quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Derrota de Chávez pode aumentar perseguição a cristãos


Derrota de Chávez pode aumentar perseguição a cristãos

 
Eleitores na Venezuela puniram o presidente Hugo Chávez não aceitando as suas mudanças constitucionais propostas. E a Igreja tomou uma instância oficial contra o presidente no referendo, o que pode implicar em retaliações aos cristãos.

As propostas contidas na reforma, dizem os bispos, "além de restringirem vários direitos humanos civis, sociais e políticos protegidos pela Constituição, estabelecem motivos para a discriminação política e introduzem novos campos de confrontos bem como a polarização entre os venezuelanos".

Com a derrota da revisão constitucional, Chávez produz um termo limite. Isso significa que ele está fora do posto de presidente em 2013. Todd Nettleton, da Voz dos Mártires, diz que isso significa que ele acelerará sua agenda socialista.

Socialismo


Infelizmente, estas não são boas notícias para os crentes. "Nós temos ouvido notícias de uma perseguição elevada, particularmente junto à fronteira colombiana. Existem alguns casos da Venezuela providenciar santuários para as guerrilhas das FARC na Colômbia, e em outros casos, literalmente, exemplos de perseguição contra a Igreja nessa área específica.

A preocupação vai crescendo na medida em que os ministros religiosos vêem a "fita gravada" de Chávez discursando contra os cristãos. Ano passado, ele cancelou uma permissão dada à MNN há mais de 40 anos.

Isso deu ao ministério de tradução da Bíblia apenas 90 dias para transferir seu pessoal das áreas tribais. Nesse tempo, os missionários já estavam preparando as pessoas indígenas para a possibilidade de terem de continuar o ministério sozinhos.

Motivos de oração

É preciso interceder pelos trabalhadores da Igreja nessa área. "Tempos de desordem política podem ser tempos de grande expansão e grande ministério, mas eles são também obviamente tempos de incertezas e tempos de dúvidas. Eu acho que nós podemos orar pelos líderes da igreja e orar pelos membros da Igreja na Venezuela para que tenham sabedoria e continuem sendo valentes testemunhas para Cristo", diz Todd.

Por favor, orem para que o presidente Chávez mude seu coração em relação aos cristãos. Orem para que a liderança da Igreja saiba como liderar da melhor forma nesse período incerto.

Orem para que o Senhor levante crentes para carregarem a tocha e assim a Igreja de Cristo possa marchar avante nessas áreas remotas onde o Evangelho tem sido pregado.

Fonte: Portas Abertas

                  Luis Martins
                 Conferencista
           jornalgenesis@gmail.com
      www.jornalgenesis.blogspot.com

Nenhum comentário: