domingo, 17 de janeiro de 2010

Fotos do Haiti depois do terremoto


Foto:Daily Mail

Haiti
A vida em Porto Príncipe - Capital do Haiti, depois do terremoto.



Foto by Nasa
Foto da Nasa da Capital Porto Príncipe - depois do terremoto.
Foi como se um arado passasse sobre as casas da cidade.
(clique para ampliar)



Foto: Daily Mail
Porto Príncipe - Daily Mail
(amplie)

1 - Daily Mail:
album - 11 fotos


Foto: USA Today
Haiti
Pulando sobre corpos.

2 - USA Today :
Album 64 fotos


ATUALIZANDO

Um terremoto, de 7,0 graus na Escala Richter, atingiu o Haiti na terça-feira, às 16:53h, horário do Haiti; 19:53h horário de Brasília. É provável que os mortos passem de 200 mil pessoas. Morreram lá 14 militares brasileiros e 22 ficaram feridos. Também a médica sanitarista Dra. Zilda Arns Neumann, fundadora da Pastoral da Criança, da Igreja Católica brasileira.

Há pessoas ainda vivas embaixo dos escombros de Porto Príncipe, Capital do Haiti. Sexta-feira, encontraram uma senhora viva, depois de quatro dias debaixo dos escombros. Domingo (17.01), cinco dias depois, ais três pessoas - um homem, uma senhora e uma criança, foram encontradas debaixo de um supermercado que desablouInfelizmente faltam ferramentas: tesouras pneumáticas, macacos hidráulicos, retro-escavadeiras, tesouras pneumáticas para libertar os feridos.

A falta d'água potável tem levado as pessoas usarem a água que escorre no meio da rua para banho de crianças e adultos. O mau cheiro é insuportável, tanto de corpos em deconposição ainda por retirar dos escombros quanto excrementos humanos feitos em plena rua, pois não há quase mais nada de pé em Porto Príncipe.

Há necessidade de remédios e principalmente materiais médicos para primeiros socorros de pessoas feridas. Com certeza vai precisar de doadores de sangue para os hospitais de campanha que estão sendo erguidos na Capital.

A imprensa do mundo inteiro está chegando no Haiti. O Terceiro Setor (ONGs) também está se movendo para lá. É provavável que aconteça um "mutirão" ainda não visto em catástrofes anteriores. Com certeza a Internet (Twitter, Facebook, Blogs) vão ser muito atuantes no Haiti.

A médica sanitarista, Dra. Zilda Arns Neumann, 75 anos, irmã do Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, também perdeu a vida. Ela acabara de dar uma palestra para 150 pessoas em uma Igreja Católica de Porto Príncipe, quando um pedaço do teto caiu sobre sua cabeça. Ela foi velada e sepultada no Cemitério Água Verde em Curitiba. Ela deixou 04 filhos e 10 netos. A Senadora Marina Silva, evangélica, esteve presente ao velório, entre outras autoridades, e disse que a Dra. Zilda Arns foi uma pessoa que viveu o Evangelho e acreditava no que fazia, defendendo os pobres e buscando a solidariedade.

Já se fala em 200 mil mortes.

Veja os dados sobre o Haiti: fonte: Departamento de Estado Americano

Site Oficial do Haiti depois do terremoto: Embaixada do Haiti nos Estados Unidos

Manual de Donativos: CIDI- Centro de Informação sobre desastres Internacionais


Nenhum comentário: