terça-feira, 11 de setembro de 2007

Clamor pelos perdidos



Clamor pelos perdidos Vida Cristã


Devemos um pedido de desculpas ao mundo. No Planeta Terra, existe cerca de 6 bilhões de habitantes, porém, apenas 1,5 bilhões são evangélicos. Isto é um choque, quando avaliamos a atuação da Igreja há mais de 2 mil anos desde a “vida” de Jesus Cristo. Não mencionamos a “morte” de Cristo porque, por intermédio da sua Palavra, verificamos que o Senhor vive em nós por meio do seu Espírito Santo.O que fizemos durante todo este tempo? O que fizemos no último ano? O que fizemos hoje pelos perdidos? A oração que temos ouvido é: “Venha a nós a tua prosperidade, a tua riqueza, o meu bem-estar, a minha própria vontade”. Contudo, não temos ouvido o clamor pelo Reino de Deus, que é o amor e a justiça. Temos amado a nós mesmos com todo o nosso coração, com toda a nossa alma, com todo o nosso entendimento, porém, não temos amado o nosso irmão. Muitos oram dizendo: “Maranata, ora vem Senhor Jesus”, mas não fazem muito para que isto aconteça. Esta oração soa como preguiçosa, oramos porque estamos cansados de pagar o aluguel, a hipoteca da casa, a conta de luz, o carro e o supermercado.Veja, porém, o que o Senhor Jesus nos diz: “Não peço que os tire do mundo, mas que os guarde do mal.” (João 17.15.) Nenhum cristão está isento da responsabilidade de dar continuidade ao que Cristo fez aqui na terra. Nenhum cristão está fora do IDE que Jesus deixou. Mostre não apenas em palavras, mas dê frutos, se interesse por aquele que está perdido. Almas... almas... almas... “Jesus lhes disse: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles, deixando as redes, o seguiram.” (Mc. 1.17-18.)
Fonte: Lagoinha.com - Kelvin e Juliana Leão Silva


Nenhum comentário: