sexta-feira, 31 de julho de 2009

Ministério Saúde - Perguntas e respostas sobre gripe suína

"Ministério da Saúde tira dúvidas sobre nova gripe"


Ministro da Saúde, José Gomes Temporão

De Cíntia Castro*
-----------------------------------------------------------------------
Veja as perguntas mais comuns dos brasileiros e as respostas do
governo federal. O MS orienta os suspeitos de gripe
a procurar um posto de saúde ou médico

-------------------------------------------------------------------------

O Ministério da Saúde está fazendo todos os esforços possíveis para deixar a população informada sobre a Influenza A (H1N1). O trabalho da imprensa tem ajudado também a esclarecer os brasileiros sobre a nova gripe. O Ministério mantém no seu site www.saude.gov.br um espaço específico para o tema, que traz informações atualizadas, além de colocar à disposição da população o atendimento gratuito pelo Disque Saúde 0800 061 1997. Veja algumas dúvidas e as respostas:


1 - Qual é a previsão de produção da vacina contra a influenza A (H1N1) no Brasil?

O Instituto Butantan, ligado à Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, é responsável no Brasil por desenvolver as vacinas contra a gripe comum (sazonal) e estará à frente também do desenvolvimento da gripe contra a influenza A (H1N1). A vacina a ser produzida no Brasil estará disponível no próximo ano. Além de desenvolver a vacina, o MS avaliará, junto ao Butantan, a necessidade de comprar vacinas prontas de outros fabricantes.


2 – Haverá cadastramento de novos laboratórios para realização de exames de diagnóstico?

Atualmente, três laboratórios de referência fazem o exame de diagnóstico da influenza A (H1N1) no Brasil: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), Instituto Evandro Chagas (IEC/PA) e Instituto Adolf Lutz (SP). Há a possibilidade, agora, de credenciamento de Laboratórios Centrais (Lacens) para centralizar a realização desses exames nos estados, além dos três laboratórios de referência. Isso já está em curso para os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais, mas ainda não há data definida para essa habilitação.


3 - Como é realizada a distribuição do medicamento?

A distribuição dos medicamentos é centralizada. O Ministério da Saúde envia os remédios aos estados, respondendo às solicitações das Secretarias Estaduais de Saúde. Cabe a elas não só indicar as unidades de referência no atendimento da nova gripe, como também ampliar o número de unidades para realização do tratamento. Outras unidades podem ser indicadas para atender os casos e usar o antiviral.


4 - O Brasil tem medicamento suficiente para enfrentar a influenza A (H1N1)?

Sim. O Ministério da Saúde tem medicamento suficiente para enfrentar a pandemia de influenza A (H1N1). O MS tem um estoque de 9 milhões de tratamentos em pó. Eles foram adquiridos em 2005, época de uma possível epidemia de gripe aviária. Além disso, na terça-feira (21 de julho), o governo federal recebeu mais 50 mil tratamentos. Desses, 15 mil vão para o Rio Grande do Sul, estado entre os mais afetados pela doença. Outros estados com maior número de casos também receberam quantidade adicional de tratamento. Até o fim de julho, o MS vai receber mais 150 mil tratamentos. Nas próximas semanas, será um milhão a mais de medicamentos disponíveis, além do que está estocado em pó. O Ministério esclarece que o estoque de remédios está de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).


5 - Quais os critérios de utilização para do medicamento fosfato de oseltamivir?

Apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o fosfato de oseltamivir. Os demais terão os sintomas tratados de acordo com indicação médica. O objetivo é evitar o uso desnecessário e uma possível resistência ao medicamento, assim como já foi registrado no Reino Unido, Japão e Hong Kong. É importante lembrar, também, que todas as pessoas que compõem o grupo de risco para complicações de influenza requerem avaliação e monitoramento clínico constante de seu médico, para indicação ou não de tratamento com o fosfato de oseltamivir.


6 - Quem está no grupo de risco?

O grupo de risco é composto por idosos, crianças menores de dois anos, gestantes, pessoas com diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal crônica, deficiência imunológica (como pacientes com câncer, em tratamento para AIDS), pessoas com obesidade mórbida e também com doenças provocadas por alterações da hemoglobina, como anemia falciforme.


7 - Por que o Rio Grande do Sul registra tantos casos da influenza A (H1N1)?

Todos os anos, o Brasil registra ocorrências de casos graves e óbitos por gripe e doenças associadas, como pneumonia, em todas as regiões. Neste período do ano, que é inverno, sempre há maior ocorrência desses casos, em especial no RS e nos outros estados do Sul e Sudeste. Isso porque eles têm o inverno mais rigoroso e mais prolongado. Além disso, no caso especifico da influenza A (H1N1), há países com maior número de casos que fazem fronteira com o Rio Grande do Sul, como é o caso da Argentina. A disseminação da doença aumenta e não é indicado controlar o fluxo de pessoas na fronteira, pois isto não tem efeito na disseminação da doença.


8 - Grávidas podem tomar fosfato de oseltamivir?

Não há registros de efeitos negativos do uso do fosfato de oseltamivir em mulheres grávidas e em fetos. No entanto, como medida de precaução e conforme orientação do fabricante, esse medicamento só deve ser tomado durante a gravidez se o seu benefício justificar o risco. Essa decisão deve ser tomada de acordo com indicação médica.


9 - Existe transmissão sustentada do vírus da Influenza A (H1N1) no Brasil?

Desde 24 de abril, data do primeiro alerta dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre o surgimento da nova doença, até o dia 15 de julho, o Ministério da Saúde só havia registrado casos no país de pessoas que tinham contraído a doença no exterior ou pego de quem esteve fora. No dia 16 de julho, o Ministério da Saúde recebeu a notificação do primeiro caso de transmissão da Influenza A (H1N1) no Brasil sem esse tipo de vínculo. Trata-se de paciente do Estado de São Paulo, que morreu no último dia 30 de junho. Esse caso nos deu a primeira evidência de que o novo vírus está em circulação em território nacional. Todas as estratégias que o MS deveria adotar numa situação como esta já foram tomadas há quase três semanas. O Brasil se antecipou. A atualização constante de nossas ações contra a nova gripe permitiu que, neste momento, toda a rede de saúde esteja integrada para manter e reforçar as medidas de atenção à população.


10 - Qual a diferença entre a gripe comum e a Influenza A (H1N1)?

Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. A orientação é, ao ter alguns desses sintomas, procure seu médico ou vá a um posto de saúde. É importante frisar que, na gripe comum, a maioria dos casos apresenta quadro clínico leve e quase 100% evoluem para a cura. Isso também ocorre na nova gripe. Em ambos os casos, o total de pessoas que morrem após contraírem o vírus em todo o mundo é, em média, de 0,5%.


11 - Quando eu devo procurar um médico?

Se você tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure um médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum.


12 - O que fazer em caso de surgimento de sintomas?

Qualquer pessoa que apresente sintomas de gripe deve procurar seu médico de confiança ou o serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento adequado. Nos casos de agravamento ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência.


13 - Por que o exame laboratorial parou de ser realizado em todos os casos suspeitos?

Essa mudança ocorreu porque um percentual significativo — mais de 70% — das amostras de casos suspeitos analisadas em laboratórios de referência, antes dessa mudança, não era da nova gripe, mas de outros vírus respiratórios, ou não era de nenhum virus. Com o aumento do número de casos no país, a prioridade do sistema público de saúde é detectar e tratar com a máxima agilidade os casos graves e evitar mortes.


14 - Os hospitais estão preparados para atender pacientes com a Influenza A (H1N1)?

Atualmente, o Brasil possui 68 hospitais de referência para tratamento de pacientes graves infectados pelo novo vírus. Nestas unidades, existem 900 leitos com isolamento adequado para atender aos casos que necessitem de internação. Todos os outros hospitais estão preparados para receber pacientes com sintomas leves de gripe.


15 - Como eu posso me prevenir da doença?

Alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar.


*Cíntia Castro é do
Núcleo de Comunicação Interativa Ascom -

Gabinete do Ministro - Ministério da Saúde

UBE

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Teólogos escolhem curso por necessidade pessoal e vocação

Quem cursa teologia não quer fazer parte de um mercado de trabalho competitivo, mas, antes de tudo, satisfazer uma necessidade pessoal. A teologia tem hoje 107 graduações reconhecidas pelo MEC no país, a maioria de orientação cristã. Alunos podem se tornar padres, pastores, professores de religião ou líderes comunitários. Em São Paulo existe até graduação própria de umbandistas.

Edinaldo Julio, 41, é um estudante de teologia típico. Do sexo masculino, com mais de 25 anos e com outra graduação no currículo, ele diz ter escolhido o curso por vocação.

Quem cursa teologia não quer fazer parte de um mercado de trabalho competitivo nem fazer fortuna. Pretende, antes de tudo, satisfazer uma necessidade pessoal.

Com Edinaldo foi assim. Percebeu que direito não era o que queria no terceiro ano da faculdade. Não falou nada para ninguém e, ao completar o curso, avisou em casa: estava decidido a fazer teologia.
A mulher, de início, protestou. Preferia que o marido continuasse em Barra Mansa (interior do Estado do Rio) e ali advogasse. Mas não teve jeito.

"Os pais dela só acreditaram quando o caminhão da mudança encostou", conta.

Edinaldo, a mulher e a filha do casal, com dez anos, se mudaram no início do ano para São Paulo para que ele estudasse teologia na Metodista.

Hoje ele já está indo para o segundo semestre e, assim como boa parte da sua turma, quer ser pastor.

No catolicismo e nas chamadas denominações históricas, como a presbiteriana, a batista e a metodista, o curso de teologia é pré-requisito para a ordenação como padre ou pastor.

O reverendo Wilson Silva, coordenador do curso de teologia do Mackenzie, confirma que parte dos alunos quer se dedicar ao pastorado, mas aponta outras opções de carreira. "O teólogo pode também dar aula em universidades, trabalhar em capelanias de hospitais e das Forças Armadas, ser líder em sua comunidade e, o que está crescendo nos últimos anos, trabalhar em ONGs."

É a primeira opção apontada pelo reverendo a que interessa Sunamita Castro, 30, aluna do quinto período do curso no Mackenzie. "Minha intenção é ingressar no mundo acadêmico, não propriamente na área teológica, mas sim nas correlatas a ela", diz Sunamita, que cita psicologia, antropologia e filosofia como áreas do conhecimento em que tem interesse.

O curso

Regulamentada como curso superior desde 1999, a teologia tem hoje 107 graduações reconhecidas pelo MEC no país, a maioria de orientação cristã.

A resolução que reconheceu o curso deixou a composição curricular a cargo de cada instituição. Exigiu, no entanto, que houvesse a carga horária mínima de 2.400 horas, que houvesse infraestrutura e corpo docente suficientemente qualificados e, por fim, que a forma de acesso fosse um vestibular.

Como a grade curricular é livre, as instituições estão ligadas a igrejas e, por isso, não dão uma formação genérica sobre religião. Assim, um curso pode ter uma orientação católica, como acontece na PUC, ou protestante, como ocorre no Mackenzie e na Metodista.

Ao contrário de grande parte das carreiras, diz Rui Josgrilberg, diretor da faculdade de teologia da Metodista, "os teólogos não têm uma profissão regulamentada". Dessa forma, não estão reunidos em um sindicato, não há definição de piso salarial nem mínimo de horas trabalhadas por semana.

"É difícil saber quantas horas por dia alguém é pastor", afirma Josgrilberg.

Umbandistas têm graduação própria em SP

Uma das poucas exceções, no Brasil, aos cursos de teologia cristã se localiza em um prédio amarelo, de dois andares e de fachada simples, na zona sul da cidade de São Paulo. É a FTU (Faculdade de Teologia Umbandista).

Reconhecido como graduação em 2004 pelo MEC, o curso teve a primeira turma de teólogos umbandistas formados no ano passado.

São quatro anos, com disciplinas como administração templária, botânica e medicina umbandista aliadas às tradicionais sociologia, retórica e língua portuguesa.

Roger Soares, que é neurologista, além de sacerdote de umbanda e diretor acadêmico da FTU, diz que o curso tem três diferenciais.

O primeiro é que os alunos estudam todas as religiões brasileiras, com foco na umbanda. Depois, o currículo prevê disciplinas sobre as principais religiões do mundo, como as asiáticas e as africanas. Por último, há um intenso diálogo com a ciência e filosofia atuais.

Fonte: Folha de São Paulo

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Uso do hífen - nova ortografia da língua portuguesa


HÍFEN
Novas regras ortográficas aplicadas no Brasil

( aqui: > somente com palavras hifenadas como usar o hífen) 

Por João Cruzué

PRIMEIRA DICA
1 - Regra: prefixos terminados em vogal diante de palavras que começam com r e s, perdem o hífen edobram-se estas consoantes.

Resultado: autorretrato, contrarregra, antissocial, autossugestão, contrassenha e suprarrenal.


SEGUNDA DICA
2 - Regra: palavras com prefixos terminados com a mesma vogal do início da palavra seguinte, passam a ser escritas com hífen.

Assim: anti-inflamatório, arqui-inimigo, micro-ônibus, anti-imperialista, micro-ondas.

ExceçãoO prefixo "co" aglutina-se com a segunda palavra, e não aceita o hífen mesmo diante de palavra que comece com a mesma vogal "o". Em cooptar, coobrigação, cooperação, coordenar, etc.


TERCEIRA DICA
3 - Regra: O hífen deixará de ser grafado quando o prefixo terminar em vogal diferente da que inicia a palavra seguinte.

Assim: semiaberto, semiárido, semiautomático, autoafirmação, autoajuda, autoaprendizagem, autoescola, autoestrada, autoinstrução, coautor, contraexemplo, contraindicação, contraordem, extraescolar, extraoficial, infraestrutura, intraocular, intrauterino, neoexpressionista, neoimperialista.


QUARTA DICA
4 - Regra: prefixos terminados com a mesma letra r que inicia a segunda palavra, continuam sendo grafados com hífen.

Resultado: Hiper-resistente, inter-relacionado, super-resistente.


QUINTA DICA

5 - Regra - Os prefixos: ex, sem, além, recém, aquém, pró, pós, e pré pedem o hífen.

Assim
: Sem-terra, ex-presidente, recém-chegado, pró-ativo, pós-graduado, além-mar, pré-temperado.


SEXTA DICA
6 - Regra - Com prefixos em que a segunda palavra se inicia com h, a regra manda por o hífen:

Assim: Super-homem, sobre-humano, co-herdeiro, anti-higiênico, anti-helmíntico, mini-hotel.

Exceção: sub-humano que perde o h e o hífen resultando nova grafia: subumano


SÉTIMA DICA

7. Regra - Não se usa hífen quando o prefixo termina com vogal diante de palavra que comece por consoante, exclusive diante das consoatens "r" e "s"

Assim: Antiprojeto, antitetânico, contraproducente, contraparente, autopeça, geopolítica, microcomputador, semicírculo, semideus, ultramoderno.

Exceção: Usa-se sempre o hífen depois o prefixo "vice" Como em: Vice-presidente, vice-rei, vice-diretor, vice-almirante, etc.


OITAVA DICA
8. Regra - Quando o prefixo terminar em consoante igual à da segunda palavra, grafa-se com hífen:

Assim: Inter-racial, super-requintado, hiper-radical, super-resistente, hiper-romântico

Nos demais casos (consoante diferente) não tem hífen. Assim: hipermercado, supermercado, intermunicipal, superprotetora,


NONA DICA

9. Regra - Com o prefixo sub, usa-se o hífen diante de palavra que comece com a letra "r"

Assim: Sub-região, sub-raça, sub-repticiamente,


DÉCIMA DICA
10. Regra - Usa-se hífen: com os prefixos Pan e Circun diante de palavra inicada por mn e vogal

Assim: Circun-navegação, pan-americano, pan-meridional, etc.


DÉCIMA PRIMEIRA DICA

11. Regra -Não se usa o hífen quando o prefixo termina em consoante seguida de vogal na segunda palavra.

Como em: interestadual, hiperacidez, hiperativo, superaquecimento, supereconômico, superexigente, superamigo,


DÉCIMA SEGUNDA DICA
11. Regra -Usa-se hífen em palavras de origem tupi-guarani compostas com os sufixos açu e mirim

Como em : Mogi-guaçu, capim-açu, anajá mirim, Mogi-mirim, (Manhu-açu??), (Para-guaçu??)


Ishhh! AINDA NÃO ACABOU!!!


Veja aqui as novas regras ortográficas para acentuação

É tempo de blogar



Blog Olhar Cristao

João Cruzué

"Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia; antes, fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a enviei." Isaías 55:10 e 11.

Estamos diante de um tempo ímpar. Com a maturidade da era digital, computadores e softwares disponibilizam a palavra escrita com imagens em qualquer lugar do mundo; uma oportunidade sem igual está disponível diante de nós. O desenvolvimento tecnológico não para. Movido pelo prazer e pela competição, homens e empresas já não podem mais esconder seus conhecimentos, sob pena de perder o lugar nos negócios e na história. É tudo muito rápido. Vou deixar aqui opinião de um cristão consciente: Assim como Deus colocou nas mãos de Martinho Lutero a imprensa pelas mãos de Gutemberg, este mesmo Deus tem colocado nas mãos dos cristãos de hoje uma tecnologia muito mais rápida, eficiente, acessível, para não dizer gratuita. Hoje podemos escrever para o mundo.

Em 07 de agosto de 1991, o inglês Tim Berners-Lee colocou online no CERN o primeiro site e a primeira página em linguagem HTML, e passou para a história. Naquela página estava uma aula de Internet. O conceito da WWW, como criar um browser (navegador), como configurar e instalar um host (servidor). Ele não patenteou o invento. É livre. Ninguém, na época, jamais imaginou o tremendo potencial e versatilidade que estavam escondidos naquelas poucas linhas. Hoje se fosse quantificar o valor de sua criação, valeria mais de um trilhão de dólares. Mas está aí de graça para ser aprendido e usado livre e universalmente.

De lá para cá centenas de outras mentes iluminadas pelo mesmo Deus foram acrescentando novas tecnologias e novos softwares compondo uma ferramenta ágil, poderosa e global. Depois das comunidades científicas, o comércio mundial se apropriou deste conhecimento. Hoje, pela manhã, eu estava pesquisando o preço de um conjunto de sofás, online, sem sair de casa. Bilhões de produtos são comprados e vendidos sem precisar sair de nosso lugar. Indústrias, bancos, supermercados, hotéis, escolas, academias, clubes, etc. O mundo está ao alcance de nossos dedos.

Infelizmente, não foram somente empresas normais que tiveram acesso a este conhecimento e a esta ferramenta, a Internet. Muitas coisas que são condenadas pela Bíblia e promovidas pelo adversário também estão ali. A prostituição, a pornografia, o terrorismo, a discriminação, as drogas, venda de armas, contrabando, difamações, pedofilia, etc. e muitas outras coisas podres que não são aceitas por um cristão. É por isso que a Igreja do Senhor não pode ficar de braços cruzados e deixar de iluminar e salgar a comunidade global que frequenta a Internet. O bom cheiro de Cristo deve ser espalhado pelas palavras de um texto que publique conteúdo cristão.

Há menos de uma década começamos a ouvir um nome esquisito: Blog! O que é um blog? é um site descomplicado. Não é preciso nenhum conhecimento de linguagem HTML para criar, escrever e publicar um. Há grandes portais que oferecem espaço gratuito em seus servidores para hospedá-los. Google, Wordpress, Vox, entre outros. Em dez minutos você se inscreve, escolhe o modelo, escreve um texto e publica. Um site pré-configurado para uso de leigos. George Bush e Barack Obama ganharam eleições nos EUA usando essas ferramentas para comunicação e arrecadação de fundos. No Brasil, os blogs ainda não foram popularizados, mas a partir deste ano as novelas globais vão cuidar disso.

Stats

De cinco anos para cá, a comunidade evangélica descobriu os blogs. A primeira comunidade de blogueiros que conhecemos foi a Blogosfera Cristã da evangélica Poliane Latta. Em seguida veio a União de Blogueiros Evangélicos do irmão Valmir Milomem, e mais recentemente a CNBC
 do irmão Lucas Junior. As duas primeiras comunidades congregam mais de 2.000 blogueiros. Dados de janeiro 2009. Estas comunidades exercem um papel importante no incentivo à blogagem, no compartilhamento de saberes e na difusão de tecnologia. Fazem história e disseminam a cultura evangélica em variados estilos e áreas.

Até 2008 os blogs praticamente passaram despercebidos pelos 30 milhões de evangélicos brasileiros. Entretanto, há um viés de uma mudança muito rápida neste cenário. Centenas de líderes evangélicos estão descobrindo o valor e o poder de "fogo" de um blog em comunicação, evangelismo e missões. O que se publica na língua portuguesa em um minuto, no outro já está disponível para todo o mundo. Muito útil para missões. Mensagens e sermões podem ser escritos e pela ação do Espírito Santo colocado diante dos olhos de quem precisa, esteja onde estiver. O Rádio e a TV são locais ou restritos a territórios e alcance. A palavra escrita e publicada em um Blog tem alcance global. Se o texto em um blog fosse um folheto de evangelização, você pode entregá-lo para qualquer pessoa que fale a sua língua em qualquer prédio, mansão, cidade, país. Basta que escreva com unção e ore para que o Espírito Santo o leve a quem precisa.

Em menos de dez anos, a banda larga de Internet vai estar presente na maioria dos lares brasileiros. Assim como uma TV. Aliás, computador e TV podem estar juntos em um só aparelho. E quando esta época chegar - está bem ali - precisamos ter blogueiros experientes, maduros, conscientes, éticos, editando blogs de leitura agradável, inspirada e motivadora. O ano de 2009 vai ser um divisor de águas: será o ano da popularização dos blogs entre as lideranças evangélicas. O pastor deve blogar, o Evangelista deve blogar, o professor evangélico, o missionário, cantor, escritor, poeta, todo líder de algum trabalho na casa do Senhor pode blogar. Para isso, o cuidado com a língua portuguesa é um requisito básico. Entretanto o maior erro não é escrever errado, mas o medo de escrever ou escrever sem inspiração, mecanicamente. Quem tem alguma experiência em digitar textos no Word, sabe: ali existe um corretor ortográfico que ajuda a corrigir erros ortográficos.Um blogueiro, segundo minha estimativa, leva pelo menos dois anos para amadurecer e se conscientizar de que o contador de visitas é menos importante que a mensagem publicada.

O "motor" de arquivo e busca do Google, responsável por 90% das buscas em língua portuguesa, é o maior divulgador e publicitário dos blogueiros que escrevem, que criam, que publicam coisas de própria autoria. Pode ser desajeitado dar o primeiro passo, escrever a primeira palavra de um texto, mas é a mesma coisa que aprender a andar. Se você anda, é porque passou por um processo de tentativas e ajuda. Engatinhar, cair, levantar, continuar até aprender. Blogs são parecidos. O importante é começar; mais importante ainda é não esmorecer até o amadurecimento. Diria que a Parábola do Semeador é um texto de cabeceira de um blogueiro iniciante. O inimigo, o desânimo e o abandono impedem o nascimento, o crescimento e a frutificação da semente.

O ano de 2009 ficará na história como o Ano dos Blogs Evangélicos. É tempo de fazer planos para criar e editar um Blog. Se você já tem um, faça proselitismo. Procure blogueiros em potencial na sua Igreja, incentive, desafie, conduza-os até à fonte. Valerá a pena. Lembre-se de que o apóstolo Paulo era um teólogo cego. Até o momento que Deus mandou Ananias orar e ungi-lo. 
Quem poderia imaginar que atrás daquele homem perseguidor estava o maior missionário de todos os tempos que a Igreja cristã já teve? Da mesma forma, o maior e mais ungido escritor evangélico deste país pode nascer de um blogueiro. E este blogueiro pode estar na sua Igreja, ou dentro da sua casa. 

É tempo de blogar. O mundo tem fome de Cristo. Juntos, nós podemos surpreender.

Inscreva-se na UBE - União de Blogueiros Evangélicos

cruzue@gmail.com

terça-feira, 21 de julho de 2009

Ministério recebe primeiros 50 mil kits de tratamentos contra gripe suína

O Ministério da Saúde recebeu nesta terça-feira (21) 50 mil kits de tratamento para tratar a gripe A (H1N1). Cada kit é composto por 10 comprimidos de Tamiflu (fosfato de osetalmivir), quantidade indicada para uma pessoa, segundo o ministério. Este é o primeiro de três lotes que devem ser entregues aos 68 hospitais de referência do país para o atendimento aos pacientes com a gripe suína. O país já registra 21 mortes devido à doença. 

Segundo nota do ministério, a segunda leva de medicamentos - também outros 50 mil kits - será entregue até dia 15 de agosto. Mais 750 mil tratamentos chegarão até o dia 30 de setembro. O Laboratório de Farmanguinhos, ligado à Fundação Oswaldo Cruz, deve entregar outros 150 mil kits a partir do fim deste mês. 

O ministério afirma que os medicamentos serão entregues apenas aos casos graves - o que representa 5% dos pacientes - e que a quantidade de tratamentos distribuídos deve ser superior aos pacientes com quadro grave. "É esperado um aumento da procura pelo remédio agora no inverno, quando a doença atingirá um maior número de pessoas. Receberemos quantidade suficiente para atender essa demanda", afirmou em nota o diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage.

O governo federal gastou R$ 34,7 milhões na compra de 800 mil novos tratamentos. O contrato com o laboratório Roche foi firmado em junho, segundo o ministério. O país possui ainda matéria-prima para produzir 9 milhões de tratamentos. 

Os kits serão agora distribuídos aos Estados. Os medicamentos não serão comercializados para "reduzir a probabilidade de resistência do vírus ao remédio e devido aos riscos de automedicação", afirma a nota.

Kaká é consagrado presbítero e está perto de se tornar pastor da Renascer


este domingo, 19 de julho, o jogador da Seleção Brasileira e do Real Madrid, Kaká, foi ungido a presbítero durante um culto na Igreja Renascer, da Flórida/EUA. Caroline Celico, mulher do jogador e pastora da igreja, ficou ao lado dos líderes Estevam e Sônia Hernandes enquanto oravam.

Ser presbítero é o último estágio de Kaká antes de se tornar um pastor.

'' Hoje é uma noite muito especial para mim, terminei o curso de presbítero e fiz a prova com o Apóstolo Estevam, que não foi facil e hoje eu vou ser ungido presbitero com grande alegria'' disse Kaka.

Kaka ainda falou da grande alegria de ter sido negociado com o Real Madrid, sendo umas das 3 maiores negociações já feitas no futebol mundial, " As pessoas perguntam se eu estou valendo tudo isso e eu realmente digo que não sei, mas sei que Jesus pagou um preço, muito maior por mim e por quem pagou este valor'', diz Kaka e também falou da honra de ter conquistado a Copa das Confederações e de ser o melhor jogador da Copa.

Antes da unção com óleo, cerimônia no qual o fiel é oficializado, o atleta contou sua experiência de estar envolvido entre as três maiores transações do futebol mundial. "As pessoas me perguntam se valho todo esse dinheiro. Não sei, mas de uma coisa tenho certeza: Jesus pagou um alto preço por minha vida e sua", falou o craque.

"Depois de muitas aulas, está sendo ungido como presbítero o Kaká" disse o apóstolo. O Kaká vem tendo aulas com o Apóstolo Estevam desde 2007, e depois da prova final (ministrar para o Apóstolo), ele conseguiu bom éxito. "Posso garantir que a prova fui dura, muitos bispos tentaram a primeira vez e não conseguiram passar" finalizou o Apóstolo.

O culto foi transmitido via satélite para dezenas de regionais da Renascer, como acontece aos domingos.

Em Madri, Kaká deve, por conta do ofício, auxiliar a esposa na implantação e direção da Igreja Renascer na capital espanhola.

Fonte: IGospel e Gospel +

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Honduras - Exército golpista mata filho de pastor evangélico

Honduras 128 GOLPE DE ESTADO Isy Obed Murillo Mensías no es Cristiano Ronaldo - Falsimedia




João Cruzué

Honduras - Isis Obed Murillo Mencía, um jovem de 19 anos, estava ao lado do pai, o Pastor Evangélico José Murillo Mencía, e outros três irmãos, quando foi atingido na cabeça por um disparo de fuzil M16. Isto aconteceu domingo, 05 de julho 2009, no Aeroporto Internacionla de Tocontín quando soldados do exército hondurenho, a mando do governo golpista, atacaram milhares de pessoas que foram ao aeroporto participar da recepção à volta do presidente Manuel Zelaya.

Nascido em Santa Cruz de Guayape, município de Holancho, Isis Obed morava com a família na capital do estado, na Colônia Villeda Morales, a 140 kilômetros à leste de Tegucigalpa. Amigos e famíliares dão testemunho, que o jovem era muito sensível à dor alheia e pronto a colaborar toda vez que fosse necessario.

Sua mãe, irmã Sílvia Mencía, na despedida do filho assim se expressou: "Era un muchacho sano, amable, luchador y carismático, siempre estuvo dispuesto a quitarse la camisa por un amigo". E questionou: Os filhos dos ricos que andam protestando pela ilegalidade [golpe de estado] são protegidos, enquanto que nós somos agredidos, e o pior é que, agora, tenham assassinado meu filho"

o ataque do exército

O enterro do filho do pastor comoveu Honduras
e a comunidade internacional

A dor de um pai - o Pastor José Murillo Mencía

Obed.gif

Irmã Sílvia Mencía chorando sobre o caixão do filho


Desde criança encontrou no lugar os ideiais em prol das causas justas e a se opor às injustiças e desigualdades na distribuição da riqueza, que reproduzem a fome entre a maioria dos hondurenhos. Dos 7,5 milhões de habitantes, cerca de 5 milhões transitam abaixo da linha de pobreza e miséria.

O moço era o sexto de 12 irmãos e estudava de manhã no 2º ano do ciclo comum do Instituto 21 de Febrero. À tarde trabalhava no supermercado local.

Obed era uma pessoa disposta a fazer qualquer coisa para melhorar a vida da família, sustenta Cristian, um dos irmãos Murillo Mencía. Com o rosto molhado e saudades nos olhos assim comentou: Juntos Obed e eu construímos minha casa de adobe. O que pudemos fazer com os poucos "lempiras" (moeda de Honduras) que consegui ajuntar.





Domingo 05 de julho, Isis Obed levantou-se bem cedo para ir junto com sua família até a Universidade Pedagógica Nacional "Francisco Morazán", e dali partirem com milhares de compatriotas até o Aeroporto de Toncontín, onde aguardariam a volta do Presidente Zelaya, (deposto por um golpe de estado) na esperança de conquistar uma Constituição Nacional de acordo com a realidade do país.

Com o passar do tempo, aumentava a ansiedade pelo retorno do ex-mandatário, que vinha se aproximando do povo mais humilde, e por isso Obed se identificou com ele. O que o jovem talvez nunca imagiou, é que uma bala dos golpistas tiraria sua vida. É uma lástima, mas a história está aí para confirmar que as batalhas dos povos para se livrar dos opressores têm sido escritas com sangue.

Obed não estava sozinho. Estava junto com a família, e morreu ao lado do pai, o Pastor evangélico José Murillo Mencía. Obed não praticava nenhuma ilegalidade. No artigo 3º da Constituição Hondurenho está escrito:" El pueblo tiene derecho a recurrir a la insurrección en defensa del orden constitucional".

Fonte: Jornal El Libertador

Nota: A comunidade internacional não apoia o golpe de estado em Honduras. Para evitar que haja uma recaída golpista, já tradicional na América Latina.

Classificação indicativa e evangélicos fazem Globo cortar nudez de novelas

)

 O direto geral da Rede Globo, Octavio Florisbal, disse que, além da classificação indicativa, que hoje está mais rígida, os evangélicos são outro motivo para o desaparecimento das cenas de nudez nas novelas da Rede Globo.

Em "Celebridade", no final de 2003, Juliana Paes mostrou os seios logo no primeiro capítulo. Depois, exibiu o bumbum. Na mesma novela, Deborah Secco fez topless. Em "Páginas da Vida", em 2006, Ana Paula Arósio fez striptease na noite de núpcias de sua personagem.

Cenas como essas sumiram das últimas novelas das oito da Globo. E não vão retornar em "Viver a Vida", a próxima do horário, de Manoel Carlos, um velho adepto da nudez para levantar a audiência.

"Hoje a classificação indicativa está muito mais rígida", justifica Octavio Florisbal, diretor-geral da Globo, sobre o recato das produções da casa.

O executivo aponta ainda mais dois motivos: a adoção de um manual de princípios e valores e a rejeição dos emergentes evangélicos -que hoje têm a opção de trocar as novelas da Globo pelas da Record. "As pesquisas mostram que parte do público é refratário a alguns excessos", afirma Florisbal.

A classificação indicativa, também apontada por autores de novelas como "a nova censura", é a ferramenta pela qual o Ministério da Justiça determina o que é adequado ou não para determinado horário. Cenas de nudez, pelo manual do ministério, só depois das 22h.

Pelas regras em vigor desde 2007, são as próprias emissoras que estipulam a classificação indicativa de suas obras, mas uma equipe do ministério assiste à programação da TV aberta e reclassifica os programas quando julga necessário. 

Fonte: Folha de São Paulo – coluna de Daniel Castro


sábado, 18 de julho de 2009

Igreja dissidente da Universal atrai multidão em Campo Grande


Multidão de fiéis, vindo de todos os municípios de Mato Grosso do Sul, lotou o Parque Ayrton Senna, em Campo Grande, para participar do culto do fundador da Igreja Mundial do Poder Deus, apóstolo Valdomiro Santiago. Ele comanda o evento denominado "Grande Concentração de Fé e Milagres".

Cerca de 100 mil pessoas, segundo os organizadores, participam do culto, que começou às 9h de hoje. De acordo com a Polícia Militar, a estimativa é que 40 mil pessoas assistam à pregação.

O governador André Puccinelli, o prefeito Nelsinho Trad, o deputado estadual Professor Rinaldo (PSDB), vereadores e outros políticos foram ao local receber a benção de Santiago.

A celebração da congregação, uma dissidência da Igreja Universal do Reino Deus e criada há 11 anos em Sorocaba (SP), atraiu caravanas de fiéis das mais diferentes denominações religiosas. Somente de Ponta Porã e Aral Moreira, na fronteira com o Paraguai, segundo o obreiro Fernando Oliveira dos Santos, foram 13 ônibus.

Cura

Os evangélicos participam do evento em busca de cura. Católica, Marlúcia Soares, 36 anos, saiu de Alcinópolis, a 372 quilômetros da Capital, às 21h de ontem para chegar às 6h de hoje no parque. Com problemas de esclerose múltipla, ela se locomove com o apoio de muletas. Até o final da manhã, ela contou que testemunhou várias curas, mas ainda aguardava por uma graça. Ela antecipou que pretende aderir à nova religião, que chegou ao município há 30 dias.

Já Luiza Néri, que veio de Dourados, buscava cura para problemas respiratórios, segundo a nora, a campo-grandense Nilza Cavalcante, 42, que freqüenta a Igreja Palavra de Cristo para o Brasil.

Cadeirante, Vitor Francisco da Silva, 70, foi ao local por causa da história de vida do apóstolo Valdomiro Santiago. Freqüentador da Assembléia de Deus Missões, ele disse que não pretende mudar para a nova agremiação. Ele contou que já viu milagres de muda falar e surda ouvir.

Dinheiro

A Igreja Mundial do Poder de Deus distribuiu toalhinhas "abençoadas", que poderiam ser usadas pelos fieis para obter cura em outros momentos. Além disto, os obreiros distribuíam carnês para a contribuição do dízimo pelos fiéis. Um dos carnês previa a contribuição de R$ 30, R$ 50, R$ 100, R$ 200, R$ 500, R$ 1 mil ou outros valores.

No caso do fiel ter alguma dúvida, existem contas correntes em agências do Bradesco, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil para a contribuição. Os pedidos poderiam ser feitos no verso da contribuição para serem levados ao monte. O obreiro Fernando dos Santos, que veio de Ponta Porã, contou que viu muitos milagres feitos pelo apóstolo, como cadeirante andar e cego enxergar.

História

A Igreja Mundial do Poder de Deus foi fundada por Santiago, que era bispo na Igreja Universal do Reino de Deus. No Brasil, conta com mais de 1,4 mil templos distribuídos nos 27 estados.

O destaque é a intensa programação em emissoras de televisão e rádio. É considerada a igreja com a maior quantidade de horas de programação em emissoras de TV do Brasil. Estima-se que conte com cerca de 2 milhões de fiéis.

Fonte: Campo Grande News

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Gripe Suína - Perguntas e Respostas



Questionário de Utilidade Pública
publicação de João Cruzué - Editor do Blog Olhar Cristão
livre para cópias e reproduções


Email: Dra. Ismênia Fereira S. da Silva*

1 - Quanto tempo vive o vírus da gripe "suína" numa maçaneta ou superfície lisa?


Resposta: Até 10 horas.


2 - Qual a utilidade do álcool em gel para a limpeza das mãos?

Torna o vírus inativo e o mata.


3 - Qual é a forma de contágio mais eficiente deste vírus?

Por contato, principalmente. A via aérea não é a mais efetiva para a transmissão. O fator mais importante para que se instale o vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos). O vírus não voa. Não alcança mais de um metro de distância.


4 - É fácil o contágio em aviões?

O ambiente não é propício para ser infectado.


5 - Como posso evitar o contágio?

Não passar as mãos no rosto, olhos, nariz e boca. Não ficar com pessoas com a gripe. Lavar as mãos ao menos 10 vezes por dia. Ao chegar no trabalho. Na escola. Em casa.


6 - Qual é o período de incubação do vírus?

Em média de 5 a 7 dias. Os sintomas aparecem quase imediatamente.


7 - Quando se deve começar a tomar o remédio?

Dentro das 72 horas os prognósticos são muito bons, a melhora é de 100%. Atenção: sempre com receita médica.


8 - De que forma o vírus entra no seu corpo?

Por contato, ao dar a mão ou beijar no rosto. Pelo nariz, boca e olhos, ao ficar próximo a infectados que tussam, espirrem..


9 - O vírus é mortal?

Não, o que ocasiona a morte é pneumonia. Uma complicação da doença causada pelo vírus.


10 - Qual risco dos familiares de parentes falecidos com a gripe?

Podem ser portadores e uma rede de transmissão em potencial.


11 - A água de tanques ou de caixas transmite o vírus?

Não, porque contêm cloro e outras químicas.


12 - O que faz o vírus para provocar a morte?

Uma série de reações como deficiência respiratória. Uma pneumonia severa é o que ocasiona a morte.


13 - Quando se inicia o contágio: antes dos sintomas ou até que se apresentem?

Desde que se tenha o vírus, antes dos sintomas.


