sábado, 31 de março de 2007

Congonhas: 33 vôos atrasam e 2 mil estão na fila


O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, registra 33 vôos com atraso às 9h30 deste sábado, sendo 19 partidas e 14 chegadas. Há também um grande número de cancelamentos, o que causa uma aglomeração de pelo menos dois mil passageiros no saguão do aeroporto. A maioria passou a noite dormindo em sofás ou no chão. As filas nos guichês das empresas aéreas chegam a 400 m de comprimento e a espera varia Os controladores de vôo realizaram paralisação nesta sexta-feira, causando transtornos na maioria dos aeroportos do País. Os trabalhos foram retomados ainda durante a madrugada, após um acordo entre o governo e representantes da categoria.
A maior queixa dos passageiros é com relação à falta de informação das aéreas. Muitos passaram a noite no aeroporto e amanheceram hoje no local sem saber quando conseguiriam deixar a cidade.
O maior atraso nas partidas é de um vôo da Pantanal para Uberlândia, em Minas Gerais, que deveria ter deixado o aeroporto às 6h50 e está com previsão de decolar somente às 12h40.
Na chegada, um vôo da TAM proveniente de São José do Rio Preto deveria ter aterrissado às 6h05, mas continua sem previsão de pouso. Demais aeroportos
O Aeroporto de Confins, em Minas Gerais, voltou a abrir para operações às 2h45 de hoje e, por volta das 6h, o saguão estava lotado, segundo informações da rádio CBN.
De acordo com o site da Infraero, no aeroporto de Brasília são registrados 13 cancelamentos e 3 vôos atrasados às 8h.
A situação no aeroporto Luis Eduardo Magalhães, em Salvador, tanto nas chegadas quanto nas saídas, está tranqüila na manhã de hoje.
Pelo menos 18 vôos foram cancelados na manhã deste sábado no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Metade das operações suspensas envolviam partidas e chegadas dos Estados Unidos. A outra parte é de vôos domésticos, sendo cinco pousos e quatro decolagens.
O primeira decolagem da manhã partiu do terminal às 9h30 para São Paulo. As filas continuam enormes nos balcões de atendimento das companhias aéreas, tanto para a remarcação de passagens quanto para fazer o check-in.
O policiamento foi reforçado por PMs, principalmente do lado de fora, onde viaturas estão estacionadas. A medida foi tomada depois que um passageiro agrediu uma funcionária da BRA na noite de ontem.
O homem derrubou um painel da companhia aérea e, ao ser advertido pela atendente da empresa, reagiu, dando um tapa no rosto dela.
A situação é de aparente tranqüilidade na manhã deste sábado no Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro. Há pequenas filas nos balcões das companhias aéreas e o painel da Infraero já não apresenta mais vôos atrasados ou cancelados.
Três saídas da ponte aérea Rio-São Paulo estavam programadas entre às 9h48 e 10h - vôo 2466 da Varig (9h48), Vôo 1509 da Gol (9h51) e Vôo 3915 da TAM (10h). Os passageiros desses vôos embarcaram sem problemas.
As irmãs Nãna Shara e Zabelê, filhas da cantora Baby do Brasil, afirmaram que tiveram sorte, pois estavam com um vôo marcado para esta manhã e a saída não apresentou atraso. As duas embarcaram no Aeroporto Santos Dumont pouco antes das 10h, com destino à São Paulo, onde elas realizam shows no final de semana, no Sesc Pinheiros. de 2 a 2 horas e meia de duração.

Nenhum comentário: