quinta-feira, 10 de junho de 2010

Igreja Ortodoxa Russa quer acabar com 'monopólio do darwinismo' nas escolas

A Igreja Ortodoxa Russa fez um apelo para que termine o "monopólio do darwinismo" nas escolas russas, afirmando que explicações religiosas da criação devem ser ensinadas ao lado da evolução. Liberais disseram que combaterão qualquer esforço para incluir ensinamentos religiosos nas escolas.

A Igreja dominante da Rússia tem experimentado um novo florescimento nos últimos anos, o que preocupa grupos de defesa dos direitos humanos, que dizem que o poder crescente da instituição está minando as bases seculares da Constituição.

"Chegou a hora do monopólio do darwinismo e da ideia enganosa de que a ciência em geral contradiz a religião. Essas ideias devem ser relegadas ao passado", disse o arcebispo Hilarion, durante palestra em Moscou.

"A teoria de Darwin continua a ser uma teoria. Isso significa que ela deve ser ensinada às crianças como uma de várias teorias, mas as crianças devem conhecer outras teorias também". Especialistas afirmam, no entanto, que o conceito científico de "teoria" é diferente da acepção popular da palavra.

Em ciência, uma "teoria" é uma ideia apoiada por uma grande quantidade de dados e observações, e que permite explicar vários fenômenos da natureza.

A teoria da evolução de Charles Darwin já causou divisões na sociedade nos Estados Unidos, onde grupos protestantes promovem o criacionismo, a ideia de que Deus fez o mundo de acordo com o relato bíblico, ou o "design inteligente", a tese de que a vida é complicada demais para ter emergido por processos naturais.

O Estado ateu soviético desmoronou em 1991, e desde então a Igreja Ortodoxa vem ganhando influência. Recentemente, o presidente Dmitry Medvedev declarou o dia 28 de julho feriado nacional, em celebração da fundação da Igreja Russa, com o batismo cristão do príncipe Vladimir, em 988.

A dissidente Lyudmila Alexeyeva disse que os liberais russos combaterão qualquer tentativa de introduzir religião nas escolas, principalmente nas aulas de ciências. "Nós derrotamos o comunismo como ideologia do Estado, e agora certas forças querem substituí-lo com o Cristianismo Ortodoxo".

Fonte: Estadão

Nenhum comentário: