sábado, 21 de novembro de 2009

Folha e UOL assumem erro em reportagem contra a Record

 A Folha de S.Paulo admitiu nesta quarta-feira (18) que errou na notícia que publicou na terça-feira (17) contra a Rede Record. O jornal e o portal UOL afirmaram que "contas da Universal movimentaram R$ 1,4 bi" no exterior, dinheiro que teria sido desviado de doações religiosas para, entre outras finalidades, comprar a emissora de televisão.

No mesmo dia, reportagem do R7 revelou que o Grupo Folha manipulou a informação. O título induziu o leitor a acreditar que todo o valor foi movimentado por representantes da Universal. Na verdade, o próprio texto da reportagem afirmava que "nem todo o dinheiro está relacionado à Universal. Há indícios de que se tratavam de 'contas-ônibus', que abrigam recursos de diferentes empresas e pessoas brasileiras".

Ou seja, as contas não são "da Universal", segundo a própria matéria publicada por Folha e UOL. Nem mesmo há provas de que a Igreja Universal enviou dinheiro ilegalmente ao exterior.

A denúncia do R7 repercutiu em diversos sites especializados em mídia. Procurada na terça-feira (17) pelo R7, a Folha não se manifestou.

Em nota de apenas sete linhas, na coluna "Erramos" desta quarta, que fica no canto inferior da terceira página do jornal, a Folha tentou se retratar do erro cometido. A reportagem contra a Record ocupou meia página de destaque no seu principal caderno.

Diz a nota em que o jornal admite o erro: "O título 'Contas da Universal movimentaram R$ 1,4 bi' estava errado. A reportagem mostrou que, segundo o Ministério Público de SP, contas bancárias de doleiros podem ter abastecido outros correntistas, e não só a Universal".

O comportamento do Grupo Folha causou revolta no departamento jurídico da Rede Record.

- Até um estudante de jornalismo do primeiro ano sabe que aquele título estava errado, não deixaria publicar a matéria. É muito infantil. Foi claramente manipulado dentro da redação da Folha. Isso denuncia a grave crise de credibilidade do jornal e o claro objetivo em atacar a Record – afirmou Edinomar Galter, diretor jurídico da emissora.

- É como no caso da Globo. Como acreditar que a reportagem do Jornal Nacional também foi um "erro"? – afirma Galter.

Reportagem da Record, veiculada no último domingo (15), mostrou manipulação em uma matéria da TV Globo sobre a investigação contra a Record (assista ao vídeo abaixo).

Folha e Globo são sócias no jornal Valor Econômico e têm se aliado constantemente em ataques infundados contra a Rede Record.

- Por que isso acontece justamente nos momentos em que a Record mais cresce em audiência e faturamento em todo o país? O que está por trás desse complô entre Globo e Folha? – pergunta Galter.

O Departamento Jurídico da Record analisa as medidas judiciais cabíveis contra o Grupo Folha e a TV Globo.

Fonte: Vooz

Nenhum comentário: