segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Record estreia R7 para quebrar monopólio da informação

Às 20 horas deste domingo, a Record oficializou em rede nacional o lançamento do R7, seu novo portal de notícias e entretenimento. (Conheça o portal)

O evento, realizado na sede da emissora, comemorava também os 56 anos da rede paulista e reuniu personalidades para festejar a nova empreitada. "A Rede Record avança par a quebra do monopólio da informação", disse a jornalista Ana Paula Padrão na apresentação do portal, ao vivo, na TV.

A aposta da emissora é alta. O R7 nasce com investimento de R$ 100 milhões, que foram essenciais para a contratação de 300 profissionais, dos quais 150 são jornalistas. Segundo o vice-presidente comercial da Record, Walter Zagari, o portal se tornará o maior portal da América Latina no prazo máximo de 5 anos.

Celso Freitas e Ana Paula Padrão entraram ao vivo na TV para anunciara novidade como ampliação da Record como grupo de comunicação. O jornalista frisou que é um marco contra a barreira entre mídia e consumidores de informação. "Deixamos de ser ditadores da informação para nos tornarmos integradores da informação", diz Freitas sobre o jornalismo online e integração com o leitor.

"O R7.com será um portal diferente, principalmente na sua linguagem, forma de se comunicar com o internauta. Queremos bater papo com o leitor, diz Antonio Guerreiro, diretor de Conteúdo do portal.

O portal vai interagir com a programação da TV e conta com editorias que abrangem o cenário nacional como: Brasil, Saúde, Economia, Internaciona, Rio e Cidades, são Paulo, Tecnologia e Ciência, entre outros.

Dificuldades na estréia

Quem tentou acessar o esperado portal R7, investimento da Rede Record na internet (foram mais de R$ 150 milhões), com a estreia prevista para as 20h deste domingo (27/09) frustrou-se. No horário, o site ainda estava indisponível e o teaser que o anunciava, já fora do ar, dava lugar a uma notificação de "falha de carregamento na página".

No Twitter, vários leitores queixaram-se da falta de conexão ao site. Um internauta recomenda que a Record coloque "um copo de água sobre o monitor" e outro a "acender uma fogueira santa", em referência a hábitos entre os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, cujo líder é o proprietário da emissora. O tom, no Twitter, foi de ironia, dado o alarde feito pela emissora, que incluiria até coletiva em tempo real.

Somente por volta das 20h15, a página inicial do R7 podia se acessada, mas ainda persistiam dificiuldades para a navegação das páginas internas, cujo layout e wireframe é muito parecido com o do portal G1, da concorrente da Globo. Os mais de 160 funcionários contratados, com nomes de peso da Internet brasileira, como Rosana Hermann, dizem que a ideia é bater o G1 e outros líderes do webjornalismo brasileiro, como Uol, Terra, iG etc.

NOVIDADES
O portal R7, quando pôde ser acessado, começou com algumas novidades que atraíram muitos inetrnautas. Notícias exclusivas, como uma entrevista reveladora do jogador Adriano, do Flamengo-RJ, admitindo que já foi treinar em seu time na Europa, Internazionale de Milão, bêbado. Publicou ainda notícias que o concorrente G1 não divulga, como uma do apresentador global Fausto Silva irritado com a irmã Leonor Corrêa, devido a disputa pela audiência entre Globo e SBT. Os blogs, ainda pouco atualizados, contribuem no conteúdo exclusivo. Uma das novidades que mais chamou a atenção: a possibilidade de o internauta se inscrever para o reality show A Fazenda 2, através de um site especial.

ESTRATÉGIA
A data de estreia do portal coincide com a comemoração dos 56 anos da emissora e os dois anos da Record News, canal de notícias do grupo. R$ 100 milhões foram reservados para investimento em infraestrutura e contratação da equipe de 160 jornalistas e departamento comercial. Além do montante, outros R$ 50 milhões serão destinados à publicidade, que anunciará a novidade oficialmente ao mercado. A abordagem do R7 não fugirá de seus concorrentes. A missão do portal é cobrir os principais acontecimentos do cotidiano com foco em jornalismo, entretenimento, esportes e multimídia. Haverá espaço ainda para conteúdo opinativo, bancado por colunistas respeitados. Nomes de peso como Daniel Castro, ex- colunista da Folha de S.Paulo, Dado Lancellotti, ex-vice presidente de operações e negócios da Fischer América, Luciana Gomes de Oliveira ex-Globo.com embarcam na nova empreitada de Edir Macedo.

Fonte: ADNews / 180 Graus

Um comentário:

soll disse...

Como sugestão, pq voces não mostram + informações de casos publicos que na eepoca do ocorrido foi destaque, + depois desaparece da midia, Ex, casal que atirou filha do predio etc, muitos casos poderia ser mostrado como anda o desenrrolar das investigações.