terça-feira, 31 de julho de 2007

SENTADO EM CINZA

publio josé-jornalista
(
publiojose@digizap.com.br)

Uma dos aspectos mais marcantes e conhecidos na vida de Jó, do ponto de vista popular, diz respeito à sua paciência. Tanto é assim que virou ditado corrente a expressão que diz “fulano tem a paciência de Jó”. Outra faceta também realçada é a que aponta para a sua pobreza. Daí que, popularmente, é costume também se dizer “mais pobre do que Jó”. Logicamente, muitas pessoas usam a citação por ouvir falar, sem atentar nem conhecer a história real do personagem. Em primeiro lugar, Jó não era pobre. Ao contrário. Era riquíssimo para os parâmetros da época. A comprovação está na Bíblia, no livro que leva seu nome, conforme registrado no capítulo primeiro, versículo terceiro: “Possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas; era também mui numeroso o pessoal a seu serviço, de maneira que este homem era o maior de todos os do Oriente”. Como se vê...
Acontece que um dia Jó ficou pobre. Não somente pobre como miserável. Extremamente miserável. O capítulo 2, versículo 8, diz: “Jó, sentado em cinza, tomou um caco para com ele raspar-se”. Era tudo que lhe restara: cinzas e cacos. Os bens já perdera; a família também (a morte levara os dez filhos), com exceção da esposa; a condição de líder; o status de pessoa admirada e acreditada como bom empresário, além da saúde. Esta, de maneira inexplicável, colocara-o em estado lastimável e estabelecera-lhe uma rotina extremamente dolorosa. Um manto de tumores malignos tomara conta do seu corpo “da planta do pé até o alto da cabeça”. A solução para descansar, diante da impossibilidade de usar cama convencional, foi acomodar-se em cinzas. Os amigos sumiram, o horizonte encurtou-se – a ponto de não vislumbrar mais nenhuma solução para a vida – e a mulher passou a jogá-lo na direção do suicídio.
Além dessas, outras conclusões podem ser tiradas da leitura de sua saga. O “sentado em cinzas” revela, primeiramente, a vergonha social que sobre ele se abateu, e, em segundo lugar, o raquitismo empresarial e material a que chegou. As cinzas não representavam apenas um lenitivo para seu corpo coberto de tumores, mas a realidade que se instalara em sua vida. Afinal, o que são cinzas senão o resultado da queima de objetos sólidos, palpáveis, concretos, transformados em pó pela combustão da vida? Em Jó tudo virou cinzas. Seu patrimônio, dignidade, condição social, sonhos – e o pior: a saúde. A solidão também lhe pesava bastante. E, como empresário, concluíra: sentado em cinzas era o mesmo que sentado em nada. De tudo que perdeu só não perdeu a fé. Esta permaneceu firme. Segurar-se à fé foi a ponte que construiu, apesar de tudo, para atravessar seus dias de homem doente, falido e abandonado.
Como Jó, atualmente, tem muita gente sentada em cinzas. Vida sem sentido, oprimida, tornada pó. Rotina angustiante e vazia. A saída? Voltar-se para Deus. É o que se conclui da história de Jó. Dos amigos só recebeu acusações; da esposa exortação para amaldiçoar a Deus e, em seguida, abraçar a morte. A única ponte a segurar Jó em vida foi a ponte da fé. Em Deus – seu Redentor. O capítulo 19, versículo 25, registra o seu brado: “Porque eu sei que o meu Redentor vive...”. Esta confissão levou-o a vencer o desejo de morte e o manteve convicto de que outros dias lhe estavam reservados. Tempos depois, família restaurada, saúde restabelecida, teve de volta, dobrado, o seu patrimônio. “Porque veio a ter quatorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de bois e mil jumentas”, segundo o capítulo 42, versículo 12. Eis o verdadeiro Jó e sua plenitude. Alçado a ela somente pela fé. Pela fé. Somente.

jornalgenesis@gmail.com

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Pesquisa mostra 100 marcas mais valiosas em 2007; Coca-Cola lidera


Com ligeiras alterações de posição entre si, as dez marcas mais valiosas do mundo neste ano são as mesmas de 2006, segundo a sétima edição da pesquisa Best Global Brands 2007, que traz o ranking das 100 marcas mais valiosas do mundo. A pesquisa foi feita pela consultoria de marcas Interbrand em parceria com a revista americana "Business Week".
A Coca-Cola manteve-se na primeira posição, repetindo o desempenho apresentado desde a primeira edição da pesquisa. A marca foi avaliada em US$ 65,234 bilhões --o valor da marca, no entanto, teve uma ligeira redução de 3% em relação ao registrado em 2006. A segunda e a terceira posições também foram as mesmas do ano passado: Microsoft (US$ 58,079 bilhões) e IBM (US$ 57,091 bilhões).
AP
Coca-Cola manteve-se na 1ª posição, repetindo o desempenho desde a primeira edição
A marca Google teve uma valorização de 44% neste ano. Foi a maior valorização entre as empresas elencadas neste ano na lista. Desde 2005 o site de buscas na internet subiu da 38ª para a 20ª posição e está avaliado em US$ 17,837 bilhões.
O diretor-geral da Interbrand no Brasil, Alejandro Pinedo, disse que o crescimento do Google reflete o aumento de negócios via internet e a prioridade que a empresa dá à gestão estratégica de sua marca. A Amazon.com, que cresceu 15% no período, depende da publicidade em canais como Google e Yahoo!.
Segundo a pesquisa, a marca Google "transmite uma percepção de simplicidade e humildade, apesar do tamanho e influência de seu negócio". "Isto indica uma gestão clara e sincera da marca, em torno de suas intenções originais", diz o texto.
As outras posições entre as dez marcas mais valiosas são: GE (US$ 51,569 bilhões), Nokia (US$ 33,696 bilhões), Toyota (32,070), Intel (US$ 30,954 bilhões), McDonald's (US$ 29,398 bilhões), Disney (US$ 29,210) e Mercedes Benz (US$ 23,568). Neste grupo, em relação ao ano passado, Nokia (5ª), Toyota (6ª) e McDonald's (8ª) subiram uma colocação cada. Já a Intel e a Disney perderam as posições 5ª e 8ª, respectivamente.
Brasil
Pinedo disse que ainda deve demorar "muito tempo" para que uma marca brasileira integre o ranking. "Só há pouco tempo o Brasil saiu do Brasil. A gestão de marcas nacionais está ainda muito incipiente no País e nos principais mercados", afirmou.
Eduardo Knapp/Folha Imagem
Para Interbrand, Havaianas tem portencial para listas futuras
Mesmo assim, as empresas brasileiras têm investido na construção de suas marcas em mercados internacionais. O diretor da Interbrand no Brasil disse que marcas fortes no país, como Itaú e Brahma, têm faturamento que as possibilitaria estar entre as marcas mais valorizadas do mundo, mas ainda não atendem alguns critérios para inclusão na lista, como ter um terço do seu faturamento vindo do exterior.
Participam da lista marcas cujo valor mínimo é de US$ 2,7 bilhões, que alcançam um terço de seu lucro fora de seu país de origem, têm dados de marketing e financeiros disponíveis a observadores externos e um amplo perfil público fora de sua base de clientes diretos.
Para entrar no ranking a empresa tem de ter um terço de seu faturamento fora do país de origem, ser uma marca com que os consumidores interajam diretamente, ser reconhecida por públicos que não sejam só o seu alvo e ter uma projeção de cinco anos de lucro crescente.
"Temos grandes marcas nacionais, construídas ao longo das últimas décadas, principalmente através de investimentos em publicidade", disse Pinedo --que destacou como outras "promessas futuras" as marcas Natura e Havaianas.
Países e setores
Os Estados Unidos lideram o ranking em número de marcas, com 53, seguidos pela Alemanha, com 10 marcas. A França e o Japão vêm em terceiro lugar, com oito marcas cada um. O país com menos marcas foi a Itália (2).
Dos 21 setores que aparecem na pesquisa, a indústria automobilística é a mais representada, com 13 marcas --duas delas entre as dez primeiras: Toyota (7º) e Mercedes (10º)--, seguida pelo setor de serviços financeiros, com 12 marcas. Os setores menos representados foram Fumo e Transportes, com uma marca cada um.
O ramo de seguradoras estreou neste ano no ranking com as marcas AIG, AXA e Allianz. Segundo a pesquisa, as empresas neste segmento investiram significativamente para se diferenciar ao longo dos anos. "Eles desenvolveram funções de gerenciamento de marca centralizadas e utilizaram patrocínio global como uma equipe de Fórmula 1 e torneios internacionais de Tênis. Com isso, aumentaram significativamente o seu alcance e reconhecimento", diz Pinedo.
Quedas
David Zalubowski/AP
Ford Motor caiu do 30º lugar na pesquisa do ano passado para 41º
As empresas que perderam mais posições estão a americana Ford Motor (que do 30º lugar na pesquisa do ano passado caiu para 41º neste), GAP (de 52º para 61º), Kodak (de 70º para 82º), Pizza Hut (66º para 74º) e Motorola (69º para 77º).
A Ford vem perdendo posições desde 2005 "por não acompanhar a onda do mercado e insistir nos modelos pesados e que consomem muita gasolina, como as picapes", diz o texto. Já a GAP caiu, entre outros fatores, "por ficar sem foco, perdida entre as tendências do mercado de moda".
A Kodak foi prejudicada por ainda estar muito ligada à produção de filmes fotográficos e por ter entrado tarde no setor de fotos digitais. No caso da Motorola, não houve lançamentos que atraíssem os consumidores e a marca acabou perdendo valor. E a Pizza Hut caiu devido à lentidão em se adaptar às exigência dos consumidores por cardápios mais saudáveis e ágeis, segundo a pesquisa (a marca registrou queda de 9% em seu valor).
Veja a lista das 100 marcas mais valiosas:
Coca-Cola
Microsoft
IBM
General Electric
Nokia
Toyota
Intel
McDonald's
Disney
Mercedes
Citi
Hewlett-Packard
BMW
Marlboro
American Express
Gillette
Louis Vuitton
Cisco
Honda
Google
Samsung
Merrill Lynch
HSBC
Nescafe
Sony
Pepsi
Oracle
UPS
Nike
Budweiser
Dell
J.P. Morgan
Apple
SAP
Goldman Sachs
Canon
Morgan Stanley
Ikea
UBS
Kellogg's
Ford
Philips
Siemens
Nintendo
Harley-Davidson
Gucci
AIG
eBay
AXA
Accenture
L'Oreal
MTV
Heinz
Volkswagen
Yahoo!
Xerox
Colgate
Chanel
Wrigley's
KFC
Gap
Amazon.com
Nestle
Zara
Avon
Caterpillar
Danone
Audi
Adidas
Kleenex
Rolex
Hyundai
Hermes
Pizza Hut
Porsche
Reuters
Motorola
Panasonic
Tiffany & Co.
Allianz
ING
Kodak
Cartier
BP
Moet & Chandon
Kraft
Hennessy
Starbucks
Duracell
Johnson & Johnson
Smirnoff
Lexus
Shell
Prada
Burberry
Nivea
LG
Nissan
Polo RL
Hertz

jornalgenesis@gmail.com

Novo ministro da Defesa visita local de acidente com vôo 3054


O novo ministro da Defesa, Nelson Jobim, visita na manhã desta sexta-feira os escombros do acidente com o vôo 3054 da TAM, ocorrido há dez dias, na zona sul de São Paulo. Mais cedo, ele fiscalizou as obras na pista principal do aeroporto de Congonhas, que está interditada desde o acidente para exames periciais. A pista deve ser reaberta nesta sexta-feira.
O novo ministro está acompanhado do comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, do secretário estadual da Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, e de uma comitiva de mais de 50 pessoas entre militares, agentes da Polícia Federal e bombeiros.
Depois da passagem por Congonhas e pelo local do acidente, o ministro irá ao IML (Instituto Médico Legal), na zona oeste da cidade, onde são realizados os trabalhos de reconhecimento dos corpos das cerca de 200 vítimas da tragédia.
Mais tarde, após um almoço, o novo ministro terá reuniões com o governador José Serra (PSDB) e o prefeito Gilberto Kassab (DEM).
Das 6h às 10h desta sexta, quase 48% das 73 saídas programadas para Congonhas foram canceladas pelas companhias aéreas. Elas tentam reacomodar os passageiros prejudicados no começo da semana, quando a pista auxiliar de Congonhas ficou fechada devido à chuva por muitas horas e a TAM e a Gol se recusaram a operar no terminal com pista molhada.
Missão
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ordenou que Jobim fosse a São Paulo ainda durante sua cerimônia de posse do ministro, anteontem (25), no Palácio do Planalto. De acordo com Jobim, a prioridade do governo federal no setor aéreo é garantir a segurança do vôo e acabar com a suposta falta de comando no setor.
"Não pode deixar haver mais comandos fora de regência. Tem que funcionar como orquestra. E o maestro sou eu. A música e composição são do presidente. Eu executo isso."
Homenagem
Ontem (26), durante a cerimônia de transmissão de cargo do Ministério da Defesa, Jobim pediu um minuto de silêncio em homenagem aos mortos no acidente. "É um lamento profundo e de comiseração. É um momento de assumir responsabilidade. Não se reconstrói nem se recompõe aquilo que se perdeu."

Rio: Evangélicos no caminho do Pan 2007



Esporte : Rio: Evangélicos no caminho do Pan 2007
Publicado por Redação em 27/07/07
O Rio clama pela libertação da festada carne. Contaminados por maus hábitos, como o fumo e a bebida - e, na elite, o consumo de cocaína - os cariocas vivem dias de pobreza espiritual.
Publicidade

O lamento acima, do ministro da Palavra Ângelo Olivier, ecoa há tempos nas igrejas evangélicas. Mas, desde janeiro do ano passado, a pregação ganhou novo horizonte. O grupo Evangelize no Pan, coordenado por Olivier, arrebanhou, em um ano e meio, 8 mil voluntários, agora distribuídos nas portas de cada instalação esportiva usada na competição. Em uma semana de trabalho, segundo Olivier, mais de 50 milhões de folhetos já teriam sido distribuídos.Para participar da pregação, os voluntários desembolsaram R$ 25 em um kit que inclui camisa, material evangélico e hospedagem em escolas particulares controladas pelas igrejas participantes. Passaram, também, por seis meses de treinamento para responderem dúvidas do público.- Queremos espalhar a Bíblia em pedacinhos - empolga-se Ângelo. - Cobramos apenas para compensar os gastos com material. As igrejas têm muitos iniciativas, não podemos olhar apenas para os pastores safados.Além do projeto Evangelize no Pan, algumas participantes resolveram agir por conta própria. A Igreja do Evangelho Quadrangular espalhou 200 agentes pelos principais estádios do Pan. Em Copacabana, o grupo é liderado por uma figura não muito convencional. Lelo, quatro piercings no rosto, dois brincos vistosos e 10 anos de congregação, não gosta de números. Evita dizer quantas pessoas aborda e garante não ligar para doutrinas.- Creio na igreja como lance social, tá ligado? - explica. - Não me preocupo com a instituição, mas com as pessoas. Minha missão é amenizar o caos.Como a maioria dos religiosos, Lelo é contra as drogas e defende a virgindade até o casamento. Só discorda dos colegas quando o assunto é música gospel. Com raras exceções, não gosta das mensagens cantadas sobre Jesus. Prefere "coisa pedreira".- Onde congrego tem shows punks metendo o malho nas religiões - conta. - Até já tivemos de conversar com os grupos.Nas bilheterias, alvo em potencial dos voluntários, as abordagens provocam polêmica.- Um deles me perguntou se eu já programei a minha eternidade - resmunga a aposentada católica Fátima Ramos. - Só falta trazerem a pia batismal pra cá.

Fonte: JB Online















terça-feira, 24 de julho de 2007

Assembléia de Deus no Calafate, em parceria com escola pública, promove inclusão digital


Assembléia de Deus no Calafate, em parceria com escola pública, promove inclusão digital
Publicado por
Redação em 21/07/07
ACRE - Entendendo que o papel da igreja ultrapassa os muros das congregações e também mostrando à comunidade que a igreja se preocupa com as mazelas sociais e quer contribuir para a melhoria de vida das pessoas a Sec. de Missões da Igreja Assembléia de Deus Ministério do Calafate tem promovido a inclusão digital, oferecendo cursos de Informática Básica a pessoas da comunidade.
Para a realização dos cursos a igreja conta com o Laboratório de Informática da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Henrique Lima, na pessoa do Prof. jair Moura.A carga horária é de 20 horas, sendo distribuídas em 10 sábados, duas horas por dia e o curso é ministrado pelo Prof. Wellington Lima, (voluntário) universitário e membro da igreja.Esta é a 3ª fase do Projeto que iniciou no final do ano passado, já tendo formado mais de 100 pessoas.Para o Coordenador Geral de Missões da igreja, o Teólogo Carlinhos Barbosa, ações como essa não apenas possibilitam o evangelismo, como também colocam a igreja mais próxima da comunidade, não sendo, assim, uma instituição separada, mas envolvida e preocupada com as questões que afligem a comunidade.O coordenador destaca, ainda, a importância do apoio que tem recebido do Pr. Thadeu Gomes (Presidente da Assembléia de Deus no Calafate) para que possam estar desenvolvendo esses projetos.Para que possam conhecer outros projetos da igreja Assembléia de Deus no Calafate, acessem o site:
www.iadcalafate.com

Fonte: Notícia enviada por Vânia Barbosa

Harry Potter induz ao satanismo, diz padre exorcista



CIDADE DO MÉXICO - Harry Potter induz ao satanismo e distancia da fé em Deus, afirmou o sacerdote italiano Francesco Bamonte, famoso exorcista e um dos principais relatores no 3º Congresso Nacional de Exorcistas, em andamento na cidade do México.
Publicidade
"O objetivo deste filme é procurar induzir os adolescentes a uma mentalidade próxima ao esoterismo e à magia", garantiu o sacerdote, em entrevista ao jornal mexicano Milenio. "Tudo isso, exclui a fé em Jesus Cristo e a plena fé que se tem em Deus".Durante a conferência promovida pelo episcopado, que acontece na capital mexicana, Bamonte lembrou ainda das palavras do papa Bento XVI, quem afirmara que o livro "contém mensagens subliminares que tendem a distanciar os meninos de Jesus Cristo e a fazer crer que tudo o que acontece na vida depende da magia, e tudo isto é negativo".No debate, uma mulher tomou o microfone e contou que uma amiga tem enfrentado "problemas" depois que o filho tomou contato com o personagem. "Deste que o menino começou a ler os livros e assistir aos filmes do Harry Potter, sua família começou a ter muitos problemas: o filho virou homossexual, a filha ficou viciada em drogas e o pai, alcoólatra".Para concluir, o sacerdote Pedro Mendoza Pantoja afirmou que o personagem não era outra coisa que um "mago aprendiz" e foi ovacionado.

Fonte: ANSA Latina


terça-feira, 17 de julho de 2007

Alimento para o dia 17/07/07 :Eli Eli lama sabactania?

Matheu 27-46

Por volta da hora nona, clamou Jesus, em alta voz, dizendo Eli Eli Lamá Sabactani ?
O que dizer Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?

Jesus passou por vários sofrimentos. Espinho na cabeça. Foi torturada com acoites, essa tortura infligia- se com flagelos de couro pesado com pontas de chumbo ou de osso.

Ele passou todo isso, por mim e por você, para que nos tivéssemos a vitória sobre satanás e as trevas.

Eli Eli lama Sabactania? Ali naquela hora no calvário Deus não o abandonou, foi ali que ele venceu a satanás.

Naquela hora, Deus tava dando autoridade a Jesus, ali ele levou suas doenças, enfermidades e depressões angustiam.

A chave da vida, e todo poder foi dada a ele no ceu e na terra foi ali no calvário.

Eli Eli lama sabactania? Ele não te abandonou e só você clamar por ele porque ele tem todo poder para te ajudar e te abençoar e dar a vitória você crer.

Luis Martins
Conferencista
Prluismartins@hotmail.com

Brasil: Emprego na indústria de SP cresce 4,39% no 1º semestre, diz Ciesp


O nível de emprego da indústria de transformação do Estado de São Paulo cresceu 4,39% no primeiro semestre deste ano, com a criação de 92.843 vagas no setor. De maio para junho, o crescimento foi de 0,22%, o que corresponde a 4.680 postos de trabalho. Trata-se da sexta alta mensal consecutiva, segundo dados disponibilizados pelo Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).
O primeiro semestre de 2007 gerou quase três vezes mais vagas que o mesmo período do ano passado, quando foram criadas 37.923 vagas. De acordo com o Ciesp, trata-se do melhor junho desde 2004 e o melhor semestre desde 2003.
No ano, o avanço do emprego foi impulsionado pelo interior do Estado, mas no mês passado a maior alta foi na Grande São Paulo, que cresceu 0,44% e o interior subiu 0,12%. No entanto, no semestre o interior cresceu 7,36% enquanto a Grande São paulo cresceu 0,31%.
No mês passado, dos 21 setores pesquisados pelo Ciesp, 12 deles (que representam 60,69% dos pesquisados) tiveram desempenho positivo e nove mais demitiram do que contrataram. Os que mais cresceram foram material de transporte (alta de 1,17%) e máquinas e equipamentos (alta de 1,52%).
Na outra ponta, as quedas mais expressivas foram em confecção de artigos do vestuário (baixa de 1,44%) e produtos de minerais não-metálicos (-1,10%) e calçados (-1,54%).
Por região, o nível de emprego registrou em junho alta de 6,72% em Matão, e de 1,68% em São José dos Campos. As maiores quedas foram registradas em Araçatuba, com baixa de 2,5%, e Botucatu, com queda 2,04%.


Brasil: Tempo piora e adia mais uma vez lançamento de foguete brasileiro


Condições adversas do tempo fizeram com que a Agência Espacial Brasileira (AEB) adiasse novamente o lançamento do foguete brasileiro VSB-30. Ventos fortes têm causado adiamento no projeto desde sábado (14) mas, segundo a assessoria da AEB, a situação meteorológica piorou, deixando para amanhã a nova tentativa.
Ontem (16) à tarde a coordenação da operação chegou a se reunir para estudar possibilidades de alterar os parâmetros de trajetória do foguete e tentar superar as condições de vento em altitude. Mas, segundo a AEB, as condições de hoje anulam a estratégia.



Jamil Bittar/Reuters
Pronto para lançamento desde sábado (14), o foguete VSB-30 espera tempo favorável
O VSB-30 deveria ter sido lançado no sábado (14) mas não saiu do solo por causa de fortes ventos, incomuns nessa época do ano. O adiamento foi decidido pouco mais de uma hora antes do horário marcado para a operação, no Centro de Lançamento de Alcântara no Maranhão (CLA).
Segundo o coordenador geral da operação, o sucesso da operação estava ameaçado porque os ventos podem alterar a rota do foguete.
A Operação Cumã 2 destina-se à realização de experimentos científicos selecionados pelo Programa Microgravidade, da AEB. Um desses estudos poderá ajudar no tratamento de enxaqueca, epilepsia e amnésia.
Este será o quarto vôo do VSB-30, que já foi lançado do CLA, em 2004, e do Campo de Esrange, na Suécia, em 2005 e 2006.

Internacional: Japão investiga novos vazamentos radioativos após terremotos


Cerca de cem recipientes contendo resíduos tóxicos na usina nuclear de Kashiwazaki-Kariwa, no Japão, foram derrubados pelos terremotos de ontem no país e vários apresentaram perda de líquido, informou a agência de notícias Kyodo, citada pela CNN, nesta terça-feira. A companhia energética responsável, Tepco, analisa agora a quantidade de líquido que vazou e se há risco para o ambiente.
Franck Robichon/Efe
Mulher ao lado de casa destruída por dois terremotos seguidos que atingiram o Japão
Dois terremotos, um de 6,8 graus e outro entre 6,6 graus e 6,8 graus na escala
Richter, atingiram a Costa Oeste do Japão nesta segunda-feira e deixaram ao menos nove mortos e mil feridos no país. O primeiro tremor causou incêndio na usina de Kashiwazaki-Kariwa, uma das maiores do mundo, seguido por um vazamento inicial de água contendo materiais radioativos no mar do Japão.
O vazamento inicial de pequena quantidade de água foi considerado inofensivo para o ambiente."A radioatividade [da água] é um bilionésimo do limite legal", disse Jun Oshima, representante da empresa dona da central nuclear. A água vazou para o mar do Japão. Agora, técnicos avaliam a quantidade de resíduos tóxicos que saíram dos recipientes derrubados e seu potencial risco. A Tepco informou que o líquido continha baixos níveis de contaminação nuclear.
A agência Associated Press afirma ainda que houve emissão acidental de cobalto-60 e cromo-51 (radioativos) da usina, mas não se sabe a razão ou se o incidente está relacionado com o terremoto.
O governo tenta hoje reassegurar a população da segurança dos 55 reatores nucleares do Japão, mas os vazamentos elevaram as dúvidas sobre o uso de usinas em um país localizado em uma das regiões mais afetadas por terremotos no planeta.
Vítimas
Mais de 12 mil pessoas aguardam ajuda governamental em abrigos no noroeste do Japão depois que os tremores derrubaram casas, abriram buracos em rodovias e interromperam serviços de eletricidade e fornecimento de água em várias cidades.
Ontem chegou a nove o número de mortos após os dois terremotos. Seis mulheres e três homens, todos com mais de 70 anos, teriam morrido em conseqüência de ferimentos, a maioria após o desabamento de suas casas, informou um porta-voz da Agência Nacional de Polícia.
Franck Robichon/Efe
Ruas cobertas por escombros no Japão: ao menos nove mortos e 900 feridos
Mais de mil feridos foram levados aos hospitais nas Províncias de Niigata e Nagano. O primeiro tremor foi sentido até na capital do país, Tóquio.
"Fique com tanto medo... os piores tremores continuaram por ao menos 20 segundos", disse Ritei Wakatsuki, funcionário de uma loja em Kashiwazaki.
"Primeiro houve um forte choque vertical depois ficamos sentindo tremores de um lado para o outro por um longo tempo. Eu não conseguia ficar de pé, prateleiras caíram e tudo ficou jogado", disse Harumi Mikami, 55, uma professora que estava em sua escola em Kashiwazaki, perto do foco do terremoto da manhã de ontem.
O governo disponibilizou cem centros para acolher as pessoas desabrigadas em Niigata após o tremor inicial, que atingiu o país às 10h13 (22h13 de domingo em Brasília).
Agências oficiais do Japão advertiram que ainda há risco de novos tremores no país. O primeiro terremoto, que teve seu epicentro a 17 km de profundidade na região de Niigata, sacudiu o noroeste do Japão e foi seguido de várias réplicas.
Tremores
Um segundo terremoto voltou a atemorizar o país por volta das 23h18 (11h18 de Brasília) de ontem. A agência japonesa Kyodo afirmou que o terremoto foi de 6,6 graus na escala Richter, enquanto o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos registrou a intensidade de 6,8 graus.
Robert Gilhooly/Efe
Vagão descarrilhado após terremoto na região de Niigata; serviço de trens foi interrompido
Este novo tremor, no entanto, ocorreu a uma profundidade de 350,7 km sob o solo do mar do Japão, perto da região de Kyoto, e foi sentido com menos intensidade nas cidades do país. Ele alcançou o grau quatro de uma escala japonesa de sete níveis de intensidade. Um tremor deste nível não costuma provocar danos significativos, e nenhum alerta contra tsunamis foi emitido.
Muitas casas, a maioria de madeira, desabaram. Crateras foram abertas nas rodovias e o teto de um templo caiu.
O noroeste do Japão sofreu um terremoto que matou 65 pessoas há três anos. Hoje, bombeiros continuavam tentando resgatar uma mulher cuja voz foi ouvida entre as ruínas de uma casa que desabou na região, informou a NHK.
Danos
Os serviços de trens foram interrompidos no norte do Japão devido ao tremor inicial. Um dos trens que estava viajando na hora do terremoto saiu dos trilhos, mas a mídia informou que não houve feridos.
A energia e o gás foram cortados de várias casas e a NHK afirmou que 37 mil moradias ficaram sem água. "Temos tanques de água que podem durar por dois dias, mas não sabemos quando o sistema vai voltar a funcionar", disse Reiko Nakao, que trabalha em um hotel na vila de Kariwa.
Alertas contra tsunamis chegaram a ser lançados no país após o primeiro terremoto, mas mais tarde foram suspensos sem registro de ondas gigantes.
Em outubro de 2004 Niigata foi atingida por um terremoto da mesma magnitude do tremor desta segunda-feira. Há três anos, no entanto, o resultado foi pior: 65 mortos e mais de 3.000 feridos. Foi um dos mais mortíferos terremotos no Japão desde 1995, quando um tremor de 7,3 graus na escala Richter na cidade de Kobe matou 6.400 pessoas.
O governo do premiê do Japão, Shinzo Abe, constituiu um escritório especial para lidar com o terremoto, que segundo oficiais danificou ao menos 350 edifícios.
Com Reuters, Associated Press e CNN



Brasil: Manifestantes zombaram da Bíblia na Câmara de Dourados

MATO GROSSO DO SUL - O presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Carlinhos Cantor (PR), disse que um dos motivos que o levaram a determinar a retirada da única faixa colocada pelos poucos manifestantes que compareceram á última sessão do semestre realizada na Sexta-feira passada, foi porque "eles zombaram da Bíblia e ofenderam a moral dos vereadores".

que, enquanto o vereador Zé Silvestre (PT) – que por sinal votou favoravelmente aos interesses dos chamados Movimentos Sociais, contra o prazo de dois anos para o fim da queima da palha da cana-de-açúcar – lia um trecho bíblico, como prevê o ritual das sessões da Câmara, os manifestantes tentavam interrompê-lo com insultos e palavrões. Um deles chamou o vereador de "rato" e, ao final da leitura, mandou Silvestre e os demais vereadores irem "rezar no Inferno".Para o presidente da Câmara, além do desrespeito e das ofensas contra o livro sagrado, os estudantes e alguns sindicalistas que foram à sessão ainda chamaram os vereadores de "traidores", em razão do voto da maioria pela regulamentação do processo de queima da cana, que prevê a substituição desse sistema pela colheita mecanizada até o final de 2008. A faixa contendo os nomes dos seis vereadores autores do projeto substitutivo aprovado na Câmara permaneceu em plenário desde o começo da tarde, e só foi retirada, por determinação do presidente, a partir dos impropérios desferidos na abertura da sessão extraordinária.Um dos manifestantes, ligado ao Comitê de Defesa Popular, que participou do movimento de protesto na Câmara, chegou a dizer para um estudante que tentava manter a faixa no plenário, quando a segurança da Casa cumpria ordens para retirá-la, que era melhor deixar que retirassem "porque já criamos o fato que precisava", conforme repetiu várias vezes."Isso caracteriza bem que eles foram até lá para criar um fato, com o objetivo de ridicularizar, constranger e tentar intimidar os vereadores, o que não vai acontecer enquanto eu for presidente da Câmara. O plenário é um espaço democrático, mas também é um lugar onde se exige respeito", comentou Carlinhos Cantor, que recebeu várias manifestações de solidariedade dos demais vereadores e dirigentes de entidades da comunidade.Fonte: Maracajú News

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Rede Record inaugura mega-estrutura de comunicação no RS


Presente em 97% do território nacional e em mais de 130 países, a emissora planeja conquistar a liderança do segmento gaúcho em apenas 90 dias.Quando o assunto é liderança nacional, Edir Macedo o principal acionista da Record, não brinca em serviço. Para o grupo, a disputa pelo topo, mais do que meta, é quase uma obsessão. Outdoors, revistas e jornais estampam o slogan “Record - A caminho da liderança” fixando, cada vez mais, a idéia de competição.Em tempo recorde a “Record” está mostrando ao mundo que o monopólio Globo de comunicação está com os seus dias contados. Com 100 emissoras em operação, sendo 21 filiadas e 79 afiliadas, abrangência de 97% do território nacional e presença marcada em 130 países a rede decola rumo ao topo disputando acirradamente a pole position com a Globo. Completando em 2007, 54 anos no ar, investe pesado em tecnologia e não poupa recursos para contratar e cobrir os altos salários dos grandes figurões da concorrência.O principal jornal de economia do mundo, The Wall Street Journal, na edição do dia 5 de julho, destaca “A rede Record oferece salários muito superiores a média” e a atriz ex-global Lavínia Vlasak completa “Pela primeira vez, os atores tem poder de negociação e opções reais.” Para o jornalista do Wall Street, Matt Moffett “está chegando ao fim o antigo sistema em que a Globo dominava todos os aspectos do setor de entretenimento e ditava sua vontade aos artistas”.Nos últimos três anos, o complexo ganhou força em quase todo o território brasileiro. O crescimento foi astronômico. Cerca de 150 milhões de dólares foram investidos, tanto em talentos quanto em tecnologia. Além disso, a emissora paga pelos direitos exclusivos de transmissão de imagem dos Jogos Olímpicos (de inverno em 2010 e de verão em 2012) a bagatela de 60 milhões de dólares.O presidente geral da Record Alexandre Raposo declara que desde 2004 os ingressos de verbas publicitárias mais do que duplicaram e por ordem de Edir Macedo todo o lucro tem sido investido na própria emissora.O segundo lugar na liderança nacional, chegando em alguns horários, até mesmo ao primeiro em audiência, é apenas uma conseqüência de muito esforço e dedicação. Apesar de todo o sucesso, o Rio Grande do Sul era o estado preocupante. Aqui, Globo e SBT dominavam a audiência e Record beirava ao fracasso. Nada parecia atrair a atenção dos gaúchos. Frente aos decepcionantes números do sul, a administração superior da emissora decidiu investir, ousadamente, para demarcar espaço onde sua popularidade estava abaixo do esperado.RECORD NO RS
Há pouco mais de dois meses Edir Macedo compra o mais antigo complexo de comunicação do RS, o Sistema Guaíba de Rádio, TV, e Jornal com 102 anos de história. Composto pelo jornal Correio do Povo, TV2 Guaíba, Rádio Guaíba AM 720 e Rádio Guaíba FM 101.3, a emissora chega ao estado para alavancar o mercado e competir em grande estilo com a concorrência a RBS TV.Cientes da política bairrista do sul, a administração chegou decidida a valorizar o que é daqui, ganhando de imediato a simpatia do povo gaúcho. Como de costume, jornalistas e técnicos de outras emissoras regionais foram contratados. Gaúchos que trabalhavam em outros estados foram repatriados. Entre TV, Rádio e Jornal mais de 200 profissionais foram re-aproveitados e contratados para dar suporte e know-how a grande estrutura montada. A proposta de representar a cultura regional para o Brasil, obteve destaque elevado entre a população, marcando a sua estréia no dia 03 de julho com picos elevados de audiência. Sérgio Stock apresentador do programa Rio Grande no Ar declara "Pela primeira vez temos condições financeiras, técnicas e operacionais de colocar uma emissora de rede no estado. A idéia é fazer um trabalho que seja a cara do Rio Grande do Sul, que o telespectador gaúcho se veja na tela da Record". Vania Lain, editora do programa matinal, diz "Queremos criar outra alternativa, levar notícias com uma nova abordagem, com mais opinião".Serão 3 horas diárias dedicadas ao jornalismo local, da manhã até a noite, e links com os programas nacionais, “Hoje em dia, “Fala Brasil” e "Jornal da Record” pelo menos 2 vezes por semana. Com cenários de altíssima qualidade inspirados no padrão nacional newsroom, bancada integrada a redação - algo pioneiro no estado - além de equipamentos super modernos, equipe bem treinada, e inovações de conteúdo, as expectativas da emissora surpreendem. Em 90 dias pretendem assumir a liderança da audiência no sul.Na quinta (5), na Associação Leopoldina Juvenil em Porto Alegre, 700 convidados comemoraram, com muita animação e glamour a inauguração oficial da emissora. Ana Hickmann e Brito Jr. Foram os mestres-de-cerimônias que receberam no palco nomes como Paulo Henrique Amorim, Milton Neves, Eduardo Guedes entre outras personalidades como a Governadora Yeda Crusius, o prefeito José Fogaça e Frederico Antunes presidente da assembléia legislativa além do casting da emissora.O clima entre os intelectuais do sul é nebuloso. A crítica a igreja universal parece ter desaparecido. Muitos deles foram contratados. O poder econômico da igreja universal tapou a boca de muita gente.
Oziel Alves: Acadêmico de Letras, Língua e Literatura Inglesa pela PUC-RS, Editor/Colunista do Jornal Rio Grande Gospel, Editor/Controlador Mestre do Canal Universitário e Centro de Produção Multimídia da Faculdade de Comunicação Social da PUC-RS, Tradutor e Membro da Igreja O Brasil Para Cristo de Porto Alegre. ( www.ozielfalves.blogspot.com )



Tribunal torna casal Garotinho inelegível por três anos

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro decidiu que o casal de ex-governadores do Rio Anthony Garotinho e Rosinha Matheus deve ficar inelegível por três anos. Eles são acusados de trocar asfaltamento de ruas por apoio político para o então candidato a deputado federal Geraldo Pudim, o segundo mais votado do Estado.
Publicidade

Pudim também foi punido com a cassação do mandato. A decisão passa a valer depois que todos os recursos tiverem sido julgados.O casal Garotinho, Pudim e o presidente do Departamento de Estradas e Rodagem, Henrique Alberto Ribeiro - também condenado pelo TRE a perder os direitos políticos por três anos -, foram acusados pelo Ministério Público Federal de trocar a pavimentação de ruas em Sapucaia, na região centro-sul do Estado, por apoio de lideranças locais à candidatura de Pudim. O promotor Artur Gueiros se valeu da ata de uma sessão da Câmara de Vereadores de Sapucaia, em que o vereador Fabrício Baião narrava encontro "muito produtivo" para Sapucaia com Garotinho. O ex-governador teria prometido "1.500 metros de asfalto, uma rua de seis metros de largura, com meio fio e saneamento básico", segundo a denúncia.Na segunda-feira, o TRE já havia decidido contra os réus, quando o juiz Rudi Loewenkron pediu vistas do processo. Hoje, ele votou a favor dos acusados. Alegou que não houve nenhuma prova de que Rosinha tenha participado da reunião. E argumentou que Pudim teve pouco mais de mil votos na cidade - quantia insignificante diante dos 276 mil votos que o elegeram. Em nota, Pudim classificou o julgamento de político e afirmou que vai recorrer. "Vou até a última instância". O casal Garotinho também vai recorrer.Fonte: A Tarde Online

jornalgensis@gmail.com



Cristãos patriotas» interrompem oração de hindú no Senado dos EUA. Assista o vídeo

Senhor Jesus, perdoe-nos, Pai, por permitir... abominação à Tua vista."

Ontem, três protestantes interromperam um clérigo hindú que seria o primeiro de sua religião a orar na abertura do Senado nos EUA.Rajan Zed, diretor das relações com outras religiões no templo hindú em Reno, preparava-se para orar quando, claramente, uma voz alta partiu da galeria do Senado: "Senhor Jesus, perdoe-nos, Pai, por permitir a oração do ímpio, que é abominação aos teus olhos", disse um homem.O líder do Senado pediu que os guardas restaurassem a ordem, mas Zed foi interrompido novamente."Não terás outros deuses diante de ti..."Zed, que foi convidado pelo Senador democrata Harry Reid, finalmente iniciou sua oração.Policiais prenderam os três protestantes. Um deles disse: "Somos cristãos e patriotas", antes que os policiais os algemassem e os removessem do local.Veja o vídeo do acontecimento:Fonte: WorldNetDaily (Traduzido por O Verbo)

veja o video: http://www.youtube.com/watch?v=QbMtpUPFPoo

jornalgensis@gmail.com

China expulsa mais 100 missionários em três meses

Nos últimos três meses o governo da China expulsou e deportou mais de 100 missionários cristãos, em uma operação silenciosa, especialmente vindos de países como os Estados Unidos, Canadá, Coréia do Sul, Cingapura, Austrália e Israel. Trata-se mais ostensiva ação do gênero desde 1954.
Publicidade
De acordo com a Associação Cristã de Ajuda à China, a campanha tem como objetivo retirar todos os estrangeiros cristãos que estejam no país até a Olimpíada de 2008, para evitar uma ação evangelística em massa.As expulsões têm ocorrido principalmente em Beijing, Xinjiang, Tibet e Shandong. Só em Xinjiang, mais de 60 trabalhadores cristãos – dentre professores de inglês, homens de negócios e funcionários de organizações humanitárias – foram expulsos, alguns deles já viviam na região há pelo menos 15 anos.Cerca de 15 casais cristãos vindos dos Estados Unidos foram obrigados a deixarem o país no mês de maio.No dia 31 de maio, em Linyi (Shandong), um cidadão israelense e outro norte-americano foram presos durante uma reunião de oração com 70 líderes de igrejas domésticas.Sem contato com a EmbaixadaEm Beijing, no dia 1 de julho, três cristãos dos Estados Unidos foram presos e obrigados a deixarem o país sem ao menos poder entrar em contato com a Embaixada norte-americana na China.O ministro chinês de Relações Exteriores não quis comentar o assunto. Susan Stevenson, porta-voz da Embaixada norte-americana, admitiu a ocorrência de algumas deportações, sem dar mais detalhes.Ação missionária na Olimpíada de PequimGrupos cristãos ao redor do mundo têm divulgado que planejam enviar milhares de voluntários para evangelizar a China durante a Olimpíada de Pequim (Beijing), em uma ação inédita. Algo semelhante aconteceu na Olimpíada de Atenas, Sidney e Atlanta.O governo chinês controla a religião e exige que qualquer atividade seja vinculada às organizações oficiais religiosas, submetidas ao partido comunista. Todo o tipo de atividade religiosa autônoma é punida com prisão.Fonte: PortasAbertas.org.br
jornalgenesis@gmail.com

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Arqueólogo encontra prova de existência de general babilônio citado na Bíblia



Com a exceção de reis antigos, é pouco freqüente encontrar provas da existência de personagens que aparecem na Bíblia, mas um pesquisador encontrou, no Museu Britânico, vestígios do general babilônio Nebo-Sarsequim, citado no livro sagrado do cristianismo.
Publicidade
O especialista na civilização assíria Michael Jursa descobriu uma pequena tabuleta de argila na qual o general é citado, informou hoje o Museu Britânico. Segundo a Bíblia, ele tomou parte no ataque a Jerusalém.A tabuleta data de 595 a.C. e trata de uma oferenda de ouro apresentada por Sarsequim no templo principal da Babilônia, provavelmente em honra aos deuses.O objeto, gravado com escrita cuneiforme, a mais antiga conhecida pelo homem, é anterior à destruição de Jerusalém pelo Império da Babilônia, em 587 a.C.De acordo com o capítulo 39 do Livro de Jeremias, Sarsequim esteve ao lado de Nabucodonosor, o rei de Babilônia, no ataque a Jerusalém.Jursa, catedrático associado da Universidade de Viena, tem estudado tabuletas no Museu Britânico desde 1991."Ler tabuletas babilônicas é, às vezes, muito trabalhoso, mas também muito gratificante", disse hoje o especialista, em comunicado divulgado pelo museu.Atualmente, apenas alguns estudiosos no mundo todo são capazes de decifrar a escrita cuneiforme, utilizada no Oriente Médio entre 3.200 a.C. e o século II d.C..O Museu Britânico conta com mais de 100 mil tabuletas com inscrições, que são revisadas pelos especialistas.Fonte: 24 Horas News
jornalgenesis@gmail.com

terça-feira, 10 de julho de 2007

Exército envia reforços para tomada de mesquita no Paquistão; 58 morreram


O Exército do Paquistão enviou nesta terça-feira tropas de reforço para a operação de tomada da Mesquita Vermelha, em Islamabad, onde radicais continuam mantendo reféns depois de uma semana de cerco. Ao menos 50 militantes e oito soldados já morreram na tomada da mesquita, em uma batalha que não dá mostras de arrefecer.
"Não esperávamos uma resistência tão forte", disse o porta-voz do Exército, general Waheed Arshad. "Não sei dizer quanto tempo levaremos até o fim da operação". No começo da invasão da mesquita, na madrugada de hoje, Arshad havia estimado que a operação duraria entre três e quatro horas.
Anjum Naveed/AP
Veículo armado do Exército avança contra Mesquita Vermelha
Redes de TV locais mostraram imagens da chegada de veículos com lançadores de mísseis e outros armamentos pesados na região. Os choques entre islâmicos e a polícia ocorrem após meses de
tensão com os radicais da mesquita, que realizavam uma "campanha pela moralização" para pressionar pela aplicação da lei islâmica no país.
Apesar de declarar ter tomado o controle do complexo, mais de dez horas após a invasão os militares continuam tentando expulsar alguns radicais bem armados que aparentemente tomaram simpatizantes como reféns. Durante o cerco, o governo estima que entre 200 e 500 militantes permaneciam entrincheirados dentro da mesquita --muitos à força.
O Exército invadiu a mesquita depois do fracasso da ação de um grupo de mediadores que buscava uma solução pacífica para o impasse. Segundo o jornal americano "The New York Times", desde 3 de julho, quando os confrontos foram iniciados, ao menos 24 pessoas haviam morrido antes da invasão.
A agência Associated Press eleva o número para até 80 mortos.
Operação
A invasão começou minutos depois que uma delegação liderada pelo ex-premiê paquistanês Chaudhry Shujaat Hussain deixou a área da Mesquita Vermelha dizendo que as negociações para uma solução pacífica haviam falhado.
Mohsin Raza/Reuters
Ambulância chega para socorrer feridos de confrontos com islâmicos na mesquita
O administrador municipal Khalid Pervez afirmou que cerca de 50 mulheres foram as primeiras a serem libertadas pelos militantes, após a fuga de 26 crianças. Entre os libertados estão a mulher e a filha de Abdul Aziz, islâmico que liderou os radicais até ser preso na última semana quando tentava escapar disfarçado sob uma burca. Seu irmão, Abdur Rashid Ghazi, deu continuidade ao cerco e prometeu não se entregar.
Arshad afirmou que os radicais continuavam mantendo reféns e que a luta é intensa. "Estamos com uma abordagem passo-a-passo para evitar danos colaterais", afirmou.
O Exército afirma que o complexo da mesquita possui cerca de 75 salas, grandes porões e jardins. Um oficial disse que o líder, Rashid Ghazi, estava cercado no porão da escola islâmica da mesquita, mas os militares não estavam atacando porque ele tomou reféns.
Protestos
Durante os confrontos, ao menos dois protestos contra a invasão do Exército foram organizados no Paquistão.
06.jul.2007/Mian Khursheed
Parede da Mesquita Vermelha, em Islamabad, mostra marcas de tiros durante cerco
Centenas de homens armados de tribos próximas à cidade de Batagram (noroeste) bloquearam uma rodovia que leva à China, segundo o oficial de polícia Habib Khan.
Os homens atiravam para o alto e gritavam frases contra o governo e o presidente paquistanês, Pervez Musharraf, disse Kha.
Na cidade de Multan (leste), mais de 500 estudantes islâmicos organizaram uma marcha sob o slogan "abaixo Musharraf", bloqueando uma via importante e queimando pneus.
Nesta segunda-feira, cerca de 20 mil membros de tribos --incluindo centenas de militantes armados-- fizeram protestos similares na região de Bajur (noroeste).
Com Efe, Associated Press e "The New York Times"

Estátua de santo católico é inaugurada com erro



Obra é de autoria do artista plástico Galileo Emendabili, que fez o Obelisco.
Publicidade
Feita em bronze, pesando 4 toneladas e com 4,50 metros de altura, a obra foi inaugurada, nesta segunda-feira, 9, na Praça Vinicius de Moraes, no Morumbi, zona sul.O projeto original da obra é de 1964. A obra demorou mais de 40 anos para sair do papel e foi inaugurada com um erro. A citação sobre a salvação por Deus não é do capítulo e versículo 6 do livro Atos, da Bíblia, como está escrito na placa de mármore da escultura, e sim do capítulo 28, versículo 28.
O prefeito Gilberto Kassab tirou do papel um projeto engavetado desde 1964, de autoria do artista plástico italiano Galileo Emendabili (1889-1974), encomendado pelo então governador Adhemar de Barros.“Logo veio o golpe militar e esqueceram da estátua ”, disse Fiammetta Emendabilli, de 72 anos, filha do artista, durante a inauguração, acompanhada de Kassab e de Andrea Matarazzo, secretário de Coordenação das Subprefeituras.Formado pela Academia Real de Belas Artes de Urbino, na Itália, Galileo chegou a São Paulo, em 1923, aos 25 anos, tornando-se amigo de paulistanos influentes como Ciccillo Matarazzo, industrial e mecenas. Galileo deixou seis obras públicas na capital, entre elas o Obelisco do Ibirapuera, na zona sul.A estátua do apóstolo, segundo o projeto original, teria 105 metros de altura e seria instalada no Pico do Jaraguá, o ponto mais alto da cidade, na zona oeste. Hoje, estaria para São Paulo como o Cristo, para o Rio. Mas será que ganharia como uma das sete novas maravilhas do mundo moderno?Fonte: Estadão

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Os velozes nem sempre vencem a corrida.

Eclesiastes 9:11

Os velozes nem sempre vencem a corrida.

Salomão um dos homens mais sábio que já existiu
Percebe que a oportunidade depende de nos, mas também de Deus, percebam que o criador, faz o sol.
E a chuva.
O dia tem 24 h, para o crente, descrente, católico, espírita, igual para todos.
Ele não faz sepção de pessoas.
Quando o pregador diz tempo, quer dizer todos os.
Seres vivos terão a mesmas chances, mas quando ele.
Diz, acaso quer traduzido que dizer sorte, sucesso, eventualidade, tudo isso chego a uma conclusão, isso tudo quer dizer oportunidade.
Muitos correm correm e não chega a lugar nenhum outros correm menos e conseguem seus objetivos.
Vamos aprender uma coisa, precisamos esta preparado quando a oportunidade, que e Deus que nos dar chegar, ai sim teremos vitórias.
Deus da, mas temos que esta preparado amem.

Luis Martins
jornalgeneiss@gmail.com

A MODERNIDADE DA IGREJA

A MODERNIDADE DA IGREJA


Públio José – jornalista
(publiojose@digizap.com.br)


Tenho ouvido muito, ultimamente, se falar, se discutir, até se esbravejar sobre a modernidade da Igreja. É um tema recorrente e que vem abrasando sucessivos debates e polêmicas em auditórios os mais variados. Em toda revista que você abre, em todo programa de tv, ou matéria de jornal, principalmente para justificar os argumentos da comunidade gay, a exigência é uma só: a Igreja precisa se modernizar. O interessante em toda essa questão é que os defensores da necessidade urgente, premente, inadiável da Igreja passar por um processo de modernização não entendem do ofício, ou seja, não entendem de igreja. É como se um agricultor passasse a opinar sobre a modernização da política nuclear ou, da mesma forma, como se um pescador quisesse, por cima de pau e pedra, direcionar a política de investimentos de um banco. Seriam fatos totalmente impensáveis, para não dizê-los fora de propósito.
Assim, além das inúmeras dificuldades que a Igreja enfrenta nos seus movimentos de evangelização, ainda é obrigada a ver esse descabido propósito se avolumar diante de seus olhos. Em primeiro lugar, é preciso deixar bem claro que esse conceito de modernidade não se aplica à Igreja. Porquê? Porque a Igreja é uma instituição intemporal. Ela não se move de acordo com modismos e tendências delimitados pelo tempo. Mas o que, afinal, move a Igreja? Princípios. E princípios não se modernizam. Tomemos, como exemplo, o princípio mais forte a lastrear a ação da Igreja: o amor. Por ventura, o amor se moderniza? Tomemos outro exemplo: o princípio da verdade. A verdade se moderniza? Tomemos mais um: o princípio do perdão. O perdão se moderniza? Em vista disso, como modernizar a Igreja? Ou como modernizar fidelidade, honestidade, santificação?
Estes, e os demais fundamentos que eternizam sua atividade, não são modernizáveis, nem passíveis de alteração. Muito menos podem ser objeto do desejo de alguns de reformar a base, o alicerce, da atuação da Igreja. Pois foi o próprio Jesus – o proprietário da Igreja – quem disse que “as portas do inferno não prevalecerão sobre ela”. Ora, de que forma as portas do inferno poderiam prevalecer sobre a Igreja? Através do pecado. Aí é onde está o X da questão. O que se pretende, na verdade, é que a Igreja abra seu corolário de princípios para nele ser inoculado o princípio do pecado – este sim, com capacidade suficiente para neutralizar, paralisar, anular, aniquilar a essência da atuação e do discurso da Igreja, atribuições, por sua vez, herdadas do ministério e do discurso de Jesus. Por sinal, na Bíblia, na primeira epístola a Timóteo, capítulo 3, versículo 15, Paulo realça uma das principais qualidades da Igreja.
Diz ele: “Para que, se eu tardar, fiques ciente de como se deve proceder na Casa de Deus, que é a Igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade”. E aí, tão-somente pelo querer de alguns, modernizar-se-ia, por acaso, a verdade? Mas talvez possamos encontrar uma saída para a questão. Se for moderno, por exemplo, alterar a cor das paredes da Igreja, vá lá que seja. Troquemos a pintura. Se for moderno o piso da Igreja subir ao telhado e o telhado assumir o lugar do piso, façamos isso, então. Quem sabe não fosse melhor trocar a posição das janelas? Elas se abrindo para fora – ao invés de se abrirem para dentro? Ironias à parte, o aspecto físico da Igreja pode até ser modernizado. Seus princípios jamais. Pois, sofrendo eles qualquer alteração, deixam de ser princípios, jogando a Igreja, em conseqüência, na vala comum das instituições humanas. Por acaso, seria este o propósito de Jesus? jornalgenesis@gmail.com

Cristo Redentor é uma das novas Sete Maravilhas

Estátua construída nos anos 1920 e 1930 foi a terceira a ser anunciada em Lisboa. Outros vencedores incluem a Grande Muralha da China e Machu Picchu.
Publicidade

O Cristo Redentor acaba de ganhar seu posto entre as novas Sete Maravilhas do Mundo, anunciadas em Lisboa durante cerimônia oficial no estádio da Luz. O símbolo do Rio de Janeiro, que acolhe a chegada de turistas do mundo todo à Cidade Maravilhosa, assume seu lugar na nova lista de Maravilhas do Mundo ao lado de seis outras obras: a Grande Muralha da China; a cidade helenística de Petra, na Jordânia; a cidade inca de Machu Picchu, no Peru; a pirâmide de Chichen Itzá, no México; o Coliseu, antiga arena de combates em Roma; e o túmulo do Taj Mahal, na Índia.A cerimônia em Lisboa contou com a participação do ex-astronauta Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, o ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, a atriz e cantora Jennifer López e o primeiro-ministro português José Socrates, presidente em exercício da União Européia (UE).A apresentação do evento foi feita pelo ator britânico Ben Kingsley e pela atriz americana Hillary Swank. A superprodução deve ser retransmitida em mais de 170 países, com uma audiência estimada em 1,6 bilhão de espectadores.A primeira parte foi dedicada à proclamação das sete maravilhas de Portugal, que não tem nenhum lugar na competição mundial.A cerimônia não tem apoio unânime e a Unesco, órgão da ONU que se dedica ao patrimônio cultural mundial, decidiu não participar do evento.Cheio de históriaEmbora o monumento tenha sido inaugurado em 12 de outubro de 1931, a construção do Cristo recua conceitualmente pelo menos até a metade do século 19, quando a Igreja Católica já planejava a construção de algo da mesma magnitude no Rio.Finalmente, em 1922, quando o Brasil comemorou cem anos como nação independente, foi lançada a pedra fundamental da estátua. As obras começaram para valer, porém, em 1926. O projeto foi do engenheiro Heitor da Silva Costa. Quem desenhou a estátua foi o artista plástico Carlos Oswald, e seu escultor foi o francês de origem polonesa Paul Landowski.A estátua, feita de pedra-sabão, é considerada patrimônio histórico desde 1937. No ano passado, o Cristo também foi declarado um santuário religioso. Fonte: G1
jornalgenesis@gmail.com

sexta-feira, 6 de julho de 2007

A Sra. Graham morreu aos 87 anos em sua casa, na presença de seu marido e filhos.

MONTREAT, EUA - Ruth Graham, que entregou o sonho de ser missionária no Tibete para casar com aquele que se tornaria o mais renomado evangelista do mundo, morreu nesta quinta-feira (14)."Ruth foi minha parceira de vida, e fomos chamado por Deus como uma equipe," disse Billy Graham. "Ninguém mais poderia ter carregado o peso que ela carregou. Ela foi uma parte vital e integral de nosso ministério, e meu trabalho através dos anos teria sido impossível sem o encorajamento e ajuda dela.Assim, sou grato ao Senhor que me deu a Ruth, e especialmente por estes últimos poucos anos onde estivemos juntos nas montanhas. Nós reacendemos o romance de nossa juventude, e meu amor por ela continuou a crescer mais profundo a cada dia. Sentirei terrivelmente a sua falta e olharei à frente ainda mais pelo dia que poderei me juntar a ela no Céu."Ruth estava de cama por meses devido a uma doença nas costas e pescoço, resultado de uma queda séria de árvore em 1974, quando consertava um balanço para as crianças. Ela se submeteu a um tratamento de pneumonia há 2 semanas.Ruth Graham, que foi autora e co-autora de 14 livros, será enterrada na Nova Bíblioteca Billy Graham, em Charlotte, Carolina do Norte, EUA.Fonte: O Verbo jornalgenesis@gmail.com

Brasil é 2º na perda de virgindade precoce

Os brasileiros estão entre os que perdem a virgindade mais cedo, segundo uma pesquisa feita em 26 países com 26 mil entrevistados. O país ocupa a segunda posição, atrás apenas da Áustria. O estudo encomendado pela fabricante de preservativos Durex Network revelou que os brasileiros perdem a virgindade com idade média de 17,4 anos. Entre os austríacos, a média é de 17,3 anos. Segundo a pesquisa The Face of Global Sex 2007 - First sex: an opportunity of a lifetime (Primeira relação sexual: uma oportunidade para toda a vida), o Brasil foi ainda o sétimo colocado no uso de preservativos na primeira relação sexual, com 47,9%.
Neste quesito, o país campeão foi a Polônia, onde 63,2% dos entrevistados disseram ter usado preservativos quando perderam a virgindade. Entre as mulheres brasileiras, 49,1% afirmaram ter usado camisinha na primeira relação, ante 39,1% dos homens. Enquanto nas classes mais baixas, 43,2% dos entrevistados disseram ter usado preservativos na primeira relação sexual, essa taxa caiu para 36,5% nas classes A e B. O estudo revelou ainda que 58,4% das brasileiras perderam a virgindade com um parceiro estável. Entre os homens, esse percentual foi de apenas 18,9%.
Segundo o coordenador da pesquisa no Brasil, Miguel Fontes, atualmente os jovens têm menos reservas em relação ao uso de preservativos. Entre os entrevistados de 25 a 29 anos, 67,6% disseram ter usado camisinha quando perderam a virgindade. Na faixa etária acima de 49 anos, apenas 14,9% usaram preservativo na primeira relação sexual. Fontes disse ainda que "a propensão de se utilizar contraceptivos aumenta com a idade".
"Comparativamente, uma pessoa que perde a virgindade com 19 ou 20 anos tem 259% de propensão a mais de utilizar um contraceptivo do que uma de 14 anos. Esse índice aumenta para 884% entre pessoas que tiveram a primeira relação entre 21 e 25 anos", afirmou Fontes. No Brasil, o levantamento foi feito com a colaboração da Hora H preservativos e ouviu 1.123 pessoas com idades de 19 a 65 anos entre agosto e setembro do ano passado.
Fonte: jornalgenesis@gmail.com

terça-feira, 3 de julho de 2007

ÍNDICE DE MORALIDADE E A SELEÇÃO NACIONAL

(Públio José – jornalista)
(publiojose@digizap.com.br)


O panorama de crescimento econômico, de desenvolvimento social de um país se observa também pela avaliação constante de que são objetos os seus vários segmentos. O sistema educacional brasileiro, por exemplo, está indo muito bem no que toca às suas atividades de avaliação. A ministração das aulas é muito ruim, como o é também o aprendizado da parte dos alunos, mas um bom instrumento para melhorar a situação o governo está utilizando: medir o sistema, mesmo que os resultados sejam dolorosos. De vez em quando, a opinião pública brasileira é bombardeada pelos resultados, positivos ou não, que surgem de tais elementos de medição. É o Ideb, é o Enem, e o Eanes, o Provão, o Simuladão, etc, etc. Da mesma forma, em se tratando de desempenho econômico, os diversos institutos de pesquisa também trombeteiam as maravilhas ou desacertos que as políticas governamentais estão fazendo junto ao público.
No plano internacional a coisa também é levada bastante a sério. Hoje, já se mede o índice de desenvolvimento social alcançado por um país, cotejando-o rigorosamente com o índice de desenvolvimento econômico. Isso é feito para se analisar a questão da distribuição de renda, da qualidade da prestação dos serviços públicos, etc, etc. Até a corrução passou a ser medida. Já existe, para efeitos internacionais, instrumentos que indicam se um país, no contexto global de suas instituições, é muito corroído ou pouco corroído pelo câncer da corrução. Tudo isso é muito bom – e tem trazido resultados extraordinários para o desenvolvimento de atividades anteriormente relegadas a planos secundários nos planejamentos dos governos. Entretanto, até os dias atuais, não existe um índice que meça a moralidade dos homens públicos, que indique, principalmente, o caráter positivo ou negativo dos parlamentares em suas várias latitudes.
Pois, se tal índice de moralidade fosse implantado, o Brasil, com certeza, ascenderia a uma das piores (ou melhores?) posições. Seria, digamos assim, um campeonato mundial da safadeza parlamentar. Para tal competição, nossa seleção seria imbatível. Quem, por exemplo, seria escalado para o gol? Nessa posição teríamos ótimos atletas. Deputados e senadores que costumam segurar o andamento do jogo, impedindo a investigação dos fatos. Que tal Almeida Lima, Epitácio Cafeteira, Romero Jucá e Sibá Machado? Mesmo que um deles fosse ungido para titular do gol, os demais dariam um excelente banco de reservas. Certo? Para o cargo de técnico poderíamos indicar o bem sucedido José Sarney. Quem melhor do que o rico Sarney para instruir o elenco a atacar e defender da forma mais vantajosa possível? Afinal, não é o Maranhão o estado mais pobre do Brasil, apesar da dinastia Sarney dominá-lo por mais de 40 anos?
Da defesa para o ataque, passando pelo meio de campo, os nomes do catálogo seriam abundantes e fartos. Dor de cabeça para escalar o melhor time o técnico, com certeza, não teria. Imagine ter à sua disposição, para tal empreitada, atletas do porte de Genoíno, Severino, Jader, Renan, Roriz... Isso sem falar num bloco especial, já treinado e experiente nesse tipo de escaramuça, o dos mensaleiros. O técnico, inclusive, poderia até se dar ao luxo de deixar de fora, para efeito de escalação, competentes jogadores da bancada dos lavadores de dinheiro sujo; dos sanguessugas; dos trambiqueiros do imposto de renda; dos que têm contas particulares pagas por executivos de empreiteiras; dos que têm campanhas financiadas por bicheiros, estelionatários e assassinos; dos que praticam nepotismo escrachado... Ufa! Que elenco, que time, que seleção! Já pensou a repercussão no estrangeiro? Viva a seleção dos safados nacionais! Viva!!! jornalgenesis@gmail.com