14 - Qual é a probabilidade de se recair com a mesma doença?

De 0%, (zero porcento) porque a pessoa fica imune ao vírus.


15 - Onde o vírus é encontrado no ambiente?

Quando uma pessoa portadora espirra ou tosse, o vírus pode ficar em superfícies lisas como: maçanetas, dinheiro, papel, documentos, sempre onde houver umidade. Já que é impossível esterilizar o ambiente, recomenda-se radicalizar com a higiene das mãos.


16 - As pessoas asmáticas são mais propensas ao contágio pelo vírus da gripe suína?

Sim, são pacientes mais suscetíveis. Mas como se trata de um germe novo, todos igualmente são suscetíveis.


17 - Qual população está sendo atacada por este vírus?

Pessoas de 20 a 50 anos de idade.


18 - É útil a máscara cirúrgica que cobre a boca e o nariz ?

Existem algumas de maior qualidade que outras. Se você não está doente pode ser pior, porque o vírus pelo tamanho a atravessa como se não existisse. Existe outra fator negativo: ao usar a máscara, cria-se entre o nariz e a boca um microclima úmido, próprio ao desenvolvimento viral. Mas se você já está infectado, o uso da máscara pode, relativamente, evitar a infecção dos demais.


19 - Posso fazer exercício ao ar livre?

Sim. O vírus não anda no ar nem tem asas.


20 - O uso da Vitamina C tem algum valor?


Ela não serve para prevenir o ataque. Pode ajudar na resistência imunológica. Não se auto medique. Siga as orientações do médico.


21 - Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?

Ninguém está a salvo. Por isso tome medidas preventivas, como a boa higiene dentro de lar, escritório, utensílios.


22 - O virus se move?

Não, o vírus não tem nem patas nem asas. A pessoa é quem o coloca dentro do próprio organismo.


23 - Animais de estimação são portadores deste vírus?

Deste vírus não. Provavelmente, contagiem outros tipos de vírus.


24 - Se eu for ao velório de alguém que morreu com a gripe suína posso me contagiar?

Com o morto não. Com os vivos já contaminados, sim.


25 -Qual é o risco para mulheres grávidas?

Mulheres grávidas têm o mesmo risco para dois. Uso de remédios antivirais, em caso de de contagio, só com estrito controle médico.


26 - O feto pode ter lesões se uma mulher grávida estiver contagiada?

Não sabemos que estragos possam ocorrer no processo já que é um vírus novo.


27 Posso tomar ácido acetilsalicílico (aspirina)?

Não é recomendável. Pode ocasionar outras doenças. A menos que você tenha prescrição médica, por problemas coronários.


28 - Adianta tomar medicamentos antivirais antes dos sintomas?

Não têm eficácia.


29 No caso da gripe “suína” pessoas com AIDS, diabetes, câncer, etc., têm maiores complicações que uma pessoa sadia?

SIM.


30 - Uma gripe convencional, forte, pode se converter em gripe “suína”?

NÃO!


31 - O que mata vírus (H1N1) da gripe “suína”?

O sol. Mais de 5 dias no meio ambiente. O sabão. Álcool em gel. E antivirais com prescrição médica.


32 - O que é feito nos hospitais para se evitar contágios a outros pacientes não infectados pelo vírus?

Medidas de isolamento.


33 - O álcool em gel é efetivo para evitar o contágio?

SIM! Muito efetivo.


34 - Se eu fui vacinado contra a influenza estacional, também tenho imunidade ao vírus da gripe suína?

Não! Ainda não existe vacina disponível contra este vírus.


35 - O vírus da gripe “suína” está sob controle no Brasil?

Não totalmente, apesar das medidas agressivas de contenção efetivas pelas autoridades sanitárias.


36 - O que significa passar de alerta 4 para o alerta 5?

A fase 4 não difere muito da fase 5. Significa que o vírus se propagou de pessoa-a-pessoa em mais de dois países. E fase 6 quer dizer que um vírus se propagou para mais de 3 países.


37 - Crianças com tosse e gripe têm influenza A ou gripe “suína”?

É pouco provável, pois as crianças têm sido pouco afetadas.


38 - Posso me contagiar ao ar livre?

Desde que haja pessoas infectadas que tussam ou espirrem perto de você, é possível.


39 - Posso comer carne de porco?

Sim, porque não há risco de contágio.


Revisão de redação por João Cruzué

Dra. Ismênia Ferreira S. da Silva é advogada do depto jurídico da AHM - P. Município de São Paulo

OMS atrasa e Brasil não deve fazer vacina contra gripe suína este ano

O Instituto Butantan, de São Paulo, ainda não recebeu da Organização Mundial de Saúde (OMS) a fórmula da vacina contra a gripe suína, prevista para ser enviada no início do mês, o que torna inviável a produção no país do imunizante contra o vírus da gripe A (H1N1) ainda este ano, de acordo com a assessoria da instituição. O motivo do atraso não foi esclarecido e o Butantan informou que não se pronunciará sobre o assunto, por enquanto. Sem condições de iniciar a produção a tempo, até o fim deste ano o Brasil terá de combater a doença com vacinas importadas. 

O Butantan é o único laboratório na América Latina onde são fabricadas vacinas contra a gripe comum e também será o local de onde sairá a contra a gripe A. É a OMS que determina quais as variedades de vacinas contra gripe serão produzidas no mundo todos os anos. No caso da gripe A, depois de monitorar os subtipos do vírus que circulam no planeta, a organização envia uma espécie de "receita" da vacina para cada país. No caso do Brasil, essa fórmula já deveria ter chegado. 

Informações do instituto e da OMS dão conta de que são necessários ao menos seis meses para que a vacina seja liberada para a população, após o recebimento da receita. Antes é necessário averiguar se a vacina confere imunidade e se não há efeito tóxico dos componentes. Depois, o produto é testado em animais, como camundongos, para só então serem iniciados os testes clínicos em humanos. 

Em entrevista concedida à Agência Estado no fim de junho, o presidente da Fundação Butantan, Isaías Raw, afirmou que o fato de o Instituto Adolfo Lutz ter conseguido isolar o vírus H1N1 deve agilizar testes com a doença. Raw lembrou que o Butantan tem as vantagens de ter a única fábrica de vacinas da América Latina, os meios de cultura em ovos fertilizados e o chamado adjuvante, produto que permite quadruplicar uma dose da substância. Ele também ressaltou ser desnecessária a fabricação de vacinas para toda a população. O Butantan deve inaugurar em novembro uma fábrica com capacidade para produção de 1 milhão de doses de vacinas.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Reinaldo Guimarães, afirmou ontem que o governo federal negocia a compra de vacina contra a enfermidade, mas não especificou quantas doses devem ser adquiridas. De acordo com informações que constam no site da pasta, não faltam remédios para combater a doença. "O Ministério da Saúde possui estoque suficiente de medicamento para tratamento dos casos indicados. Além de comprimidos para uso imediato, temos matéria-prima para produzir mais 9 milhões de tratamentos", diz o informe do Ministério. A administração federal comprou recentemente um lote de 800 mil doses, das quais 50 mil devem chegar ao país na próxima semana e o restante, em setembro.

Cuidados

Apesar do aumento do número de mortes (11, no balanço de ontem) e casos de contaminação, as recomendações do Ministério da Saúde não mudaram. Quem tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações e coriza, deve procurar um médico ou um serviço de saúde, como se faz com a gripe comum. 

Os cuidados básicos são: lavar bem as mãos e frequentemente, com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar.

Muçulmanos protestam contra construção de igreja na Indonésia


Membros de diversas organizações muçulmanas se reuniram para protestar contra a construção de um templo para a igreja protestante Huria Kristen Batak (HKBP em inglês), no sul da província de Sumatra. 

O fórum muçulmano de Sumatra organizou a manifestação. Carregando uma cópia do decreto emitido em maio de 2009, que ordenava a interrupção da construção, os manifestantes se reuniram ao redor do terreno, fizeram discursos e destruíram uma ponte que conduzia até o local antes de solicitar que o governo cumprisse o decreto e interrompesse a construção.

Um porta-voz do fórum, Umar, disse que o grupo se baseava nos argumentos de que a Igreja não tinha uma permissão do Fórum de Harmonia Interreligiosa para realizar a construção, documento exigido pela junta ministerial, que controla o estabelecimento de lugares de culto.

Umar alegou que como existem poucos cristãos na área, não há necessidade de um templo.

Syairozi, diretor do fórum, confirmou que seu grupo não deu permissão para que a HKBP construísse um templo na área.

O principal deputado de Palembang, Haji Rom Herton, emitiu o decreto em maio ordenando que a construção fosse interrompida por falta de documentação.

Confrontando a burocracia

A igreja HKBP Plaju, aberta em 1961, agora cultua em conjunto com outras duas congregações em um prédio que pertence a uma empresa do governo. Há muitos anos, a HKBP comprou um terreno em Palembang, mas por causa da oposição de moradores da região, não conseguiram obter a permissão.

Essa e outras igrejas passaram por grandes dificuldades, pois é há muita burocracia para se conseguir uma permissão para as igrejas, o que não deixa escolha para as congregações, a não ser cultuar nos lares, hotéis ou locais de conferência alugados.

Tais reuniões fazem com que as igrejas fiquem frágeis a ameaças de grupos como o Front Pembela Islam, responsáveis pelo fechamento de muitas igrejas nos últimos anos.

Fonte: Portas Abertas

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Jovem brasileira que teria chamado a atenção dos presidentes da França e Estados Unidos é evangélica

Esta matéria é republicada.

Moradora de comunidade carente de Santa Cruz, adolescente virou a cabeça dos presidentes dos EUA e da França, mas, tímida, tem vergonha do próprio corpo: nunca havia usado um vestido e pegou peça emprestada de amiga.

Rio - Dona de um belo bumbum, o atributo feminino mais apreciado pelos brasileiros, a carioca Mayara Rodrigues Tavares, 17 anos, encantou os presidentes Barack Obama, dos EUA, e Nicolas Sarkozy, da França. Mas, apesar do comprovado poder de sedução, a jovem de Santa Cruz tem um perfil bem mais recatado: é evangélica, tímida e solteiríssima.

Apesar de ter virado a cabeça das autoridades em evento na Itália, onde representava os adolescentes carentes brasileiros e divulgava seu trabalho social, na quinta-feira, Mayara tem tanta vergonha do corpo que estava pela primeira vez usando um vestido, emprestado por amiga da comunidade de Urucânia, onde mora com os pais e dois irmãos em um quitinete.

"Ela é muito magrinha, por isso só usa calça. Mas é vaidosa, como toda mulher, e nunca passou despercebida, os homens olham mesmo. Se eu pudesse dava um puxão de orelha nesses dois", ameaçou a mãe da jovem, Lúcia Rodrigues, 37. Esta é a primeira vez que Mayara sai do Rio e, se depender de seu pai, o líder comunitário e vigia noturno Eduardo Tavares, 39 anos, é a última em que ela viaja desacompanhada.

Surpreso, ele só soube do sucesso da filha no encontro dos líderes mais poderosos do mundo quando recebeu ligações dos amigos: "Me ligaram dizendo que não podíamos dar mole, ainda mais com esse tal de Sarkozy. Nunca imaginei que ela fosse chamar a atenção desse jeito. Mas ela é realmente linda e muito capaz". O pai coruja que se prepare, porque a caçula, Mariana, 13, já está de olho na fama: "A próxima sou eu".

Menina não percebeu os olhares indiscretos

Segundo o pai, Mayara não tem noção de que causou furor mundial. "Ela ligou, emocionada, mas não fez comentário sobre os olhares. Só disse que chorou e o Lula enxugou as lágrimas dela. Graças a Deus aquele Berlusconi não estava perto", afirmou ele, brincando com a fama de mulherengo do primeiro-ministro italiano.
Em seu orkut, a menina festejou: "Gente, conheci Lula e Obama!". Imagem de uma TV americana mostra que Obama tinha acabado de ajudar uma mulher a descer a escada e poderia não estar olhando para o bumbum de Mayara. Quanto a Sarkozy, não há dúvida.

Mayara defende direitos de crianças e adolescentes

Mayara é o orgulho da família e da comunidade, onde milita pelos direitos de crianças e adolescentes há anos. Por causa de pesquisa realizada com os jovens da região em 2007, pela Plataforma de Centros Urbanos do Unicef, ela foi convidada para representar o Sudeste do Brasil em evento paralelo à reunião do G8 na Itália, conhecido como Junior-8. Outros 3 brasileiros estão entre os 56 adolescentes que embarcaram dia 3 para Roma.

A menina, que cursa o 2º ano do Ensino Médio num colégio estadual e sonha fazer faculdade de Serviço Social, deve encontrar o prefeito do Rio, Eduardo Paes, semana que vem. Ela ficou de lhe entregar lista com 20 metas para o desenvolvimento da juventude de comunidades carentes. "Dessa vez ela vai comportada, nada de vestido", garante o pai.

Fonte: O Dia / Gospel+
Via: Notícias Cristãs

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Casais à beira do divórcio deveriam ser obrigados a 'dar tempo', diz estudo


asais à beira do divórcio deveriam ser obrigados a "dar um tempo" de três meses antes de entrarem oficialmente com o pedido na Justiça, segundo recomenda um relatório realizado pela think tankbritânica Centre for Social Justice, dirigido pelo ex-líder do Partido Conservador Iain Duncan Smith. 

O documento, intitulado "Every Family Matters" ("Toda família tem seu valor", em tradução livre), defende o intervalo de três meses para que maridos e esposas reflitam sobre seu casamento e avaliem a possibilidade de reconciliação.

O relatório sugere ainda que o governo adote uma série de medidas que poderiam "salvar uniões salváveis", como uma rede de centros de aconselhamento psicológico gratuito para casais antes e durante o casamento, seguindo o modelo de um programa adotado na Austrália.

Segundo o documento, noivos deveriam ser incentivados a participar de cursos sobre o casamento.

Expectativas

O documento recomenda também que as autoridades britânicas apliquem incentivos fiscais para estimular o casamento, e critica planos do governo de oferecer direitos a casais não casados.

Em entrevista à BBC, Duncan Smith disse que os jovens de hoje têm "expectativas incrivelmente altas" em relação ao casamento, em comparação com seus avós.

"Com tantas famílias desestruturadas vivendo ao redor desses jovens, é até irônica a expectativa que eles colocam no casamento", afirmou.

"Mas a ideia de compromisso - de dois vivendo como um - parece estar desaparecendo", completou.

O relatório, a ser publicado nesta segunda-feira, defende ainda que o casamento beneficia toda a sociedade.

"As pessoas casadas são estatisticamente mais inclinadas a cumprir a lei e a se envolver em atividades que apoiam a nação", afirma o documento.

"O fim do casamento e de outros relacionamentos menos estáveis geram gastos para a sociedade - não apenas os custos de diretos de manter pais solteiros, mas também o impacto indireto em empregos, educação, saúde e criminalidade."

Fonte: BBC Brasil

domingo, 12 de julho de 2009

Gugu Liberato: “vim para a Record, não para a Igreja Universal”


m entrevista a revista Veja, o apresentador e católico praticante, Gugu Liberato, falou da sua saída do SBT e sua ida para a Rede Record, que pertence a Igreja Universal do Reindo de Deus. "Eu vim para trabalhar na Record, não na Igreja Universal do Reino de Deus. Uma coisa não tem nada a ver com a outra".

Na segunda-feira, Gugu Liberato e Silvio Santos tiveram uma reunião de mais de duas horas no SBT. O objetivo do encontro - o primeiro entre ambos desde que Gugu concretizou sua transferência para a rival Record, há duas semanas - era resolver um impasse. Como o contrato com a emissora de Silvio só expiraria em março de 2010, Gugu seguia à frente do Domingo Legal - mas o clima de mal-estar no bastidor ficou insustentável. Na reunião, os dois concluíram que a melhor saída era antecipar o rompimento e deixar de lado as multas milionárias previstas contratualmente. Agora livre de vez do SBT, Gugu tem sua estreia na Record anunciada para 9 de agosto. Nessa entrevista realizada na quarta-feira passada em seu novo camarim na Record, o apresentador fala pela primeira vez da saída do SBT, das expectativas no novo emprego - e até do segredo de seus cabelos loiros.

O senhor flertou várias vezes com a Record nos últimos anos, mas acabava sempre optando por continuar no SBT. Por que agora, enfim, resolveu mudar de emissora? 

Por um conjunto de fatores. Havia, em primeiro lugar, a questão financeira. Eu já andava insatisfeito desde 2006, quando o Silvio impôs uma redução de meus ganhos pela metade (de até 4 milhões de reais mensais, os rendimentos de Gugu caíram para no máximo 2 milhões). Pelo sistema que ele instituiu, deixei de ser um funcionário contratado para ser sócio da emissora. Dividia os lucros do Domingo Legal com o SBT, mas tive de assumir responsabilidades que, a meu ver, não combinavam com a função de apresentador, como discutir os reajustes de salários da minha equipe e o planejamento de gastos da produção. Com o tempo, isso passou a me angustiar. Além disso, em determinado momento me senti desprestigiado no SBT. Há algum tempo, foi feita uma campanha de marketing que convidava os anunciantes a investir em atrações como a Hebe, A Praça É Nossa e o Programa Silvio Santos. Estranhamente, não constava dela o Domingo Legal. Naquele momento percebi que eu não importava mais para o SBT.

O senhor assinou com a Record há duas semanas, mas continuou cumprindo seu contrato com o SBT até o rompimento definitivo, na segunda-feira. Nesse período, Silvio Santos mudou seu programa para um horário ruim e seu diretor foi expulso das dependências da emissora. Foram retaliações? 

Prefiro não acreditar nisso. Fiquei chocado ao ser avisado por telegrama da mudança de horário do programa. Todas as vezes que precisava mudar o horário, ele me telefonava pessoalmente para dar satisfação. Não achei justo, depois de 35 anos de trabalho, ser tratado assim. Eu sei que isso não partiu do Silvio. Nunca houve problema em nossa relação pessoal. Só que hoje o Silvio não manda sozinho no SBT. Tem outras pessoas que influem nas decisões. Talvez aí tenha havido algum atrito.

No começo da década, o senhor batia a Globo no ibope. Por que seu desempenho nunca mais foi o mesmo? 

O desempenho de um programa reflete a situação da emissora em determinado período. Nos tempos em que batíamos o Faustão, o SBT também tinha outros grandes sucessos: Show do Milhão, Chiquititas. Quando a média geral da emissora é alta, todos os programas acompanham essa tendência. Quando a audiência do SBT caiu, nós sofremos com isso. É natural.

Então a culpa da queda de audiência de seu programa não foi sua, e sim do SBT? 

Não só do SBT. Mas a gente sofre as conseqüências da situação da emissora. Eu costumo dizer o seguinte: dar ibope na Globo é muito fácil. Muito mesmo. Porque a média geral da Globo é imensa. Pode ver: a Globo dá 30 pontos de ibope no horário eleitoral e, se está fora do ar por problemas técnicos, ainda registra 15. Difícil é dar audiência fora da Globo. Naquele período em que estávamos com grandes números em cima do Faustão, é porque o SBT como um todo estava bem. Em televisão, você não faz milagre sozinho.

O SBT perdeu o rumo? 

Eu não chegaria tão longe. O SBT é um avião muito potente. É claro que, num momento de turbulência como agora, alguém precisa segurar o manche desse avião com força. Não existe no SBT ninguém mais capaz de fazer isso do que o próprio Silvio Santos. Ele é de uma inteligência incomparável como ser humano, artista e empresário.

Silvio é um patrão difícil? 

Nem um pouco. São 35 anos de convivência, posso afirmar isso com segurança. Metódico demais, talvez. Difícil, não.

Sua moral foi ao fundo do poço com o caso da falsa reportagem sobre o PCC, em 2003. Como é conviver com essa mácula do passado? 

Ora, veja: eu não estava lá no momento daquela entrevista. E quem fez a reportagem jura até hoje que aquelas figuras eram realmente do PCC. Quando tive de depor, dois anos depois, eu fui à delegacia dirigindo meu carro. Os demais envolvidos foram escoltados porque estavam presos por outros delitos. Então, levanto a pergunta: como se prova se eles eram ou não do PCC? Tem de mostrar carteirinha? É impossível saber ao certo. Mas a imprensa martelou o caso durante dois meses em função da audiência que tínhamos naquela época.

Não foi bem assim. A farsa foi desmontada pela polícia - a imprensa só cumpriu seu papel de informar. 

Outros repórteres do país também caíram em contos desse tipo e ninguém falou nada. O fato é que meu produtor foi incumbido de fazer uma entrevista com bandidos do PCC, apresentou a fita e eu acreditei nele. Fui crucificado por algo que não fiz.

Um dos itens que o seduziram na proposta da Record foi a possibilidade de ter um talk show. Por que todo artista de TV sonha em virar entrevistador? 

Acho que tem a ver com o avanço da idade. Vou terminar meu contrato na Record com 58 anos. E fico imaginando: quando for quase sessentão, será que ainda vou dar certo em programa de auditório? Será que as novas plataformas tecnológicas - internet, telefonia celular - não vão mudar completamente esse formato? O talk show, por outro lado, nunca perderá espaço. Ver duas pessoas dialogando sobre um assunto interessante sempre vai ser atraente. Ontem, vi uma entrevista no Globo News sobre pressão alta, que é um problema que eu tenho (e mantenho sob controle). Já pensou sentar com um médico e esmiuçar um assunto assim num programa inteiro? As pessoas vão conhecer um Gugu diferente daquele Gugu que vai para o palco, que brinca e dança. Eu quero mostrar um lado que nada tem a ver com o Gugu popular. Pretendo conversar com escritores, políticos, cientistas. O (apresentador americano) David Letterman é minha grande referência. Mas talvez seja difícil fazer o que ele faz, porque não sou engraçado. Como vou começar na Record News, não terei de me preocupar com os índices de audiência. Será um laboratório.

Como devoto de Nossa Senhora, não o incomoda trabalhar na emissora que ficou marcada pelo episódio do "chute na santa"?

Eu vim para trabalhar na Record, não na Igreja Universal do Reino de Deus. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Nas negociações do meu contrato, a religião nunca esteve em pauta. Até onde fui informado, a Igreja Universal é só uma anunciante da Record.

É possível mesmo que o padre Marcelo Rossi participe de seu programa de estreia? 

Não sei se vai ser na estreia, se vai ser mais tarde, enfim. Mas me foi garantido que posso convidar todos meus amigos padres - tem o padre Marcelo, o padre Robson (de Oliveira), o padre Antônio Maria. Ainda não conheço o padre Fábio de Melo, mas já fica aqui o convite para ele participar de meu talk show. Outro dia vi uma entrevista do padre para a Marília Gabriela, em que ele se mostrou extremamente inteligente. Esclareceu um monte de dúvidas que eu, como católico, sempre tive. Sinto que essa história de que não pode padre na Record é uma grande mentira.

Nunca se viu um padre cantor num programa da Record. 

Não sei, não sei. Mas tenho ouvido do nosso diretor Gonçalves (o bispo Honorilton Gonçalves, chefão da emissora) que tenho toda liberdade. Tomara que isso aconteça para que, se ainda existir algum impedimento, ele caia por terra. Eu gosto de circular por todas as religiões. No antigo Sabadão Sertanejo, veiculava mensagens do Chico Xavier.

Fonte: Veja.com