segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ARTISTAS SEM PROPÓSITO

ARTISTAS SEM PROPÓSITO

Fábio

Dado Dolabella e Luana Piovani há poucos dias atingiram o ápice da audiência em suas carreiras como artistas. Infelizmente isso não ocorreu na televisão ou muito menos no teatro. Trata-se de um vídeo gravado numa boate e que corre na internet onde mostra o esquentado Dado dando uns safanões em sua "amada". A cena foi intermediada pela pequena camareira de Piovani, que também recebeu sua parte.

Enquanto isso. Susana Vieira (66), outra atriz global, expulsa de sua casa o (ex) marido Marcelo Silva (38). Segundo informações, Marcelo, a pretexto de ir para seções da Narcóticos Anônimos, desviava-se para o apartamento de Fernanda Cunha (24). Deu barraco!

Enquanto isso. O galã Fábio Assunção pede afastamento por tempo indeterminado para tratar do vício em cocaína.

Aparentemente, os casos acima citados são relatos do mundo cão. Coisa de gente pobre e sem instrução. Esse é o estigma da imoralidade e da insanidade. Mas não é. São pessoas ditas instruídas, inteligentes, finas, influentes, e que demonstram por meio desses atos que suas vidas são frívolas, fúteis e vazias de sentido.

A fama nem mesmo o dinheiro foram suficientes para dar a eles o propósito da  existência. Entre brigas, devaneios, alcoól e drogas perambulam sem saber para onde caminham. Entre um barraco e outro, entre transas e troca-trocas, o Dado vai se dando à insignificancia do seu ser. O resultando é uma juventude desprovida de sentido e um ator-cantor medíocre.

A Suzana. Ah, a Suzana Vieira! Que optou por uma máquina com alguns quilometros a menos de rodagem, paga agora o preço (em várias parcelas) que o mercado econômico da infidelidade lhe impõe. Quanto mais novo, maior a procura. Essa é a lei do mercado de corpos!

E o Assunção. Bom, o Assunção assume agora que precisa de ajuda. Ao menos teve a coragem, ao contrário de alguns de seus amigos de camarim que vivem como se suas vidas fossem um eterna representação, e que mesmo após as filmagens não retiram as máscaram do personagem.

Esses são os grandes artistas. Na tela aparecem como pessoas perfeitas, sem problemas ou infelicidade. Entretanto, quando olhamos para dentro de suas vidas e perlustramos seus corações verificamos quão tenebroso e fútil são. No fundo, no fundo, são pessoas que precisam de ajuda e que carecem do verdadeiro amor divino. São pessoas desfiguradas e sem propósitos que precisam ver as máscaras caírem diante de si. E isso, bem sabemos, somente ocorre quando Deus entra na vida de alguém.

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve" (Mateus 11:28-30).

Postado em Sociedade. Tags: .

Nenhum comentário: