sexta-feira, 8 de junho de 2007

Lula diz que Chávez foi democrático ao não renovar concessão de TV

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem que a não-renovação da concessão da RCTV pelo presidente venezuelano Hugo Chávez foi um ato tão democrático quanto seria a possível manutenção da concessão da emissora.
Em entrevista exclusiva à Folha (só para assinantes), Lula ressaltou que não dá para "ideologizar" o tema, pois o mesmo Estado que dá uma concessão é o mesmo que não dá.
"O Chávez teria praticado uma violência se tivesse, após o fracasso do golpe [contra o venezuelano em 2002], feito a intervenção na televisão", disse durante a entrevista, concedida ao colunista da Folha Clóvis Rossi, na embaixada brasileira em Berlim.
Lula está na capital da Alemanha para a reunião da cúpula de chefes de Estado e governo dos sete países mais industrializados do mundo e a Rússia (G8). No encontro de hoje, o presidente brasileiro deverá propor a convocação de uma nova conferência ambiental no Rio.
Na entrevista, Lula só falou sobre política externa, principalmente sobre a relação entre Venezuela e Brasil. O presidente disse que nos quatro anos de mandato já viu muitas brigas entre países latino-americanos, e ressaltou que é preciso tomar cuidado com discursos porque, às vezes, "a radicalização verbal atrapalha muita coisa".
"Você dá uma declaração num lugar e, dependendo do interesse local, a imprensa dá uma manchete e cria-se uma animosidade nacional numa coisa que não precisaria. A nota que o Senado brasileiro fez em relação à televisão do Chávez é uma nota branda. É um apelo, não tem nenhuma agressão. Agora como é que chegou a ele, eu não sei", afirmou Lula, sobre o posicionamento do Senado brasileiro em relação ao fechamento da RCTV.
Após tomar conhecimento de parlamentares brasileiros, Chávez disse que o Senado agia "como um papagaio" do Congresso americano e que era mais fácil o Brasil voltar a ser colônia portuguesa do que o seu governo devolver a concessão ao canal oposicionista RCTV.
PT
O PT, partido do presidente Lula, também apoiou a decisão de Chávez de não renovar a concessão da RCTV. O posicionamento do partido foi por meio de nota da Secretaria de Relações Internacionais do partido.
Na nota, o PT informa que a não renovação da concessão da RCTV "seguiu todos os trâmites previstos pela legislação venezuelana".
"É público e notório que a RCTV envolveu-se abertamente com o golpe fracassado contra o governo Chávez, atitude que em qualquer país do mundo justificaria o questionamento da concessão pública a uma rede de televisão", diz nota da Secretaria de Relações Internacionais do partido.

Nenhum comentário: