sábado, 31 de março de 2007

Sydney faz blecaute em alerta de mudança climática



Aquecimento Global
Sábado, 31 de março de 2007, 07h45
Sydney faz blecaute em alerta de mudança climática
Sydney, a cidade mais populosa da Austrália, viveu no começo da noite deste sábado um "blecaute" voluntário provocado por mais de 50 mil famílias que aderiram à iniciativa de grupos ambientalistas para alertar contra a mudança climática.
A medida, que durou uma hora, também teve a participação de aproximadamente 2 mil edifícios comerciais e do governo, assim como de vários restaurantes e bares, que trabalharam à luz de velas.
Muitas pessoas se concentraram na região do porto para contemplar uma inusitada perspectiva noturna da ponte metálica de Sydney e da Opera House, os dois símbolos da cidade, que também ficaram às escuras.
Entre os famosos que acompanharam a iniciativa estava Cate Blanchett, atriz australiana que protagonizou o filme Babel.
A "Hora da Terra", como o blecaute foi batizado pelos organizadores, deve ser repetida em 2008, desta vez em todo o país.

Congonhas: 33 vôos atrasam e 2 mil estão na fila


O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, registra 33 vôos com atraso às 9h30 deste sábado, sendo 19 partidas e 14 chegadas. Há também um grande número de cancelamentos, o que causa uma aglomeração de pelo menos dois mil passageiros no saguão do aeroporto. A maioria passou a noite dormindo em sofás ou no chão. As filas nos guichês das empresas aéreas chegam a 400 m de comprimento e a espera varia Os controladores de vôo realizaram paralisação nesta sexta-feira, causando transtornos na maioria dos aeroportos do País. Os trabalhos foram retomados ainda durante a madrugada, após um acordo entre o governo e representantes da categoria.
A maior queixa dos passageiros é com relação à falta de informação das aéreas. Muitos passaram a noite no aeroporto e amanheceram hoje no local sem saber quando conseguiriam deixar a cidade.
O maior atraso nas partidas é de um vôo da Pantanal para Uberlândia, em Minas Gerais, que deveria ter deixado o aeroporto às 6h50 e está com previsão de decolar somente às 12h40.
Na chegada, um vôo da TAM proveniente de São José do Rio Preto deveria ter aterrissado às 6h05, mas continua sem previsão de pouso. Demais aeroportos
O Aeroporto de Confins, em Minas Gerais, voltou a abrir para operações às 2h45 de hoje e, por volta das 6h, o saguão estava lotado, segundo informações da rádio CBN.
De acordo com o site da Infraero, no aeroporto de Brasília são registrados 13 cancelamentos e 3 vôos atrasados às 8h.
A situação no aeroporto Luis Eduardo Magalhães, em Salvador, tanto nas chegadas quanto nas saídas, está tranqüila na manhã de hoje.
Pelo menos 18 vôos foram cancelados na manhã deste sábado no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Metade das operações suspensas envolviam partidas e chegadas dos Estados Unidos. A outra parte é de vôos domésticos, sendo cinco pousos e quatro decolagens.
O primeira decolagem da manhã partiu do terminal às 9h30 para São Paulo. As filas continuam enormes nos balcões de atendimento das companhias aéreas, tanto para a remarcação de passagens quanto para fazer o check-in.
O policiamento foi reforçado por PMs, principalmente do lado de fora, onde viaturas estão estacionadas. A medida foi tomada depois que um passageiro agrediu uma funcionária da BRA na noite de ontem.
O homem derrubou um painel da companhia aérea e, ao ser advertido pela atendente da empresa, reagiu, dando um tapa no rosto dela.
A situação é de aparente tranqüilidade na manhã deste sábado no Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro. Há pequenas filas nos balcões das companhias aéreas e o painel da Infraero já não apresenta mais vôos atrasados ou cancelados.
Três saídas da ponte aérea Rio-São Paulo estavam programadas entre às 9h48 e 10h - vôo 2466 da Varig (9h48), Vôo 1509 da Gol (9h51) e Vôo 3915 da TAM (10h). Os passageiros desses vôos embarcaram sem problemas.
As irmãs Nãna Shara e Zabelê, filhas da cantora Baby do Brasil, afirmaram que tiveram sorte, pois estavam com um vôo marcado para esta manhã e a saída não apresentou atraso. As duas embarcaram no Aeroporto Santos Dumont pouco antes das 10h, com destino à São Paulo, onde elas realizam shows no final de semana, no Sesc Pinheiros. de 2 a 2 horas e meia de duração.

sexta-feira, 30 de março de 2007

OAB unifica conteúdo do Exame de Ordem em 17 Estados


O conteúdo do Exame de Ordem da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) será unificado em 17 Estados, pela primeira vez desde a criação da avaliação. O objetivo, de acordo com a própria OAB, é "reduzir as discrepâncias entre as provas e terem o exame aplicado por uma mesma instituição organizadora".O conteúdo será unificado em todos os Estados do Nordeste, no Acre, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins."Esse é um importante passo para a unificação total do exame", afirmou, em nota, o presidente nacional da OAB, Cezar Britto.Outra mudança no exame, mas que atinge todas as seccionais do país, é a realização das provas no mesmo dia --15 de abril.

Lula critica redução da maioridade penal e se mostra um exemplo para jovens


Lula critica redução da maioridade penal e se mostra um exemplo para jovens
Publicidade


da Folha OnlineO presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta sexta-feira, durante discurso na cerimônia de formatura do programa ProJovem, em Olinda (PE), a redução da maioridade penal."Hoje, 30% das meninas entre 15 e 17 anos, que estão fora da escola porque já têm filhos e, se tiveram filhos, é porque não tiveram educação sexual adequada dentro de casa ou na escola. E se a escola não cuida e se a família não cuida, a gente depois não pode querer punir a juventude ao diminuir a maioridade penal para colocar jovem na cadeia, achando que vai resolver o problema da juventude brasileira", afirmou Lula.O presidente ainda se mostrou como um exemplo para os jovens. "Eu quero dizer para vocês: se tem um brasileiro que pode significar o exemplo de que a perseverança, de que a luta e de que o nunca desistir dá resultado, sou eu. Porque um retirante nordestino, que sai daqui com sete anos de idade, com oito filhos, oito irmãos agarrados no 'rabo da saia' da minha mãe, chegar em São Paulo, sobreviver e chegar à Presidência da República, deve ser uma motivação e um exemplo para vocês, que podem acreditar que podem chegar lá, é só vocês não desistirem." E continuou: "Muitos de vocês vivem hoje em situações até mais degradantes do que a situação que eu vivi, porque hoje tem mais violência, hoje tem menos espaço. Hoje, uma pessoa que mora numa favela ou numa palafita não tem espaço de lazer, não tem espaço para as crianças brincarem".Lula ainda falou sobre sua luta para conseguir a Presidência da República. "Deixa eu dizer para vocês uma coisa: cada eleição que eu perdia --eu perdi a eleição em 1989, perdi a eleição em 1994, perdi a eleição em 1998--, as pessoas falavam assim para mim: 'Lula, agora chega, já perdeu demais, desiste'. E eu falava: não. Eu perdia em novembro e em janeiro eu estava na rua outra vez, falando com o povo brasileiro, chamando a atenção dele. Foram 12 anos de espera para chegar aqui e eu não posso jogar fora essa oportunidade e essa confiança que vocês me deram, eu não posso, eu tenho que aproveitar esse segundo mandato para fazer mais do que no primeiro."O presidente disse também que sonha que cada cidade-pólo do país tenha uma escola técnica e uma extensão universitária