sábado, 27 de setembro de 2008

Pastor americano confessa vigiar seus membros

Pastor americano confessa vigiar seus membros através dos sites de relacionamentos Orkut, MySpace, Flickr, e LinkedIn. No púlpito, as informações serviam de fonte para as "pseudo revelações" tão elogiadas pelos fiéis.

O pastor Irwin Alton, de 62 anos, surpreendeu a muitos em seu sermão sábado (3/8), em Peoria, Arizona, nos Estados Unidos. Tamanha foi a especificidade dos pecados mencionados do púlpito que certos fiéis ficaram surpresos se reconhecendo nas palavras do pregador.

"Quando ele falou sobre matar o serviço no meio da semana para ir ao lago e comprar um novo barco, eu me senti pego em flagrante. Era como se o Espírito Santo estivesse falando diretamente comigo", disse um dos membros da igreja.

Qual foi o segredo de Alton para colocar tão bem o "chapéu" em seus congregantes? O MySpace. Acessando o blog do homem citado anteriormente, por exemplo, o pastor viu as fotos da pescaria em grupo.

Segundo o site Lark News, Pr. Alton, que diz cultivar a reputação de ser contra a tecnologia, é um ávido leitor das redes sociais e blogs mantidos pelos membros de sua congregação.

"Aparentemente eu sou meio tapado, mas a verdade é que sou bom nisso", disse o pastor à reportagem.

Apesar de referir-se à internet como "rede mundial do desperdício" e ao correio eletrônico como "pecado eletrônico", o seu escritório, em casa, é um pequeno banco de computadores com mais de 170 sites nos favoritos. Entre eles, Twitter, MySpace, Facebook, LinkedIn, Digg e Flickr.

Semanalmente, Altom navega por estes sites durante horas, atrás de evidências de comportamento questionável pelas pessoas de sua igreja. Ele toma nota das práticas e então as utiliza nos seus sermões de domingo.

O rastreamento chega às páginas de amigos de pessoas da igreja. Foi assim que ele descobriu Emily Dotson, 31 anos, num bar local. Durante sua fala, Alton fez uma pausa, e disse: "Alguns de vocês têm freqüentado lugares que não deveriam, como bares, por exemplo".

Emily ficou chocada: "Ele estava falando diretamente para mim".

Depois do flagra, ela admitiu e confessou ter ido ao bar, mesmo que uma amiga estivesse celebrando o aniversário.

Ao falar de comportamento pecaminoso, Alton eventualmente erra alguns detalhes ou divaga, tudo propositalmente, para não dar tão na vista. Mesmo nunca tendo afirmado que as suas mensagens vêm via espírito santo, muitos na igreja acreditam que sim.

"Ele acerta tantas vezes que só pode ser de Deus", disse um homem, completando: "nós viemos á igreja porque o pastor Alton é usado por Deus para falar a cada um de nós individualmente". É incrível.

No caso de uma família, os Bixbys, o monitoramento durou semanas. Alton acompanhava de perto as festas da filha do casal pelo MySpace. Até que um dia, disse que alguns pais precisavam cuidar melhor das companhias dos filhos, antes que eles fizessem algo grave. Na mesma semana, os pais conversaram com a filha.

"Sentimos que se Deus era tão misericordioso para falar conosco de modo profético, nós deveríamos fazer algo", disse o pai.

Mesmo enganando magistralmente seus fiéis, contribuindo para uma impressão errada entre os membros da igreja, Alton disse que não tem dores de consciência em não revelar suas "fontes".

(Fonte: ClicRBS)

Nenhum comentário: