quarta-feira, 18 de junho de 2008

Kaká já se cpmsodera um lider no Milan.

Kaká já se considera um líder no Milan. E acredita que pode assumir esta mesma responsabilidade dentro da Seleção Brasileira. Pelo menos é isso que afirma o meia, que se recupera de uma artroscopia no joelho e por isso desfalca a equipe no duelo contra a Argentina, na próxima quarta-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Publicidade

(Fonte: Terra) - "Estou disposto a ser líder. Já sou líder no Milan e aceito assumir essa responsabilidade na Seleção", garantiu Kaká ao programa "Bem, Amigos", do Sportv, ao qual também afirmou que tem vontade de defender a equipe brasileira e poderia até jogar no sacrifício.

"Sou a favor de jogar no sacrifício, desde que o jogador tenha as mínimas condições possíveis de jogar", afirmou Kaká em resposta às especulações sobre suas possibilidades de enfrentar Paraguai e Argentina.

Ainda falando sobre jogar no sacrifício, o meia do Milan relembrou a eliminação do Brasil para a França na Copa do Mundo de 2006 e se disse arrependido de ter atuado naquela partida.

"(Na Copa do Mundo de 2006) Faltou preparação. E como disse gosto de me preparar. Só que me machuquei contra Gana (pelas oitavas-de-final) e joguei no sacrifício contra a França. Fiquei arrependido e hoje não faria de novo", atestou.
  

Nenhum comentário: