalize positivamente para os novos projetos. A agenda de sua visita inclui a inauguração da unidade de Saúde da Família (PSF) São Sebastião, localizada no Residencial Dona Lindu; e a assinatura da ordem de serviço para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Prefeitura Senador Canedo inicia inaugurações

No sábado (4), às 8h30, a Prefeitura de Senador Canedo inaugura a primeira de uma série de obras previstas para o mês de junho, como parte das celebrações do aniversário da cidade. A festa acontece na Escola Municipal José Carneiro, no Jardim Canedo, para comemorar a nova quadra poliesportiva, o calçamento e a reforma do muro. Ao todo são esperadas cerca de 500 pessoas, entre estudantes, familiares, e a comunidade local. Também estarão presentes diversas lideranças regionais, entre elas o prefeito Túlio Sérvio e o Secretário de Educação Alerandre Gonçalves.

Com aproximadamente 643 metros quadrados, a quadra poliesportiva, que é coberta, tem capacidade para abrigar cerca de 120 crianças. Ao todo a obra vai beneficiar quase 420 estudantes. Atualmente a Escola José Carneiro oferece o ensino fundamental, nos períodos matutino e vespertino. São 25 educadores e 13 servidores administrativos.

A solenidade será abrilhantada por mais uma edição do projeto Educação Integrada. Idealizada pela administração municipal, a iniciativa visa estimular a integração entre os alunos, a escola e a comunidade. Serão várias atrações, promovidas por meio de uma parceria entre as secretarias de Educação, Saúde, Infraestrutura (Seinfra), Assistência Social e Atenção à Mulher (Semasam), Meio Ambiente (Semma), e Gestão e Tecnologia.

Na ocasião serão oferecidos serviços de maquiagem e corte de cabelo, aferição de pressão arterial, testes de glicemia, doação de plantas ornamentais, distribuição de pipoca e algodão doce. Haverá ainda brincadeiras como cama elástica, piscina de bolinhas, trenzinho e tênis de mesa. Serão promovidas oficinas de ornamentação com balões, confecção de tapetes de retalhos, confecção de artesanatos com jornais e pinturas em tecidos, ginástica laboral e aulas de dança.

Obras
Além da quadra da Escola José Carneiro a Prefeitura irá entregar este mês mais 13 benefícios, entre eles a primeira etapa da Praça José Lino Gomes, na região Central, as praças dos setores Estrela do Sul (Praça Ivaldeir José da Silva Júnior); Jardim Todos os Santos (Praça José Pereira Filho); Conjunto Uirapuru (Praça Antônio Souza Marcelino); Morada do Morro (Praça Santo Antônio de Pádua); Vila Galvão (Praça Regional); e a Praça do Residencial Boa Vista.

O PETI da Vila Galvão teve a unidade totalmente reformada; e o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), ganhou uma piscina para as atividades dos diversos programas da Secretaria de Assistência Social e Atenção à Mulher (Semasam).

No Jardim das Oliveiras, a Prefeitura vai entregar uma pista de caminhada e no Conjunto Valéria Perillo, a população recebe a urbanização da Avenida Central do setor. As novidades ainda incluem a nova sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que será instalada no Bairro das Indústrias.