domingo, 5 de abril de 2009

Católicos celebram o Domingo de Ramos

CIDADE DO VATICANO - Na comemoração do Domingo de Ramos, que dá início à semana litúrgica mais intensa do calendário católico, diante de uma multidão no Vaticano, o papa Bento XVI convocou os líderes mundiais a tomarem medidas para evitar a morte de imigrantes africanos desesperados que tentam chegar à Europa.

Papa Bento XVI no Domingo de Ramos

Durante o serviço religioso que celebra a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém, um semana antes de ser crucificado, o sumo pontífice pediu ações coordenadas para evitar que se repita a tragédia desta semana, quando uma embarcação cheia de imigrantes naufragou próximo à Líbia. Estima-se que mais de 200 africanos morreram neste acidente.

- Não podemos nos resignar com tragédias como esta que, infelizmente, vêm acontecendo há algum tempo - ressaltou Bento XVI, que caminhou entre a multidão levando ramos de oliveiras e palmas.

- As dimensões do fenômeno fazem com que seja cada vez mais urgente adotar estratégias coordenadas entre estados da União Européia e da África, tal como medidas adequadas de natureza humanitária, para evitar que imigrantes sejam trazidos por traficantes inescrupulosos - disse.

O líder católico também se referiu a suas próprias experiências para destacar a mensagem aos fiéis que estavam sob o sol na Praça de São Pedro.

- Uma vida de sucesso sem sacrifício não existe - disse.

Celebrando o quarto Domingo de Ramos da sua gestão, Bento XVI liderou uma procissão de cardeais e bispos que levavam palmas trançadas nas mãos. Durante a Semana Santa, o Papa vai presidir duas missas que lembram a última ceia de Cristo com os apóstolos, inclusive uma em que o pontífice vai lavar e secar os pés de 12 homens. Na sexta-feira Santa, vai realizar a cerimônia que lembra a crucificação de Cristo, que inclui uma procissão de Via Crucis em torno das ruínas do Coliseu de Roma.

O papa Bento XVI vai celebrar a missa de Páscoa no sábado à noite e fechará as cerimônias da Semana Santa com a comemoração da Ressureição no domingo, na Praça de São Pedro, onde dará sua benção e anunciará a mensagem anual Urbi et Orbi (a cidade e o mundo).

Nenhum comentário: