quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

PENA DE MORTE - UMA REFLEXÃO BÍBLICA PARA VOCÊ



A pena de morte segundo o Antigo e o Novo Testamento:
.
"Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem a sua imagem" - Gênesis 9.6.
.
Esta sentença é do próprio Criador, dita para Noé e sua família após o dilúvio. Notem bem, não é uma regra da Lei de Moisés.
.
Vemos neste versículo que ao homicida Deus exige a pena na mesma proporção ao crime praticado. A justificativa para tal castigo é que o assassino, ao matar o semelhante, agrediu de forma fatal alguém que também era a imagem do Criador.
.
"Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela, visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar quem pratica o mal" - Romanos 13.3-4.
.
O capítulo 13 é iniciado assim: "todo homem esteja sujeito às autoridades superiores", indicando que ao servo de Deus cabe o dever de ser um bom cidadão que presta contas ao Estado. No decorrer dos versículos, entendemos que o Estado é ministro de (trabalha para) Deus e exerce a justiça, segundo a vontade divina.
.
No versículo 4 encontramos a palavra espada, cujo uso do Estado não é em vão - é para exercer justiça. Paulo, ao usar o termo espada, empregou-a lembrando dos sabres, usados pelos magistrados da sua época. Eles tinham a autoridade de manter cidadãos vivos ou decretar que eles morressem.
.
Assim sendo, podemos analisar que Deus deu aos governos o poder de vida e morte.
.
Em tempo: esta postagem é apenas uma análise bíblica sobre a pena de morte. Não estou me posicionando dentro do assunto.    fonte Eliseu Antonio Gome




Nenhum comentário: